O equilíbrio entre a liderança e os novos profissionais

16 de Julho de 2014 Por SAP Blogs 0

img_6

A terceira lei de Isaac Newton diz que para cada ação se obtém uma reação. Mas não é só na física que essa lei se aplica. Os profissionais com cargo de liderança precisam entender que muitas atividades, falas e pensamentos de sua equipe vão ter neles o ponto de partida.

E como a nova geração de profissionais está vendo e analisando seus líderes? Quais são suas reações perante tais ações?

Não podemos esquecer que um líder tem infinitas formas de trabalhar a sua equipe. Cada qual se adaptando ao mercado, tipo de empresa, horários, número de profissionais. Mas podemos destacar cinco pontos importantes entre um líder e a nova geração de profissionais do mercado de trabalho.

1 – Motivação constante. Para plantar e fazer crescer uma grande árvore é necessário regá-la todos os dias. De tempos em tempos, é fundamental que o líder encontre formas de incentivos para sua equipe. Bônus por produtividade, cursos financiados pela empresa, novos projetos ou até mesmo um grande almoço surpresa são maneiras de demonstrar reconhecimento pelo esforço e resultados atingidos.

2 – Xadrez sim. MMA não. Um bom relacionamento é essencial para o líder ser não apenas bem visto por sua equipe, mas também querido e admirado. No dia a dia, sempre procure jogar xadrez e resolver os problemas com inteligência ao invés de lutar MMA e resolver com gritos e intimidações.

3 – Um por todos. Todos por um. O velho ditado do mosqueteiro D’Artagnan vale também como inspiração para os líderes. A nova geração de profissionais quer se sentir parte de um grupo, um coletivo. Ela valoriza isso e vai se identificar com o líder que possui essa filosofia.

4 – Autossuficiência. A nova geração de profissionais busca autonomia e vê na autossuficiência uma evolução. Nos momentos certos, é crucial que o líder dê autonomia em projetos, reuniões e atividades. Os colaboradores vão se sentir valorizados, irão abraçar mais os objetivos da empresa e levar isso em consideração caso empresas concorrentes façam propostas.

5 – Feedback. Com o avanço da computação e internet, abriram-se muitas possibilidades para realizar o que antes tinha apenas um jeito. A nova geração está conectada, tem um milhão de coisas na cabeça e precisa saber para onde ir. Dê retorno constante sobre os trabalhos, seja a bússola, oriente sobre os caminhos sem deixar de lado as atualizações.

Um líder não se faz com fórmulas mágicas ou cartilhas pré-formatadas, mas com foco, dedicação e muita atenção à nova geração de profissionais, quem traz para o mercado de trabalho novas características e exigências.

Tags: ,

Deixe uma resposta