Soccer team in a huddle

Programa Sabático Social da SAP proporciona consultoria especializada e gratuita a instituições brasileiras

16 de Agosto de 2016 Por SAP Notícias Brasil 1

Experts da empresa estiveram durante um mês em Curitiba para ajudar quatro organizações sem fins lucrativos a melhorarem seu desempenho

São Paulo, agosto de 2016 – Doze executivos da SAP, uma das maiores empresas de software do mundo, participantes do Programa global Sabático Social, vieram ao Brasil para trabalhar de forma voluntária em quatro instituições de Curitiba sem fins lucrativos: Elo Apoio Ambiental e Social, Universidade Livre para Eficiência Humana – Unilehu,   Aliança Empreendedora e ASID Brasil. Durante trinta dias, os profissionais, integrantes do programa global Sabático Social da SAP, atuaram em projetos para melhorar os processos e negócios dessas organizações para gerar impactos econômicos, sociais e ambientais e se tornarem motores de crescimento econômico e geração de empregos.

“O Sabático Social partilha o conhecimento de profissionais gabaritados, de diferentes países, com instituições que desenvolvem um importante trabalho em suas comunidades, proporcionando mentoria especializada que dá acesso às melhores práticas utilizadas pelas grandes corporações”, destaca Luciana Coen, diretora de Comunicação Integrada e Responsabilidade Social Corporativa da SAP. “Com essa iniciativa, podemos contribuir ainda mais efetivamente com o desenvolvimento das regiões que sediam a iniciativa”.

Criado em 2012, o Sabático Social é parte integrante da área de Responsabilidade Social Corporativa da SAP. Além de levar novos e melhores processos e estímulo à inovação a instituições previamente selecionadas, proporciona benefícios também aos seus voluntários: desenvolve habilidades como liderança e capacidade de trabalhar com pessoas de diferentes culturas;  dissemina conhecimentos entre os demais colaboradores da empresa e contribui para engajar os funcionários em causas sociais, enriquecendo suas vidas no aspecto pessoal e profissional.

“A SAP procura contribuir efetivamente para transformar a vida das pessoas, abraçando seu compromisso com as comunidades onde atua”, desta Luciana Coen. “O programa realmente ajuda os funcionários e futuros talentos a aprimorar suas habilidades interdisciplinares e transformá-los em cidadãos globais, desenvolvendo o trabalho social, em equipe e liderança em diferentes culturas”.

A edição deste ano do Sabático Social é a quarta a ser realizada no Brasil. Porto Alegre (duas vezes) e Recife (uma vez) já receberam os voluntários do programa. Além do Brasil, o Sabático já passou pela África do Sul, Índia, China, Quênia e Etiópia, oferecendo oportunidades para que os funcionários da SAP contribuam com seu tempo e talento e ajudem empreendedores e pequenas empresas em mercados emergentes.

Os projetos desenvolvidos nas instituições participantes, nos quais os voluntários têm o papel de contribuir para a organização e estruturação dos mesmos, podem ser de vários cunhos, como a criação de processos simples e claros de marketing e logística para um site de comércio eletrônico de artesãos de determinada comunidade, cidade ou região.

Entre os participantes deste ano, que ficaram em Curitiba trabalhando de forma interativa com os funcionários das organizações, está a britânica Sarah Minge, que destaca a combinação perfeita entre um dos focos da SAP, o de trabalhar com a juventude, com o momento da instituição Elo, que ela está auxiliando, “que visa justamente a melhoria das vidas dos jovens”. Com Sarah estão ainda Pannie Sia, da SAP Cingapura, e Markus Fucker, da SAP Alemanha.

Os resultados do programa Sabático Social, no Brasil, até hohe, foram extremamente significativos:

– Contribuição não-financeira e investimento social de 1 milhão de USD

– Capacitação de 16 organizações e empresas sociais de alto impacto, sem fins lucrativos e inovadoras

– Mais de 16 mil horas de voluntariado qualificado por talentos da SAP

Este ano, são quatro instituições de Curitiba que estão recebendo a mentoria do sabático:

  • Elo Apoio Ambiental e Social  – os profissionais da SAP estão auxiliando em um projeto de sustentabilidade financeira que inclui estratégias para otimizar e reduzir custos fixos e identificar novas formas de angariar fundos para a Elo manter e ampliar os serviços para jovens aprendizes.
  • Universidade Livre para Eficiência Humana (Unilehu) –  que promove ações de inclusão de pessoas com deficiência. O propósito do projeto é ensinar a Unilehu sobre como desenvolver um exercício de planejamento estratégico, criando ferramentas customizadas e metodologias que permitirão ao cliente fazer planos para o futuro. A equipe foi incumbida de fazer um exercício de planejamento estratégico neste engajamento, auxiliando Unilehu a identificar suas prioridades para os próximos meses, sempre com o objetivo de maximizar e aprimorar seus serviços para o público-alvo.
  • Aliança Empreendedora, que oferece apoio a microempreendedores de baixa renda. O objetivo do projeto proposto é desenvolver um roadmap para desenvolver e implementar uma plataforma online para as entidades parceiras da Aliança Empreendedora, mais de 80 ONGs, para trocar experiências e conhecimento com o propósito de melhorar a qualidade dos serviços fornecidos para pequenos empreendedores.
  • ASID Brasil, que presta apoio na gestão de instituições filantrópicas, com foco nas que  promovem o desenvolvimento de pessoas com deficiência. O trabalho do grupo do sabático foca em ajudar a ASID a melhorar e sistematizar sua expansão para outras cidades brasileiras. O time da SAP usou modelo de expansão para São Paulo como piloto para desenvolver ferramentas e metodologias para conduzir sua estratégia de expansão pelo Brasil. A expansão planejada permitirá a ASID a impactar mais pessoas com deficiências.

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta