Soccer team in a huddle

Competições tecnológicas do SAP Labs revelam inovações para educação, saúde e varejo

12 de Setembro de 2016 Por SAP Notícias Brasil 10

Instituto do Coração de São Paulo e instituições públicas de ensino infantil ganham acesso a soluções criativas desenvolvidas com base em Internet das Coisas

São Paulo, 12 de setembro de 2016 – Um sistema para registrar a situação clínica de pacientes internados em uma UTI de hospital. Um robô que ensina crianças a programação de computadores de maneira lúdica. Um aplicativo que sugere o momento de consumir produtos comprados no supermercado. Estes foram alguns dos protótipos inovadores desenvolvidos, nos últimos meses, por meio de competições promovidas pela SAP Labs Latin America Latina: Olimpíada da Inovação (Innoweeks), SAP InnoMarathon e SAP Next-Gen Consulting Hackaton. Essas soluções foram criadas com base nas tecnologias de Internet das Coisas (IoT) e Big Data.

As iniciativas contaram com a participação de estudantes universitários, desenvolvedores e empresas parceiras da SAP, além dos próprios clientes da multinacional, que serão beneficiados com as soluções.

Inteligência no controle de pacientes na UTI

Três minutos é o tempo necessário de atendimento para salvar a vida de um paciente em parada cardiorrespiratória internado em uma UTI (Unidade de Terapia intensiva). A urgência e a complexidade por trás dessa estatística foi a base do desenvolvimento da solução Smart Care Unit, da equipe Saúde, a grande vencedora da olimpíada da inovação, a Innoweeks. A solução foi desenvolvida pela SAP durante dois meses, com o apoio do Incor (Instituto do Coração do Hospital das Clínicas e da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo). O time concorreu com outros projetos com os temas: Cidades Inteligentes e Utilidades e Serviços.

O Incor é líder latino-americano no desenvolvimento e na aplicação de novas técnicas em diagnóstico e em tratamento clínico e cirúrgico em cardiologia e pneumologia. Para se ter uma ideia da dimensão do Instituto, somente em suas unidades de terapia intensiva, são cerca de mil pacientes críticos atendidos por mês, em sua maioria pelo SUS (80%), para recuperação pós-cirurgia ou clínica. É a maior UTI cardiopneumológica de alta complexidade da América Latina, com cerca de 160 leitos.

Utilizando um monitor hospitalar similar aos disponíveis nas UTIs do Incor, a equipe Saúde instalou um minicomputador (middleware), que, com a tecnologia de processamento de informações em tempo real SAP HANA, por meio da plataforma SAP Connected Health, integrou diversos dados dos pacientes, provendo informações mais precisas e facilitando a tomada de decisão dos integrantes das equipes médicas.

Desde o momento da internação na UTI, a solução apresenta um score de risco, apontando os níveis de gravidade de saúde do paciente. Também monitora e alerta sobre status da administração de drogas vasoativas e indica exames e culturas pendentes. Inclui ainda alarme de tendência programada, protocolos e/ou diretrizes disponíveis, a partir do diagnóstico e escores de risco, e resumo do quadro clínico do paciente. Dados que permitem às equipes de UTI tomarem decisões terapêuticas mais rápidas e precisas, assegurando uma maior segurança do paciente.

Robô ensina programação

Um robô que ensinará programação de computadores de uma maneira lúdica e divertida a crianças a partir dos três anos de idade. Este é o Jabuti Edu, que foi desenvolvido durante três anos e criado por meio de uma impressora 3D. Com essa ideia inovadora, a startup EJR Robótica Educacional foi a ganhadora da Innomarathon. A competição teve como foco a resolução de problemas sociais do cotidiano e melhoria das condições de vida da comunidade.

Durante a competição, as startups receberam apoio de negócios promovida pela aceleradora Ventiur, com uso da metodologia Warmup. As finalistas também receberam seis meses de incubação gratuita na Unitec – Incubadora Tecnológica do Tecnosinos. A startup vencedora recebeu da SAP R$ 20 mil para investir em equipamentos para ampliar o seu escritório, atrelados ao sucesso do plano de negócios.

Concebido para atender escolas da rede pública, o Jabuti Edu realiza diversos movimentos. Os comandos são feitos pela própria criança por meio de um celular via um servidor web. Assim, a tecnologia permite que ela aprenda como funciona uma programação de dados. Conforme for o aprendizado adquirido, a criança vai passando de fases de dificuldade. Atualmente, o protótipo possui quatro níveis e, em breve, chegará a 13.

Essa solução gera uma avaliação do aluno para o professor, que poderá fazer uma análise de como está o aprendizado de cada criança e auxiliá-la. “A ideia é que esse robô seja produzido pelos próprios pelos alunos, que possam compartilhar seus conhecimentos com os outros”, diz o idealizador do protótipo, Eloir Rockenbach.

Consumo automatizado 

O aplicativo “Minha Despensa” foi o eleito o melhor na maratona de programação SAP Next-Gen Consulting Hackaton. Por meio de QR Code do cupom fiscal, esse dispositivo móvel consegue captar a data da compra do produto em um supermercado. A partir disso, com a lista de itens adquiridos, realiza uma média de prazo de vencimento de cada um. Desta forma, o aplicativo recomenda consumir determinados produtos que estejam próximos do prazo final para consumo. Além disso, a solução sugere receitas com esses mesmos itens. O aplicativo foi desenvolvido nas versões web e mobile.

Sobre a SAP Labs Latin America

A SAP Labs Latin America é a organização da SAP voltada ao desenvolvimento de aplicações e serviços de suporte para as Américas. Fundada em 2006, em São Leopoldo, na Grande Porto Alegre (RS), é o primeiro e único centro da SAP na América Latina, um dos 16 mantidos pela companhia em todo o mundo e um dos quatro centros de pesquisa e desenvolvimento do Brasil. A SAP Labs promove a seus funcionários e desenvolvedores um ambiente de trabalho positivo e colaborativo, apoia a comunidade local por meio de projetos de responsabilidade social e respeita o ecossistema ao seu redor com práticas sustentáveis. Localizada no Tecnosinos – Parque Tecnológico São Leopoldo – na Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), em um edifício construído em 2009 sob os padrões da certificação Leed Gold de sustentabilidade, possui mais de 700 funcionários. Foi considerada a melhor empresa para se trabalhar no Brasil em 2015 pela Revista Você S/A, entre todos os setores da economia e em TI, e Melhor Empresa para Trabalhar no Rio Grande do Sul em 2015 na categoria Médias Empresas na pesquisa realizada pela Revista Amanhã e Great Place to Work. Em 2016, foi a primeira colocada nacionalmente do ranking do Guia das Melhores Empresas Para Começar a Carreira – Guia da Revista Você S/A.

Tags: , , , , , , , ,

Deixe uma resposta