Soccer team in a huddle

SAP S/4HANA: Extensões no SAP HANA Cloud Platform ainda em 2015

30 de Setembro de 2015 Por Andreas Schmitz 5

Assim que o novo Business Suite SAP S/4HANA for concluído no final do ano, o SAP HANA Cloud Platform estará disponível como plataforma de extensão.

Quando um operador de call center do grupo alimentício Danone cria ordens no sistema, ele precisa entrar “apenas” uma vez no gerenciamento de ordens do SAP Business Suite para coletar o que precisa e continuar seu trabalho. O app, no momento utilizado por colaboradores na África do Sul em caráter de teste, foi criado no SAP HANA Cloud Platform e “acoplado livremente” ao back-end, ao SAP Business Suite com seus complexos processos de finanças, logística e marketing. Com isso, o universo do SAP Business Suite permanece praticamente intocado, exceto pela adição de uma funcionalidade no SAP HANA Cloud Platform. A vantagem disso para o app de call center é que ele “também pode ser implementado em outras subsidiárias sem grandes custos e dimensionado conforme a necessidade”, explica Wolfgang Weiss, gerente de produto responsável na SAP pelas extensões do SAP S/4HANA com o SAP HANA Cloud Platform.

SAP S/4HANA como núcleo, SAP HANA Cloud Platform como “conexão com o mundo exterior”

Em primeiro lugar, o Business Suite é composto de funções centrais nas quais a rede B2B da Ariba, os sistemas de lojas da hybris e a gestão de talentos da SucessFactors, por exemplo, podem ser diretamente integradas.

“O SAP HANA Cloud Platform é o meio escolhido para conectar o mundo exterior ao SAP Business Suite”, afirma Weiss – assim como para colaboradores que desejam usar dados do software principal em aplicativos próprios. Portanto, quando um fabricante de joias envia ofertas personalizadas para o smartphone de um cliente que entra em uma loja, a pesquisa de fidelidade pode ser feita por meio de um app desenvolvido para a plataforma na nuvem. O aplicativo acoplado livremente acessa os dados do cliente, mas é independente e gera pouca carga no sistema ERP de back-end, como esclarece Weiss. Muitos clientes e parceiros já desenvolveram aplicativos que consultam dados de sensores de dispositivos externos para a Internet das Coisas, incorporam sistemas de feedback e possibilitam análises de Big Data. A grande vantagem desses aplicativos é que eles são implementados com rapidez e, quando se tornam obsoletos, seu processo de substituição não é doloroso. “Nós conseguimos desenvolver os apps muito mais rápido. No fim das contas, nem sabemos por quanto tempo eles serão necessários”, diz também o diretor de Arquitetura de Software Global da Danone, Ralf Steinberg.

Resumo das extensões

As funcionalidades principais do SAP S/4HANA poderão ser estendidas a partir do fim do ano em dois aspectos:

  1. Extensões In App (para SAP S/4HANA): dentro do sistema central, o usuário-chave pode efetuar configurações sem a necessidade de ferramentas ou conhecimentos de desenvolvedor. Felix Wente e Tobias Stein, gerentes de projeto e arquitetos para extensões do SAP S/4HANA, explicam esse recurso: “É possível inserir campos e tabelas específicos do cliente diretamente na interface de usuário (IU) ou configurar relatórios e formulários de impressão de maneira intuitiva”. Além disso, está prevista a possibilidade para clientes e parceiros de alterar ou complementar a lógica de aplicativos padrão pelo Cloud ABAP Web Editor.

As vantagens:

  • Uso do SAP Fiori para aplicativos de desktop
  • São possíveis variantes flexíveis para processos padrão
  • Facilidade para elaborar relatórios e formulários personalizados
  • Forte integração com o SAP S/4HANA
  1. Extensões Side by Side (com o SAP HANA Cloud Platform): de acordo com Weiss, especialista da SAP, elas se referem a “lógicas independentes maiores” dos clientes. O objetivo estratégico das extensões é ser capaz de enriquecer seus próprios sistemas a partir do exterior. Por um lado, estamos nos referindo a outras soluções em nuvem da SAP, assim como soluções desenvolvidas por empresas parceiras ou outros terceiros. Com isso, surgem soluções individuais, acopladas apenas livremente no sistema central. As características das extensões são, dentre outras, serem baseadas, junto com o SAP Fiori, na nova experiência do usuário da SAP, possibilidade de serem usadas junto com aplicativos em nuvem para SuccessFactors ou Ariba, por exemplo, e a possibilidade de utilizar o SAP HANA Cloud Platform como plataforma de desenvolvimento completa para aplicativos baseados em Java e SAP HANA.

As vantagens:

  • Conexão de usuário externo (e móvel) pelo SAP Fiori
  • Processos padrão são extensíveis por meio de etapas de processo precedentes e posteriores
  • Possibilidade de integração de sistemas e fontes de dados externos – como para aplicativos de Big Data e a Internet das Coisas
  • Interligar ainda mais aplicativos na nuvem e no local
  • Clientes e parceiros podem desenvolver novos apps na nuvem com uma ótima integração SAP

Estreia: SAP S/4HANA e o SAP HANA Cloud Platform totalmente na nuvem

Até hoje, era possível expandir apenas sistemas EPR no local com o SAP HANA Cloud Platform. Mas, a partir do fim deste ano, será possível utilizar a edição na nuvem da nova geração de software SAP S/4HANA junto com as funcionalidades de extensão do SAP HANA Cloud Platform e com melhor suporte a ferramentas. “Tudo na nuvem”, diz Weiss, especialista da SAP. “Isso será possível no fim do ano”. O SAP S/4HANA e o SAP HANA Cloud Platform também, sem precisar manter um servidor físico.

Outras informações:

– Encontre informações detalhadas sobre essas possibilidades no white paper “Extensibility for Customers and Partners“, recém-publicado na homepage da SAP:

– Saiba mais sobre o SAP HANA nos nossos frequentes seminários na web, na página de informações da SAP, ou na página de tópicos do SAP News Center.

– Encontre mais informações sobre o desenvolvimento e a importância da tecnologia in-memory no livro: “The In-Memory Revolution” de Hasso Plattner e Bernd Leukert.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta