Grupo de Utilizadores SAP em Portugal adquire o estatuto de Associação

December 2, 2003 by SAP News 0

Esta associação de direito privado, sem fins lucrativos, criada a 30 de Setembro de 1999 obteve, este ano, o estatuto de Associação, com a sua publicação no Diário da República, conforme esperavam os mais de uma centena de associados há já algum tempo.

LisboaA SAP Portugal, o fornecedor líder de soluções de software empresarial, reconhece o Grupo de Utilizadores SAP em Portugal (GUSP) como uma voz única de todos os seus clientes, em Portugal, e como ponto de canalização primordial de pedidos de desenvolvimento. Este grupo criado em 1999 conta actualmente, com mais de 110 membros, tem como objectivo a partilha de ideias e soluções, bem como o intercâmbio de informação e conhecimento entre os membros e, também, com a SAP. O reconhecimento do estatuto de associação, obtido este ano, vem assim confirmar a importância desta iniciativa e reconhecer a sua validade enquanto organização privada sem fins lucrativos.

Segundo o Presidente da Direcção do GUSP, Pedro Freire da Cinalda (Grupo Sumol), nomeado no ano transacto, "a recente constituição do GUSP – Grupo de Utilizadores SAP em Portugal – como associação de direito privado, sem fins lucrativos, marca o início de uma nova etapa na vida desta nossa pequena comunidade. Com a conclusão do processo de formalização, o GUSP alcança o reconhecimento institucional que é o passaporte para a concretização do seu potencial como comunidade simbiótica, vocacionada para a partilha de conhecimento, onde todos têm a ganhar: Utilizadores, SAP e Parceiros. Naturalmente, que este é apenas um pequeno passo, mas tem a solenidade de ser o primeiro".

No que diz respeito à sua estrutura, o GUSP encontra-se organizado em vários grupos de interesse, distribuídos por áreas, tais como Tecnológica, Financeira, de Recursos Humanos e de Logística. As reuniões dos vários grupos de interesse realizam-se trimestralmente e são enriquecidas com a apresentação de experiências práticas tanto por parte de clientes, como da SAP.

A nível mundial existem outras associações do mesmo cariz do GUSP nacional, porém, por enquanto, ainda não existe nenhum contacto directo entre Portugal e esses núcleos de trabalho. Todavia, faz parte dos objectivos do GUSP estabelecer essa ligação numa fase futura. Pedro Freire explica que "os próximos passos e a escolha dos caminhos a seguir dependem, acima de tudo, da nossa capacidade de nos realizarmos como comunidade. É neste sentido que venho exortar todos os associados e candidatos a associados a dedicarem ao GUSP um pouco da vossa atenção, dedicação e paciência. Uma "grande" comunidade constrói-se com as pequenas contribuições de todos, por mais insignificantes que possam parecer."

Dada a importância do GUSP, a SAP disponibiliza a SAPNet como meio de acesso a informação e apresentação do Grupo de Utilizadores no mundo SAP (site geral dos Grupos de Utilizadores SAP). A SAPNet funciona, assim, como um canal de comunicação, onde estão disponíveis as normas de funcionamento, o plano de actividades da comissão coordenadora, os tópicos propostos para os grupos de interesse, assim como o plano organizado das reuniões.

Todos aqueles que queiram integrar o GUSP poderão fazê-lo de forma simples. Sendo utilizadores do SAP Service Marketplace, basta que preencham a folha de adesão existente na página http://service.sap.com/pt-gusp e a enviem para o endereço indicado. Neste endereço são, ainda, disponibilizados vários serviços, tais como: fórum de discussão; agenda de reuniões; marcação de reuniões online, documentação, apresentações, pedidos de desenvolvimento apresentados à SAP e novidades.

Os associados do GUSP têm como principais direitos: eleger e ser eleito para os órgãos da Associação, tomar parte e votar nas Assembleias Gerais, recorrer ao apoio da Associação consoante as tarefas e objectivos desta, apresentar requerimentos à Direcção ou à Assembleia, propor Grupos de Interesse e/ou Projectos e aceder aos resultados dos trabalhos efectuados. Os associados têm ainda o dever de cumprir e fazer cumprir os estatutos da Associação, participar activamente nas actividades da Associação, fomentar a participação dos utilizadores nos Grupos de Interesse, divulgar informação e soluções desenvolvidas no âmbito da Associação e pagar as quotas que forem fixadas pela Assembleia Geral. A SAP, como membro, tem como dever informar todos os novos clientes sobre a existência da Associação, incentivando-os a ter uma participação activa nesta.