Resultados da SAP no Ano de 2003

January 26, 2004 by SAP News 0

Empresa anuncia um recorde nos Resultados Operacionais e nos ganhos por acção em 2003
SAP continua a ganhar Quota de Mercado em 2003
Para 2004, a empresa espera aumentar as suas receitas de software em cerca de 10%

LisboaA SAP AG, o fornecedor líder de soluções de software empresarial, anunciou ontem os seus resultados financeiros para o Quarto Trimestre de 2003 e para o Ano Inteiro de 2003, com o período em análise a terminar a 31 de Dezembro do mesmo ano.

Ano Inteiro de 2003

Os Resultados Operacionais cresceram 6%, comparativamente ao ano anterior, registando 1,7 mil milhões de euros (contra 1,6 mil milhões de euros em 2002). Os Resultados Operacionais pro forma1 cresceram 12%, para 1,9 mil milhões de euros (contra os 1,7 mil milhões em 2002).

Os Resultados Líquidos registaram um recorde de 1,1 mil milhões de euros (contra 509 milhões em 2002), e registou-se um valor de 3,48 euros por acção, contra os 1,65 euros por acção em 2002. Os Resultados Líquidos pro forma1 foram de 1,2 mil milhões de euros (2002: 964 milhões de euros), e os Ganhos por Acção pro forma1 foram de 3,84 euros por acção (2002: 3,08 euros por acção). No ano inteiro de 2002, os Resultados Líquidos e os ganhos por acção foram influenciados pelo impacto dos encargos relacionados com o acordo Commerce One, estimado em 297 milhões de euros.

A Margem Operacional foi de 25%, uma subida de 3% relativamente aos anos anteriores. A Margem Operacional pro forma1 foi de 27%, representando um aumento de 4 pontos percentuais, relativamente a 2002.

As Receitas de Software foram de 2,1 mil milhões de euros (2,3 mil milhões de euros em 2002), representado um decréscimo de 6%, comparativamente ao período homólogo do ano passado. Sem considerar as flutuações cambiais3, as receitas de software teriam crescido 1%, relativamente ao ano anterior.

Mais uma vez, a SAP ganhou quota de mercado contra os seus quatro concorrentes mais directos. Em termos trimestrais, a quota de mercado mundial da empresa contra os seus concorrentes (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 2), baseada nas Receitas de Software, foi de 59%, no final do quarto trimestre de 2003, quando comparada aos 58% relativos ao final do terceiro trimestre do mesmo ano e aos 51%, do quarto trimestre de 2002.

A organização norte-americana da SAP alcançou uma forte viragem em 2003, com subidas substanciais, quer nas Receitas de Software, quer na Rentabilidade, comparativamente ao ano anterior. As Receitas de Software nos Estados Unidos aumentaram, em US dólares, 23%.

A empresa considera-se, actualmente, o maior vendedor de aplicações de software CRM (Customer Relationship Management), comparando as suas Receitas de Software com as dos seus concorrentes, em termos trimestrais.

As Receitas Totais de 2003 foram de 7.0 mil milhões de euros (7,4 mil milhões de euros em 2002), representando uma descida de 5% comparativamente a 2002. Sem considerar as flutuações cambiais3, as Receitas Totais teriam crescido 3%, relativamente a 2002.

Quarto trimestre de 2003

Os Resultados Líquidos foram de 423 milhões de euros (contra 474 milhões de euros em 2002), ou 1,36 euros por acção (contra 1,52 euros por acção em 2002). Os Resultados Líquidos pro forma1 foram de 481 euros (contra 493 € em 2002), ou 1,55 euros por acção (contra 1,58 euros em 2002).

As Receitas de Software foram de 931 milhões de euros (2002: 958 milhões), representando um decréscimo de 3% relativamente ao mesmo período do ano anterior. No entanto, a uma taxa cambial fixa3, o aumento teria sido de 3,5%.

As Receitas Totais foram de 2,2 mil milhões de euros, representando uma descida de 3%, relativamente a 2002, que apresentou Receitas equivalentes a 2,3 mil milhões de euros. Sem considerar as flutuações cambiais3, as Receitas Totais de 2003 teriam subido 4%.

De acordo com Henning Kagermann, Chief Executive Officer da SAP “2003 foi um desafio para a SAP. No entanto, e apesar disso, foi um ano excelente para nós, uma vez que apresentámos níveis nunca antes alcançados nos Resultados Operacionais e nos Ganhos por Acção, assim como um crescimento da margem e da Quota de Mercado, que nos permitiu ganhar ainda mais terreno face aos nossos quatro maiores concorrentes”. O mesmo responsável acrescenta ainda que “para além disso, se não considerar-mos a depreciação do dólar, quer as Receitas de Software, quer as Receitas Totais de 2003 cresceram de ano para ano, suplantando o desempenho dos nossos concorrentes”.

Perspectivas

A SAP aponta como perspectivas para o ano inteiro de 2004:

  • Aumentar em 10% as suas Receitas de Software, relativamente a 2003;
  • A Margem Operacional pro forma, que exclui as compensações accionistas e os encargos relacionados com as aquisições, crescer 1%, comparativamente a 2003;
  • Os Ganhos por Acção pro forma, excluindo os custos relacionados com os programas de compensação accionista e com as aquisições, andem num intervalo de 4,20 a 4,30 euros por acção;
  • Estas perspectivas são baseadas numa relação cambial dólar/euro de 1,25 dólares para 1,00 euro.

O Chief Executive Officer da SAP, Henning Kagermann acredita que, “o alinhamento das nossas organizações de desenvolvimento e de vendas, o sucesso de lançamentos, tais como o do SAP NetWeaver e a nossa inigualável liderança no sector de software empresarial, aliados às nossas inovadoras ofertas de produto, prepararam-nos bem para 2004. Estamos seguros de que 2004 será um ano que demonstrará a continuação de uma tendência que assistimos na segunda metade de 2003: houve sinais evidentes que as empresas começaram a aumentar o ritmo dos seus investimentos em software. Com o nosso incomparável portfolio de produtos e uma retoma da economia na segunda metade de 2004, as nossas equipas de vendas, marketing e de Investigação e Desenvolvimento estarão focadas nas oportunidades de crescimento que prevemos para esse mesmo ano”.

Destaques 2003

Key figures at a glance (in € millions)
SAP Group

  2003 2002 Change % Change
Revenues 7,025 7,413 -388 -5%
Software revenues 2,147 2,291 -144 -6%
Income before taxes 1,783 1,108 +675 +61%
Net income 1,080 509 +571 +112%
Headcount, in FTE(Dec. 31) 29,610 28,797 813 +3%

Full Year Software Revenue by Region (in € millions)
SAP Group

  Revenue 2003 Revenue 2002 Change % Change
Total 2,147 2,291 -144 -6%
– at constant currency rates   +1%
EMEA 1,245 1,387 -142 -10%
– at constant currency rates   -9%
Asia Pacific 275 275 0 0%
– at constant currency rates   +11%
Americas 627 629 -2 0%
– at constant currency rates   +19%

Para 2003, no continente americano, o crescimento em 19% das receitas de software, excluindo a depreciação do dólar3, deveu-se, sobretudo, a um forte desempenho dos Estados Unidos. Em caso de taxas cambiais constantes, os Estados Unidos aumentariam 23% nas receitas de software, o que foi um salto significativo relativamente a 2002. A região de EMEA, que esteve relativamente fraca em grande parte do ano, aumentou substancialmente no último trimestre de 2003, com as receitas de software a crescerem 2% (3% na situação de taxas constantes3). A região do APA acabou o ano com um aumento de 11%, excluindo as flutuações cambiais3, com um grande parte do crescimento vindo das grandes potências geográficas, tais como a China e Índia

Full Year Total Revenue by Region (in € millions)
SAP Group

SAP Group Revenue 2003 Revenue 2002 Change % Change
Total 7,025 7,413 -388 -5%
– at constant currency rates   +3%
EMEA 3,990 4,064 -74 -2%
– at constant currency rates   0%
Asia Pacific 837 862 -25 -3%
– at constant currency rates   +7%
Americas 2,198 2,487 -289 -12%
– at constant currency rates   +6%

Full Year Software Revenue by Solution (in € millions)4
SAP Group

SAP Group Revenue 2003 Revenue 2002 Change % Change
mySAP Financials & HR 801 927 -126 -14%
mySAP SCM 477 464 +13 +3%
mySAP CRM 440 473 -33 -7%
mySAP BI/EP/SRM/Marketplaces 273 259 +14 +5%
mySAP PLM 156 168 -12 -8%
Total License Revenue 2,147 2,291 -144 -6%

Destaques do Quarto Trimestre de 2003

Key figures at a glance (in € millions) – SAP Group

SAP Group 4Q 2003 4Q 2002 Change % Change
Revenues 2,215 2,275 -60 -3%
Software revenues 931 958 -27 -3%
Income before taxes 700 790 -90 -11%
Net income 423 474 -51 -11%
Headcount, in FTE(Dec. 31) 29,610 28,797 813 +3%

Fourth Quarter Software Revenue by Region (in € millions)
SAP Group

SAP Group Q4 2003 Revenue Q4 2002 Change % Change
Total 931 958 -27 -3%
– at constant currency rates   +3%
EMEA 578 568 +10 +2%
– at constant currency rates   +3%
Asia Pacific 102 119 -17 -14%
– at constant currency rates   -8%
Americas 251 271 -20 -7%
– at constant currency rates   +9%

Fourth Quarter Total Revenue by Region (in € millions)
SAP Group

SAP Group Q4 2003 Revenue Q4 2002 Change % Change
Total 2,215 2,275 -60 -3%
– at constant currency rates   +4%
EMEA 1,317 1,289 +28 +2%
– at constant currency rates   +4%
Asia Pacific 246 265 -19 -7%
– at constant currency rates   -1%
Americas 652 721 -69 -10%
– at constant currency rates   +6%

Eventos Chave em 2003

  • SAP continuou a fortalecer a sua posição de líder no mercado das aplicações de software empresarial. Os grandes contratos no último trimestre incluem Raytheon, Schwan Food, e Suncor no continente americano; Airbus, Deutsche Bahn e Rexam na EMEA; e Asian Airlines, New China Life Insurance e Yamaha na região APA.
     
  • A Empresa anunciou o lançamento dos passos seguintes na evolução da plataforma SAP NetWeaver, a plataforma aplicacional e de integração. A SAP revolucionou a sua tecnologia ao desenhar o SAP NetWeaver, por forma a tornar-se completamente operacional com as tecnologias Microsoft .NET e IBM WebSphere (J2EE).
     
  • SAP anunciou a Enterprise Services Architecture (ESA), o plano de execução (blueprint) para soluções completas de serviços empresariais, que permite que as empresas possam adicionar valor aos investimentos tecnológicos existentes, possibilitando a utilização de uma plataforma à escala empresarial de Web Services. E, indo mais além, todas as soluções SAP serão desenvolvidas segundo o blueprint da ESA e espera-se que se estabeleçam novos padrões na utilização, escalabilidade, adaptação e extensibilidade.
  • SAP realizou a sua Reunião Geral Anual em Maio. Hasso Plattner, Fundador e Co-Presidente e CEO do Conselho Executivo da SAP, foi eleito membro do Supervisory Board e posteriormente eleito Presidente pelo referido Conselho. Foram pagos dividendos aos accionistas no valor de €0.60 por acção.
     
  • SAP começou a distribuir a SAP Master Data Management (SAP MDM), uma nova oferta que permite às empresas harmonizar os dados ao longo de diversas aplicações e ambientes de TI, resolvendo os problemas comuns, resultantes do armazenamento em múltiplos sistemas, de informações parecidas mas diferentes, sobre clientes, produtos e vendedores.
     
  • SAP completou o desenvolvimento da SAP for Banking, a solução padrão mais completa para a indústria financeira, que torna os processos de negócio bancário mais eficientes, reduzindo os seus custos, numa única plataforma. O Deutsche Postbank AG, o maior banco de retalho da Alemanha, entrou em produtivo com funcionalidades de transacções bancárias, através do portfolio de soluções bancárias da SAP. A entrada em produtivo no Postbank assinalou a conclusão, com sucesso, de um extenso esforço de desenvolvimento da SAP, que amplia a funcionalidade da solução SAP for Banking, de modo a que os grandes fornecedores de serviços financeiros e bancários desenvolvam completamente os seus processos bancários numa única plataforma de TI.

Notas

  1. Este comunicado de imprensa revela determinadas medidas financeiras, tais como “pro forma EBITDA”, “free cash flow”, Resultados Operacionais pro forma e Resultados Líquidos pro forma, que são considerados como medidas financeiras não-GAAP (non-GAAP). As medidas não-GAAP incluídas neste comunicado de imprensa foram harmonizadas com a medida GAAP mais próxima, como o exigido segundo as regras SEC, relativas ao uso de medidas financeiras não-GAAP. As Receitas Operacionais pro forma e as Margens Operacionais pro forma excluem os encargos dos programas de compensação accionista e aquisições.
  2. A quota de mercado mundial baseia-se nas receitas de software, em US dólares, da i2 Technologies, Oracle Corporation, PeopleSoft e Siebel Systems, os quatro grandes concorrentes da SAP (para os fornecedores que ainda não publicaram os seus resultados, a SAP recorre a estimativas de analistas). Os resultados da SAP foram convertidos em dólares americanos.
  3. Dados da unidade monetária constante que excluem o impacto das taxas de câmbio.
  4. Estes números incluem as receitas de determinados contratos de soluções, assim como os números dos contratos de soluções integradas, que são alocados segundo levantamentos de utilização fornecidos por clientes da SAP.

Informação Adicional

Tags: