Soccer team in a huddle

Tecnologia para impulsionar o agronegócio no Brasil

28 de Abril de 2017 Por Ivy Leça 108

A tecnologia está revolucionando o agronegócio brasileiro, dentro e fora do campo. Segundo Fabrício Juntolli, coordenador da Secretaria Executiva da Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão (CBAP), cerca de 67% das propriedades agrícolas no Brasil adotaram algum tipo de tecnologia, seja para auxiliar nas atividades de cultivo e colheita, ou para realizar a gestão dos negócios. “Ela (a tecnologia de precisão) ajuda os agricultores a plantar na hora certa e com a utilização de insumos na quantidade exata”, explica Fabrício.

A agricultura de precisão e o uso de tecnologia no campo e na administração do agronegócio foram foco dos debates do 1º GAF Talks. Realizado no fim de março, o evento reuniu especialistas e lideranças do setor de agribusiness para debater o panorama atual e apontar tendências. Todos concordaram que a tecnologia é a razão principal dos avanços do agronegócio brasileiro.

Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e membro da Academia Nacional de Agricultura da Sociedade Nacional de Agricultura (SNA), ressaltou o impacto da inovação tecnológica para o setor. “Se a produtividade brasileira se mantivesse nos mesmos patamares de 1990, ao invés dos 60 milhões de hectares, precisaríamos abrir mais 86 milhões de hectares, que é a área que preservamos, graças o uso de tecnologia”, disse e lembrou que de 1990 a 2017, a área plantada com grãos cresceu 58%, enquanto a produção aumentou 285%.

Análise preditiva e Big Data

A análise preditiva tem sido um dos grandes aliados do mercado agrícola, permitindo antecipar os efeitos provocados pelas mudanças climáticas sobre os plantios, ajudando a nortear as tomadas de decisão e ações para minimizar os impactos sobre a produtividade.

Para o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, não é possível falar sobre agricultura de precisão sem mencionar Big Data. Alan acredita que a tecnologia é a ferramenta do futuro para a produtividade na agricultura. “O uso de novas tecnologias é fundamental para o aumento esperado de produtividade”, afirmou.

Internet das Coisas

Durante última edição do SAP Forum Brasil, a SAP apresentou o potencial inovador da tecnologia embarcada e da IoT em tratores e máquinas agrícolas. O protótipo permitia o monitoramento online e em tempo real dos processos de plantios, de preparo, adubação e correção do solo, pulverização e colheita.

Fora do campo, dentro da administração do negócio

A tecnologia auxilia o setor agrícola também na gestão do negócio. Pensando nas singularidades administrativas do setor, a SAP desenvolveu uma solução voltada para o gerenciamento de contratos agrícolas, a SAP Agricultural Contract Management (ACM). Com essa ferramenta, as empresas conseguem ter domínio de todas as relações na cadeia de suprimento de matéria-prima e de todo o processo, o que garante o planejamento preciso do suprimento e assegura transparência do desempenho de contratos junto a fornecedores, parceiros e clientes.

Frutos futuros

Apesar dos avanços, ainda é preciso ampliar o acesso do agronegócio a essas tecnologias. O setor representa mais de 22% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, porém, responde por apenas 2% do mercado brasileiro de TI.

Como afirmou Gilson Lari Trennenpohl, diretor-presidente da Stara, na última edição do SAP Forum Brasil, “No mundo, o agronegócio tem a missão de alimentar 9 bilhões de pessoas”. Por isso a tecnologia tem um papel fundamental, não apenas para movimentar o mercado, mas também para tornar a vida das pessoas muito melhor.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta