SAP cresce 10% em receitas de software em 2004

January 27, 2005 by SAP News 0

SAP atinge recorde em quota de mercado, comparando com os seus principais concorrentes.
Perspectivas para 2005 – SAP prevê novo ano com crescimento de dois dígitos em receitas de software, à semelhança dos resultados apresentados ontem.

LisboaA SAP AG, o fornecedor líder de soluções de software empresarial, anunciou ontem os seus resultados preliminares financeiros para o Quarto Trimestre de 2004 e para o Ano Inteiro de 2004, com o período em análise a terminar a 31 de Dezembro do mesmo ano.

Destaques do Ano inteiro de 2004

Receitas

  • As receitas de Software foram de €2.4 mil milhões em 2004 (2003: €2.1 mil milhões), representando um aumento de 10% comparado com o mesmo período em 2003. Estes fortes resultados permitiram à empresa continuar a ganhar quota de mercado mundial contra os seus principais concorrentes3 em 2004, e a empresa atingiu este crescimento de dois dígitos em receitas de software, apesar do impacto negativo do crescimento do Euro face ao dólar americano no ano de 2004. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software cresceram 13% ano após ano.
  • As receitas de Software nos Estados Unidos da América aumentaram 27% para €625 milhões em 2004 (2003: €491 milhões). A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software nos Estados Unidos aumentaram 38% ano após ano. Este forte crescimento ajudou a SAP Americana a ganhar uma quota significativa do mercado contra os seus principais concorrentes4 pelo segundo ano consecutivo.
  • O total de receitas do ano de 2004 é de €7.5 mil milhões (2003: €7.0 mil milhões), o que representa um aumento de 7% quando comparado a 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, o total de receitas cresceu 10% de um ano para o outro.

Lucros

  • Os resultados operacionais para o ano de 2004 foram de €2.0 mil milhões (2003: €1.7 mil milhões), o que representa um aumento de 17% quando comparado com 2003. Os resultados operacionais pró-forma2 foram de €2.1 mil milhões (2003: €1.9 mil milhões), o que representa um crescimento de 11% quando comparado com o mesmo período de 2003.
  • A margem operacional para o ano que terminou a 31 de Dezembro de 2004 foi de 27%, o que representa uma evolução de 2 pontos percentuais comparando com o ano que terminou a 31 de Dezembro de 2003. A margem operacional pró-forma2 para o ano de 2004 foi de 28%, o que representa uma evolução de 1 ponto percentual comparando com o mesmo período em 2003. A SAP mais uma vez cresceu com sucesso a sua margem operacional, enquanto ao mesmo tempo fez aumentos significativos em investigação e desenvolvimento, tal como em vendas e marketing para ajudar a capitalizar futuras oportunidades de crescimento. A SAP aumentou, ao longo dos últimos três anos, a sua margem operacional em 9 pontos percentuais e a sua margem operacional pró-forma2 cresceu cerca de 8 pontos percentuais.
  • Os resultados líquidos de 2004 foram de €1.3 mil milhões (2003: €1.1 mil milhões), ou de €4.22 por acção (2003: €3.47 por acção), o que representou um aumento de 22%, comparando com o ano de 2003. Os resultados líquidos pró-forma2 foram de €1.4 mil milhões (2003: €1.2 mil milhões), ou ganhos pró-forma de €4.37 por acção2 (2003: €3.84 por acção), o que representou um crescimento de 14% quando comparado com 2003.

Destaques do quarto trimestre de 2004

Receitas

  • As receitas de Software aumentaram 8% para €1.0 mil milhões (2003: €931 milhões). A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software cresceram 11% ano após ano.
  • O total de receitas do quarto trimestre de 2004 é de €2.4 mil milhões (2003: €2.2 mil milhões), o que representa um aumento de 8% quando comparado ao quarto trimestre de 2003. A uma taxa constante de conversão de divisas1, o total de receitas cresceu 12% ano após ano.

Lucros

  • Os resultados operacionais do quarto trimestre de 2004 foram de €833 milhões (2003: €673 milhões), o que representa um aumento de 24% quando comparado com o mesmo período do ano passado. Os resultados operacionais pró-forma2 foram de €851 milhões (2003: €765 milhões), o que representa um crescimento de 11% ano após ano.
  • A margem operacional do quarto trimestre de 2004 foi de 34.7%, o que representa uma evolução de 4.3 pontos percentuais ano após ano. A margem operacional pró-forma2 foi de 35.4%, o que representa um crescimento de 1 ponto percentual quando comparado com o quarto trimestre de 2003.
  • Os resultados líquidos do quarto trimestre de 2004 foram de €542 milhões (2003: €420 milhões), ou de €1.74 por acção (2003: €1.35 por acção), o que representou um aumento de 29%, comparando com o quarto trimestre de 2003. Os resultados líquidos pró-forma2 foram de €554 milhões (2003: €481 milhões), ou €1.78 pró-forma por acção2 (2003: €1.55 por acção), o que representou um crescimento de 15% quando comparado ao mesmo período em 2003.

Quota de Mercado das empresas do mesmo Sector

  • Com receitas de Software no valor aproximado de 1.366 mil milhões de US Dólares no quarto trimestre de 2004, a SAP continua a ganhar quota de mercado face aos seus principais concorrentes (definidos como a SAP e as quatro empresas referidas na nota de rodapé 3). Numa base de análise referente a quatro trimestres, a quota de mercado mundial da empresa face à concorrência (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 3), baseada nas receitas de Software, foi de 57% no final do quarto trimestre de 2004 em comparação com os 56% do final do terceiro trimestre de 2004 e com os 53% do quarto trimestre de 2003.
  • Numa base de análise referente a quarto trimestres, a quota da SAP no mercado americano, face aos seus concorrentes (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 4), baseada nas receitas de software, foi de 38% no fim do quarto trimestre de 2004, comparando com os 37% no final do terceiro trimestre de 2004 e com os 32% no final do quarto trimestre de 2003. A empresa ganhou nos Estados Unidos seis pontos percentuais de quota de mercado face aos seus concorrentes neste mercado no ano de 2004.

“2004 foi mais um ano excepcional para a SAP,” disse Henning Kagermann, CEO da SAP. “Tal como prometido, atingimos um ano de crescimento com dois dígitos em receitas de software, excedendo de longe o nosso grupo de principais concorrentes, e continuamos a melhorar a nossa rentabilidade como demonstramos através dos nossos ganhos em margens operacionais. Além disso, fomos capazes de atingir estes fortes resultados ao mesmo tempo que continuamos a investir em tecnologia para ajudar a levar a inovação e o crescimento à SAP”.

Henning Kagermann continua, “Empresas de todos os sectores e regiões estão a focar-se em inovadores modelos de negócios como o fio condutor da sua vantagem competitiva, mais do que em produtos ou serviços, como aconteceu no passado. As TI (Tecnologias da Informação) são vistas como fundamentais para as empresas se adaptarem e executarem novos e inovadores modelos de negócio. Acredito que estamos, finalmente, num ponto de viragem na indústria de TI, onde as TI são compreendidas e utilizadas como uma ferramenta competitiva, mais do que simplesmente como um condutor da eficiência de custos. Exemplos chave das inovações que estamos a desenvolver para ajudar a construir o futuro da indústria são o SAP NetWeaver e a Enterprise Services Architecture. A prova deste conceito é o mySAP ERP, que excedeu as nossas expectativas em 2004, para além de ser a primeira aplicação baseada em Enterprise Services Architecture.”

Cash Flow

  • O cash flow operacional para o ano que terminou a 31 de Dezembro de 2004 foi de €1.8 mil milhões (2003: €1.5 mil milhões), o que representou um aumento de 21%, quando comparado a 2003. O “free cash flow2” como uma percentagem do total de receitas foi de 22% em 2004 (2003: 18%). A 31 de Dezembro de 2004, a SAP tinha €3.2 mil milhões de activos líquidos (31 de Dezembro de 2003: €2.1 mil milhões).

Perspectivas para 2005

A empresa disponibilizou as seguintes perspectivas para o ano de 2005.

  • Espera-se um crescimento, em receitas de Software e no ano inteiro de 2005, de cerca de 10 – 12%, face a 2004.
  • A margem operacional pró-forma, que exclui custos relacionados com os programas de compensação accionista e com as aquisições, espera-se que atinja entre 0 a 0.5 pontos percentuais acima do nível atingido em 2004.
  • Os ganhos por Acção pró-forma, excluindo os custos relacionados com os programas de compensação accionista e com as aquisições, espera-se que se situem entre os €4.70 por acção e os €4.80 por acção.
  • Estas perspectivas são baseadas na taxa de conversão presumida entre o Dólar e o Euro de $1.30 para €1.00.

“A SAP está a liderar o caminho com a sua Plataforma de Processos Empresariais através do enriquecimento da composição da plataforma SAP NetWeaver, com processos de negócio prontos a correr que estão acessíveis através do Enterprise Services,” disse Henning Kagermann. “A Plataforma de Processos Empresariais fornece velocidade na resposta ao mercado, eficiência e escalabilidade para a SAP e possibilita aos clientes uma plataforma que suporta flexibilidade, agilidade e vantagem competitiva para os negócios, num ambiente exigente onde os clientes podem, de uma forma mais fácil, alinhar os processos empresariais com as suas necessidades de negócio. Acreditamos que possuímos uma liderança substancial, face aos nossos concorrentes directos, na resposta ao Mercado e no suporte aos nossos clientes e parceiros, com o desenvolvimento da nossa Plataforma de Processos Empresariais. Esperamos que a Plataforma de Processos Empresariais vá ajudar a angariar fornecedores de software independente e parceiros a estender as soluções SAP a novos mercados, adquirindo novos utilizadores e assim gerando excelentes oportunidades para o crescimento da SAP. Tal como referimos anteriormente, 2005 vai ser um ano de investimento para a SAP, o que vai ajudar a conduzir ao crescimento e à eficiência da empresa.”

Programa para comprar de volta (Buy-Back) acções

  • O programa actual de comprar de volta acções da SAP permite à empresa a compra de acções num montante não superior a 10% do total de acções previstas, ou aproximadamente 30 milhões de acções. Em 2004, a empresa comprou de volta 1.14 milhões de acções a um preço médio de €125.58 (num montante total de €143 milhões). No final de 2004, o stock de tesouraria manteve-se nas 5.36 milhões de acções.
  • A começar em Março de 2005, as opções das acções garantidas como parte do programa de opção de acções SOP 2002 da empresa vai começar a ser aplicado por um período de três anos. A SAP prevê utilizar primariamente as acções de tesouraria para servir os direitos de subscrição, tendo por base o plano opcional de acções. Ao mesmo tempo, a SAP tenciona comprar de volta até um montante equivalente de acções, o que substituiria as suas acções de tesouraria.
  • Tendo em conta o forte cash flow gerado pela empresa, a SAP prevê continuar a avaliar oportunidades de comprar de volta acções no futuro, além das compras de acções esperadas associadas ao exercício de compras de acções descrito anteriormente. Tal como no passado, a empresa vai conduzir toda a recompra das suas acções, de acordo com as leis aplicáveis e regulamentos, especialmente de modo a não ter impacto material no preço das acções, como é exigido pelas leis alemãs.

BUSINESS REVIEW – Full Year and Fourth Quarter 2004

Full-Year 2004 key figures at a glance (in €millions, unaudited)

SAP Group FY 2004 FY 2003 Change % Change
Revenues 7,514 7,025 +489 +7%
Software revenues 2,361 2,147 +214 +10%
Income before taxes 2,073 1,777 +296 +17%
Net income 1,311 1,077 +234 +22%
Headcount, in FTE(Dec. 31) 32,205 29,610 2,595 +9%

Full-Year 2004 Software Revenue by Region (in €millions, unaudited)

SAP Group Revenue 2004 Revenue 2003 Change % Change
Total 2,361 2,147 +214 +10%
– at constant currency rates   +13%
EMEA 1,292 1,245 +47 +4%
– at constant currency rates +4%
Asia Pacific 289 275 +14 +5%
– at constant currency rates +9%
Americas 780 627 +153 +24%
– at constant currency rates +34%

A região americana, particularmente os Estados Unidos, foi o maior responsável pelo crescimento das receitas de software em 2004. A excelente execução das vendas produziu um crescimento nas receitas de software de 34% a uma taxa constante de conversão de divisas para a região da América e de 38% a uma taxa constante de conversão de divisas para os Estados Unidos.

Depois de uma mais forte segunda metade do ano, tal como esperado, as receitas de software na região da EMEA (compreende a Europa, o Médio Oriente e África) cresceram 4% em 2004. As receitas de software na Alemanha aumentaram 5% em 2004. Na região APA (Ásia Pacífico), onde as receitas de software cresceram 9% a uma taxa constante de conversão de divisas em 2004, mercados emergentes, tais como o da China e o da Índia, tiveram um crescimento muito elevado. Num ambiente macro económico bastante desafiante e de execuções internas, a operação no Japão teve um declínio de 15% em receitas de software a uma taxa constante de conversão de divisas.

Full-Year Total Revenue by Region (in €millions, unaudited)

SAP Group Revenue FY 2004 Revenue FY 2003 Change % Change
Total 7,514 7,025 +489 +7%
– at constant currency rates   +10%
EMEA 4,223 3,990 +233 +6%
– at constant currency rates +6%
Asia Pacific 867 837 +30 +4%
– at constant currency rates +7%
Americas 2,424 2,198 +226 +10%
– at constant currency rates +20%

Fourth Quarter 2004 key figures at a glance (in €millions, unaudited)

SAP Group 4Q 2004 4Q 2003 Change % Change
Revenues 2,401 2,215 +186 +8%
Software revenues 1,003 931 +72 +8%
Income before taxes 853 694 +159 +23%
Net income 542 420 +122 +29%
Headcount, in FTE(Dec. 31) 32,205 29,610 2,595 +9%

Fourth Quarter 2004 Software Revenue by Region (in €millions, unaudited)

SAP Group Q4 2004 Revenue Q4 2003 Change % Change
Total 1,003 931 +72 +8%
– at constant currency rates   +11%
EMEA 580 578 +2 +0%
– at constant currency rates +0%
Asia Pacific 105 102 +3 +3%
– at constant currency rates +8%
Americas 318 251 +67 +27%
– at constant currency rates +37%

Fourth Quarter 2004 Total Revenue by Region (in €millions, unaudited)

SAP Group Q4 2004 Revenue Q4 2003 Change % Change
Total 2,401 2,215 +186 +8%
– at constant currency rates   +12%
EMEA 1,390 1,317 +73 +6%
– at constant currency rates +6%
Asia Pacific 262 246 +16 +7%
– at constant currency rates +12%
Americas 749 652 +97 +15%
– at constant currency rates +24%

2004 Quarterly Software Revenue by Solution (in €millions, unaudited)5

SAP Group Q1 2004 Revenue Q2 2004 Q3 2004 Q4 2004
ERP 156 205 206 423
SCM 81 107 96 196
CRM 71 110 104 216
SRM 24 27 33 63
PLM 31 29 40 67
Other 7 19 12 38
Total Software Revenue 370 497 491 1,003

KEY EVENTS IN THE FOURTH QUARTER OF 2004

  • In the fourth quarter, SAP demonstrated strong momentum, announcing major deals in all key regions. These included in the Americas Duke University, EarthLink, Limited Brands and U.S. Customs and Border Protection; in EMEA Danisco, Deutsche Börse, European Commission and Schneider Electric; and in Asia Pacific Air New Zealand, Fuji Photo Film, Mitsubishi, and Oil India
     
  • German Chancellor Gerhard Schröder was the honorary speaker at the SAP Forum “Developing the Future through Cooperation and formatization” held in Changchun, China, on December 8, 2004.
     
  • On November 11, 2004, SAP and Accenture introduced a software solution designed to help energy companies more efficiently manage their upstream asset portfolios to improve operations. Accenture and SAP jointly designed and developed the composite application SAP xApp Integrated Exploration and Production (SAP xIEP), which is powered by the SAP NetWeaver technology platform. SAP xIEP allows upstream energy companies to integrate critical knowledge, data and applications-including those for development, production, operations and maintenance activities-to better execute key upstream oil and gas processes.
     
  • SAP successfully established its first syndicated multi-currency revolving credit facility in the amount of €1 billion through a group of banks led by ABN AMRO Bank, BNP Paribas, Deutsche Bank and JP Morgan. This credit facility is intended to provide greater financial flexibility to SAP, but the Company does not currently intend to draw down the facility. The planned credit facility has a five-year maturity and is arranged in addition to the existing short-term credit facilities of SAP AG.
     
  • On October 4, 2004, SAP announced the launch of SAP for Wholesale Distribution, a new industry solution comprising SAP’s core enterprise software and new tailored applications to help wholesale distribution companies improve operational excellence and profitability. SAP also announced the creation of a dedicated business unit, Wholesale & Trade, which will focus on the unique requirements of midsize and large companies in the wholesale distribution sector.
     
  • SAP announced a comprehensive update to SAP Master Data Management (SAP MDM), a component of the SAP NetWeaver technology platform. The new capabilities-which include a broad array of Web services, a new object modelling framework and extensive new data normalization and performance updates-make SAP MDM the first offering that can manage customer, product and vendor information in heterogeneous IT systems.
  • SAP unveiled the latest version of SAP Business One for Small and Midsize Businesses on October 12, 2004. The latest version of SAP Business One, will be available in more than 37 countries internationally and eliminates the need for businesses to manage multiple unrelated applications by providing a single, integrated software solution that delivers a unified view of up-to-the-minute information for greater control and profitability across the entire business. The solution will be offered through SAP’s growing global network of more than 650 channel partners.

Notas

  1. Dados da unidade monetária constante que excluem o impacto das taxas de câmbio.
     
  2. Este comunicado de imprensa revela determinadas medidas financeiras, tais como “pro forma EBITDA”, “free cash flow”, Resultados Operacionais pro forma e Resultados Líquidos pro forma, que são considerados como medidas financeiras não-GAAP (non-GAAP). As medidas não-GAAP incluídas neste comunicado de imprensa foram harmonizadas com a medida GAAP mais próxima, como o exigido segundo as regras SEC, relativas ao uso de medidas financeiras não-GAAP. As Receitas Operacionais pro forma e as Margens Operacionais pro forma excluem os encargos dos programas de compensação accionista e aquisições.
     
  3. No primeiro trimestre de 2004, o grupo de empresas concorrentes da SAP mudou, reflectindo melhor o que a SAP acredita ser o seu grupo de principais concorrentes em termos de fornecedores de aplicações de negócio. A quota de mercado mundial baseia-se nas receitas de software, em US dólares, da Microsoft Corp. (apenas no segmento da Business Solutions), da Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), da PeopleSoft e da Siebel Systems, os quatro grandes concorrentes da SAP (para os fornecedores que ainda não publicaram os seus resultados, a SAP recorre a estimativas de analistas). Os resultados da SAP foram convertidos para dólares americanos. Até ao fim de 2003, a SAP considerou o seu grupo concorrencial como sendo: a i2 Technologies, Inc., a Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), a PeopleSoft, Inc. e a Siebel Systems, Inc. Baseados no grupo definido em 2003, a quota de mercado ganha pela SAP no quarto trimestre de 2004 seria de 63%.
  1. No primeiro trimestre de 2004, o grupo de empresas concorrentes da SAP mudou, reflectindo melhor o que a SAP acredita ser o seu grupo de principais concorrentes em termos de fornecedores de aplicações de negócio. A quota de mercado nos EUA baseia-se nas receitas de software, em US dólares, da Microsoft Corp. (apenas no segmento da Business Solutions), da Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), da PeopleSoft e da Siebel Systems, os quatro grandes concorrentes da SAP (para os fornecedores que ainda não publicaram os seus resultados, a SAP recorre a estimativas de analistas). Os resultados da SAP foram convertidos para dólares americanos. Até ao fim de 2003, a SAP considerou o seu grupo concorrencial como sendo: a i2 Technologies, Inc., a Oracle Corp. (apenas no segmento de aplicações de negócio), a PeopleSoft, Inc. e a Siebel Systems, Inc. Baseados no grupo definido em 2003, a quota de mercado ganha pela SAP no quarto trimestre de 2004 seria de 44%.
     
  2. Estes números incluem as receitas de determinados contratos de soluções, assim como os números dos contratos de soluções integradas, que são alocados segundo levantamentos de utilização fornecidos por clientes da SAP. Em 2004 a SAP mudou os seus levantamentos de utilização para receitas de software determinadas por solução. Os levantamentos de utilização não incluem determinados componentes tecnológicos que estão agora incluídos no SAP NetWeaver. Não há números anteriores disponíveis utilizando este novo método. Para informação sobre anos anteriores segundo o método antigo, por favor refira o report anual da SAP no Form 20F.

Informação Adicional

Tags: