SAP cresce 15% em receitas de software no segundo trimestre

July 22, 2004 by SAP News 0

Resultados Operacionais aumentam 15% e os Resultados Líquidos crescem 14% no segundo trimestre
A SAP continua a ganhar quota de mercado

LisboaA SAP AG anunciou hoje os seus resultados financeiros preliminares para o segundo trimestre e para os seis meses que terminaram a 30 de Junho de 2004. Os principais destaques dos resultados são:

Destaques do segundo trimestre de 2004

<h4Receitas

  • As receitas de Software foram de €497 milhões (2003: €431 milhões), representando um aumento de 15% comparado com 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software cresceram 17% ano após ano.
  • As receitas de Software nos Estados Unidos da América aumentaram 63% para €140 milhões (2003: €86 milhões). A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software nos Estados Unidos aumentaram 70% ano após ano.
  • O total de receitas é de €1.8 mil milhões (2003: €1.6 mil milhões), o que representa um aumento de 9% quando comparado a 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, o total de receitas cresceu 11% ano após ano.

Lucros

  • Os resultados operacionais foram de €391 milhões (2003: €340 milhões), o que representa um aumento de 15% quando comparado com o ano passado. Os resultados operacionais pró forma2 foram de €428 milhões (2003: €388 milhões), o que representa um crescimento de 10% quando comparado com 2003.
  • A margem operacional foi de 22%, o que representa uma evolução de 1 ponto percentual ano após ano. A margem operacional pró-forma2 foi de 24%, o que representa o mesmo nível de 2003.
  • Os resultados líquidos foram de €249 milhões (2003: €219 milhões), ou de €0.80 por acção (2003: €0.71 por acção), o que representou um aumento de 14%, comparando com o ano de 2003. Os resultados líquidos pró-forma2 foram de €273 milhões (2003: €253 milhões), ou €0.87 por acção (2003: €0.81 por acção), o que representou um crescimento de 8% quando comparado com 2003.

Quota de Mercado das Empresas do mesmo Sector

  • Com receitas de Software no valor aproximado de 600 milhões de US Dólares no final do trimestre, a SAP continua a ganhar quota de mercado face aos seus concorrentes mais directos. Numa base de análise referente a quatro trimestres, a quota de mercado mundial da empresa face à concorrência (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 3), baseada nas receitas de Software, foi de 55% no final do segundo trimestre de 2004 em comparação com os 51% do final do segundo trimestre de 2003.
  • Numa base de análise referente a quarto trimestres, a quota da SAP no mercado americano, face aos seus concorrentes (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 4), baseada nas receitas de software, foi de 37% no fim do segundo trimestre de 2004, comparando com os 29% no final do segundo trimestre de 2003.

Destaques do primeiro semestre de 2004

Receitas

  • Nos primeiros seis meses do ano, as receitas de software foram €867 milhões (2003: €783 milhões), o que representa um aumento de 11% quando comparado ao período homólogo de 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de software aumentaram 14% neste período de seis meses.
  • O total de receitas para o primeiro semestre foi de €3.3 mil milhões (2003: €3.2 mil milhões), o que representa um aumento de 6% comparando com 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, o total de receitas aumentou 9% no primeiro semestre.

Lucros

  • Os resultados operacionais para o período de seis meses foram de €724 milhões (2003: €638 milhões), o que representou um aumento de 13% quando comparado com o período homólogo. Os resultados operacionais pró forma2 foram de €760 milhões (2003: €692 milhões), o que representa um aumento de 10% comparando com 2003.
  • A margem operacional relativa ao primeiro semestre de 2004 foi de 22%, o que representa uma evolução de 2 pontos percentuais, quando comparado com a primeira metade de 2003. A margem operacional pró forma2 para o período dos primeiros seis meses do ano foi de 23%, o que representa um aumento de 1 ponto percentual face ao mesmo período de 2003.
  • Os resultados líquidos para o período de seis meses de 2004 foram de €478 milhões (2003: €405 milhões), ou de €1.54 por acção (2003: €1.31 por acção), o que representa um aumento de 18%, comparado com os primeiros seis meses de 2003. Os resultados líquidos pró forma2 foram de €502 milhões (2003: €453 milhões), ou ganhos pró forma por acção2 de €1.61 (2003: €1.45 por acção), o que representa um aumento de 11% comparando com 2003.

Cash Flow

  • O “cash flow” operacional foi de €1.2 mil milhões (2003: €804 mil milhões), o que representou um aumento de 45%, quando comparado ao do ano passado. O “free cash flow2” como uma percentagem do total de receitas foi de 33% (2003: 23%). A 30 de Junho de 2004, a SAP tinha €2.8 mil milhões de activos líquidos (30 de Junho de 30, 2003: €1.8 mil milhões), o que representa um crescimento de 55% em comparação com o ano passado.

“Estamos a ver uma tendência clara na indústria. Os clientes exigem aos seus parceiros de software confiança, solidez financeira, capacidade de inovação e um vasto leque de produtos. A nossa capacidade para reunir estas quatro qualidades, paralelamente à nossa capacidade para investir na expansão da oferta dos nossos produtos e em tecnologia, contribuíram para continuarmos a ganhar quota de mercado face à nossa concorrência,” disse Henning Kagermann, CEO da SAP. “Continuamos a assistir a um ambiente de crescimento económico nos Estados Unidos, enquanto o nosso negócio na Europa está a demonstrar sinais de estabilização numa economia mais moderada. Continuamos a assumir o compromisso de investir em investigação e desenvolvimento e de reforçar a nossa força de vendas, com a esperança de tornar as oportunidades de mercado em ganhos de quota de mercado.”

Perspectivas

A SAP não mudou as suas previsões e continua a seguir as linhas já definidas para o ano de 2004:

  • Espera-se um crescimento, em receitas de Software, de cerca de 10% face a 2003.
  • A margem operacional pró-forma, que exclui custos relacionados com os programas de compensação accionista e com as aquisições, espera-se que atinja um ponto percentual acima do nível atingido em 2003.
  • Os ganhos por Acção pro forma, excluindo os custos relacionados com os programas de compensação accionista e com as aquisições, espera-se que se situem entre os €4.20 por acção e os €4.30 por acção.
  • Estas perspectivas são baseadas na taxa de conversão presumida entre o Dólar e o Euro de $1.25 para €1.00.

BUSINESS REVIEW – Second Quarter 2004

Second Quarter 2004 Key figures at a glance (in € millions, unaudited)
SAP Group







  2Q 2004 2Q 2004 Change % Change
Software revenues 497 431 +66 +15%
Revenues 1,781 1,638 +143 +9%
Income before taxes 391 347 +44 +13%
Net income 249 219 +30 +14%
Headcount, in FTE (Jun. 30) 30,945 28,961 1,984 +7%

Second Quarter 2004 Software Revenue by Region (in € millions)
SAP Group










Revenue
2Q 2004
Revenue
2Q 2003
Change % Change
Total 497 431 +66 +15%
– at constant currency rates +17%
EMEA 266 261 +5 +2%
– at constant currency rates +1%
Americas 162 112 +50 +45%
– at constant currency rates +52%
Asia Pacific 69 58 +11 +19%
– at constant currency rates +17%

A região americana, especificamente os Estados Unidos, continua a ser a força motriz para o crescimento da SAP. As receitas de Software nos Estados Unidos aumentaram 63% ano após ano, mas a uma taxa constante de conversão de divisas, as receitas de Software Norte Americanas aumentaram 70%. A SAP acredita que continuou a ter um desempenho significativo, nos Estados Unidos, face à sua concorrência mais directa. Na região que compreende a Europa, o Médio Oriente e África (EMEA), a SAP está a experimentar uma lenta mas estável recuperação, demonstrada pelo aumento de 2% (1% a taxas constantes de conversão de divisas1) nas receitas de software para o segundo trimestre. A Alemanha está a aumentar as suas receitas de Software, do primeiro trimestre para o segundo, com um crescimento forte de 10%, ano após ano. As receitas de Software, na região Ásia Pacífico (APA), tiveram um aumento de 19% (17% a uma taxa constante de conversão de divisas1), no segundo trimestre, com outro trimestre de sólido crescimento, a vir de países com mercados emergentes como o da China e o da Índia. O Japão, tal como a EMEA, teve um melhor desempenho no segundo trimestre o que indica alguma estabilização no país. As receitas de software no Japão cresceram 8% (5% com uma taxa constante de conversão de divisas1), comparando com o segundo trimestre de 2003.

Second Quarter 2004 Total Revenue by Region (in € millions)
SAP Group










Revenue
1Q 2004
Revenue
1Q 2003
Change % Change
Total 1,781 1,638 +143 +9%
– at constant currency rates +11%
EMEA 994 942 +52 +6%
– at constant currency rates +5%
Americas 578 506 +72 +14%
– at constant currency rates +21%
Asia Pacific 209 190 +19 +10%
– at constant currency rates +9%

Six Months 2004 Key figures at a glance (in € millions,)
SAP Group







  6M 2004 6M 2003 Change % Change
Software revenues 867 783 +84 +11%
Revenues 3,337 3,158 +179 +6%
Income before taxes 755 658 +97 +15%
Net income 478 405 +73 +18%
Headcount, in FTE (Jun. 30) 30,945 28,961 1,984 +7%

Six Months 2004 Software Revenue by Region (in € millions)
SAP Group










Revenue
2Q 2004
Revenue
2Q 2003
Change % Change
Total 867 783 +84 +11%
– at constant currency rates +14%
EMEA 463 466 -3 -1%
– at constant currency rates -1%
Americas 289 200 +89 +45%
– at constant currency rates +57%
Asia Pacific 115 117 -2 -2%
– at constant currency rates 0%

Six Months 2004 Total Revenue by Region (in € millions)
SAP Group








Revenue
1Q 2004
Revenue
1Q 2003
Change % Change
Total 3,337 3,158 +179 +6%
– at constant currency rates +9%
EMEA 1,865 1,796 +69 +4%
– at constant currency rates +4%
Americas 1,078 974 +104 +11%
– at constant currency rates +21%
Asia Pacific 394 388 +6 +2%
– at constant currency rates +4%

Six Months Software Revenue by Solution (in € millions)5
SAP Group








Q1 2004 Q2 2004
ERP 156 205
SCM 81 107
CRM 71 110
SRM 24 27
PLM 31 29
Other 7 19

Notas

  1. Dados da unidade monetária constante que excluem o impacto das taxas de câmbio.
  2. Este comunicado de imprensa revela determinadas medidas financeiras, tais como “pro forma EBITDA”, “free cash flow”, Resultados Operacionais pro forma e Resultados Líquidos pro forma, que são considerados como medidas financeiras não-GAAP (non-GAAP). As medidas não-GAAP incluídas neste comunicado de imprensa foram harmonizadas com a medida GAAP mais próxima, como o exigido segundo as regras SEC, relativas ao uso de medidas financeiras não-GAAP. As Receitas Operacionais pro forma e as Margens Operacionais pro forma excluem os encargos dos programas de compensação accionista e aquisições.
  3. A quota de mercado mundial baseia-se nas receitas de software, em US dólares, da Microsoft Corp. (apenas no segmento da Business Solutions), da Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), da PeopleSoft e da Siebel Systems, os quatro grandes concorrentes da SAP (para os fornecedores que ainda não publicaram os seus resultados, a SAP recorre a estimativas de analistas). Os resultados da SAP foram convertidos para dólares americanos.
  4. A quota de mercado nos EUA baseia-se nas receitas de software, em US dólares, da Microsoft Corp. (apenas no segmento da Business Solutions), da Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), da PeopleSoft e da Siebel Systems, os quatro grandes concorrentes da SAP (para os fornecedores que ainda não publicaram os seus resultados, a SAP recorre a estimativas de analistas). Os resultados da SAP foram convertidos para dólares americanos.
  5. Estes números incluem as receitas de determinados contratos de soluções, assim como os números dos contratos de soluções integradas, que são alocados segundo levantamentos de utilização fornecidos por clientes da SAP.

Informação Adicional

Tags: