De acordo com a Forrester Research: Serviços Web da SAP permitem grande redução de custos

March 12, 2002 by SAP News 0

LisboaSegundo o "Forrester Brief" (relatório de análise mensal da responsabilidade da Forrester Research), a SAP, com a apresentação da sua mais recente arquitectura de software para Internet, ultrapassa toda a sua concorrência e torna-se no primeiro grande ISV a contar com verdadeira tecnologia para Serviços Web. Assim, e ainda de acordo com este documento de Novembro de 2001, as empresas com um panorama diversificado em termos de TIs podem beneficiar desta abordagem da SAP aos Serviços Web, que permite uma grande redução de custos e uma interligação simplificada com os parceiros de negócio.

A Forrester explica que, desde Outubro de 2001, mais de 35% de um total de 3.500 empresas reduziram os seus orçamentos para a área de Tecnologias de Informação (TIs). Esta tendência, que deve manter-se ou até acentuar-se, implica uma alteração na própria abordagem comercial, pois as empresas vão passar a dar prioridade aos fornecedores que apresentem soluções integradas, procurando uma mais vantajosa relação preço-qualidade. Para saber como a SAP vai responder às novas necessidades das empresas, a Forrester falou com Hasso Plattner, CEO e Co-Presidente da Comissão Executiva.

Assim, e sempre segundo esta nota de research, as principais mais-valias dos Serviços Web da SAP são:

  • "Uma infraestrutura de portal de acesso, ‘multiapp’ e personalizado, pois os utilizadores precisam de ter acesso imediato à informação, independentemente da aplicação onde essa mesma informação está alojada. Os portais não são fáceis de conceber, mas este esforço é recompensado, uma vez que os portais bem concebidos podem implicar uma efectiva redução de custos, um crescimento das receitas, e ajudar a manter colaboradores e clientes valiosos (ver relatório Forrester de Agosto de 2001, "Making Enterprise Portals Pay"). A infraestrutura de portais da SAP reduz os custos de integração, ao permitir a conjugação de ‘apps’ SAP e não-SAP. Esta infra-estrutura aberta também permite aos utilizadores passar dados de uma aplicação para outra, sem ser necessário voltar a escrever o que quer que seja. Um utilizador pode arrastar uma ordem de compra do CRM da Siebel para o módulo de logística da SAP, arrastando-a em seguida para o módulo ‘My FedEx’, para dar desde logo início ao processo de envio".
  • "Uma infraestrutura de partilha (exchange) vocacionada para a interligação. Ultimamente, as grandes empresas industriais começaram a implementar ‘hubs’ próprios (ver relatório Forrester de Junho de 2001, "Save Big With A Private Hub"), mas os custos de ligação entre os diferentes ‘apps’ dos inúmeros fornecedores, que sempre orbitam à volta de uma empresa deste tipo, podem ultrapassar os 59 milhões de euros. Através da infraestrutura de exchange da SAP, ou seja, um ‘hub’ que liga todos os participantes colaborativos, os fornecedores não serão forçados a abandonar as suas próprias aplicações. Mesmo se os custos totais de implementação do software SAP implicarem um investimento de 10 milhões de euros, as grandes empresas industriais terão poupado pelo menos outros 10 milhões de euros, em gastos que deixam de efectuar".
  • "Um servidor de aplicações Web para migrar para os Serviços Web. A definição da Forrester para Serviço Web é de que se trata de software concebido para ser utilizado por outro software, via protocolos e formatos Internet (ver Forrester Brief de 31 de Outubro de 2001, "Executive Overview: Web Services"). Quando iniciar as entregas, no segundo trimestre de 2002, a SAP será o primeiro fornecedor de aplicações empresariais a usar o seu conhecimento de processos de negócio para estabelecer ligações entre empresas, a partir de protocolos-padrão de Internet. A proliferação dos Serviços Web UDDI, SOAP, e WSDL, e a maturação destes standards é muito importante por isso mesmo. Esta abordagem da SAP vai suplantar as ferramentas EAI nos processos de interligação entre empresas, reduzindo os custos de integração de um ‘hub’ privado em cerca de 15%, tanto para novos clientes SAP como para clientes já existentes, em caso de migração para a esfera dos Serviços Web (ver relatório Forrester de Julho de 2001, "Spending Wisely On Private Hubs"). Ao mesmo tempo, esta estratégia permite aos utilizadores SAP ter acesso aos ‘apps’ escritos na plataforma aberta Java, o que liberta os parceiros, clientes e fornecedores da obrigatoriedade de recorrer a soluções EAI idênticas".

O Relatório completo encontra-se disponível para download no site da SAP Portugal em www.sap.com/portugal/company/press/.