Gigantes tecnológicos alinham-se em torno da arquitectura de serviços empresariais da SAP

June 1, 2005 by SAP News 0

Adobe, Cisco, Computer Associates, EMC, Intel, Macromedia, Mercury, Microsoft, Symantec e VERITAS criam Soluções de Serviços Empresariais.
As soluções empresariais da próxima geração vão centrar-se nos Serviços Empresariais para oferecer maior flexibilidade, velocidade e poupança.

LisboaA SAP AG anunciou que os líderes de mercado em hardware, networking, armazenamento e gestão de dados, segurança, documentos inteligentes, aplicações de produtividade de desktop, tecnologias de formulários e de experiência do utilizador, gestão de testes e de sistemas estão a alinhar-se em torno da Arquitectura de Serviços Empresariais (ESA – Enterprise Services Architecture), a marca da SAP para uma abordagem de negócio direccionada para a arquitectura orientada aos serviços (SOA). A Adobe, Cisco, Computer Associates (CA), EMC Corp., Intel, Macromedia, Mercury, Microsoft, Symantec e VERITAS vão licenciar a ESA para disponibilizar soluções prontas a utilizar serviços empresariais (Enterprise Services-Ready), que sob os Web Services vão disponibilizar, por um lado, maior flexibilidade e velocidade e, por outro, custos reduzidos e menores riscos. O compromisso dos parceiros evidencia claramente a significativa adopção do mercado em torno da abordagem da SAP, no que diz respeito à arquitectura da próxima geração.

No actual ambiente empresarial, as empresas deparam-se com o desafio de implementar uma infra-estrutura de Tecnologias de Informação (TI) flexível que suporte as mudanças e a inovação nos processos de negócio. Tal flexibilidade é a promessa de uma abordagem baseada nos serviços, e esta viragem ao nível das arquitecturas é uma tendência chave do mercado na indústria informática de hoje. A visão da SAP de uma mudança para uma abordagem baseada nos serviços foi introduzida, pela primeira vez, em 2003, com a apresentação da ESA. Desde então, mais de 1.500 clientes começaram a capacitar os seus processos de negócio para os serviços em todo o seu ambiente de TI, implementando e utilizando o SAP NetWeaver, a primeira plataforma da indústria a demonstrar, com sucesso, a convergência das aplicações e da infra-estrutura que permitiu a ESA.

Agora, com o aparecimento deste sucesso inicial, os líderes da indústria anunciaram que estão a trabalhar com a SAP para identificar oportunidades que impulsionem a ESA. Ao concordarem licenciar a ESA da SAP, os parceiros receberam acesso ao crescente catálogo da SAP com informação técnica sobre serviços empresariais, ferramentas e capacidades para trabalhar com a arquitectura e informação de desenvolvimento, como esquemas de dados, interfaces do utilizador, modelos aplicacionais e características de segurança necessárias para a automação dos processos de negócio no topo dos serviços empresariais.

Os serviços empresariais são Web Services que apreendem a linguagem do negócio, definida colaborativamente pela SAP, clientes e parceiros. Além disso, os parceiros deste ecossistema ESA vão também receber ferramentas de desenvolvimento e de run-time, que lhes permite construir, testar e certificar imediatamente as soluções “Enterprise Services-Ready”.

Estas organizações líderes estão focadas nos serviços empresariais, como o denominador comum para facilitar a distribuição e cooperação das tecnologias em toda a estrutura de TI, de forma a reduzir os riscos e custos para os clientes. Ao alargar e aprofundar a funcionalidade aplicacional em toda a estrutura de TI, a SAP está a tornar toda a estrutura “consciente do processo de negócio”.

O resultado desta colaboração entre as empresas de TI, líderes da indústria, vai ser a disponibilização de produtos e serviços, que terão a marca “Enterprise Services-Ready”, construída juntamente com a ESA, que catapulta o poder dos serviços empresariais em todos os níveis do ambiente de TI, tornando, assim, toda a estrutura tecnológica “consciente do processo de negócio”. Esta consciência ajuda as organizações a desenhar, instalar, correr e manter os processos de negócio inovadores, com baixos custos e maior flexibilidade. A crescente onda de soluções prontas a utilizar serviços empresariais e o apoio da indústria à ESA, como facilitador de soluções empresariais flexíveis da próxima geração, são vistos pela indústria como uma evolução lógica do movimento do mercado para a SOA.

“Este anúncio representa uma grande mudança na dinâmica do mercado em toda a indústria de TI”, afirmou Joshua Greenbaum, principal, Enterprise Applications Consulting. “O significado destes líderes da indústria trabalharem juntos não deve ser subestimado. Uma plataforma tecnológica em torno de serviços empresariais comuns, que podem resolver desafios de implementação, integração e operacionais é de grande importância quer para os clientes quer para as empresas tecnológicas”.

“O anúncio feito pelas empresas tecnológicas líderes da indústria dá um apoio significativo aos serviços empresariais, como a linguagem de negócio e o ponto crucial da evolução dos clientes para a ESA”, disse Shai Agassi, Presidente do Grupo de Produto e Tecnologia e membro do quadro executivo da SAP. “Este novo nível de consciência aplicacional dará aos clientes maior simplicidade e integração para reduzir drasticamente os custos e complexidade associados à gestão de TI. A SAP é o único fornecedor de soluções a reunir todos os elementos necessários para fazer acontecer esta mudança de arquitectura – uma verdadeira marca arquitectónica à escala empresarial com a ESA, uma plataforma facilitadora assente no SAP NetWeaver, que é um repositório disponível com mais de 500 serviços empresariais e que os ISVs podem potenciar para construir soluções que vão ao encontro das necessidades dos clientes e, ainda, o poder de colaborativamente unir os líderes da indústria de TI – e tudo isto não é um conjunto de promessas para o futuro, é algo que está a acontecer agora.”

Empresas tecnológicas disponibilizam soluções “Enterprise Services-Ready”

Adobe

Hoje, a Adobe distribui uma das primeiras tecnologias de serviços empresariais prontas através dos seus Formulários Interactivos, distribuídos com o SAP NetWeaver. Este é o primeiro de muitos serviços documentais a surgir, que ajuda as empresas a alargar a informação nos sistemas empresariais dentro e além da firewall para alcançar clientes, parceiros e empregados.

“Assegurando que os nossos Formulários Interactivos estão prontos para os serviços empresariais, aproveitámos o poder dos Web Services para ajudar os nossos clientes a ter uma melhor comunicação em toda a empresa”, disse Shantanu Narayen, presidente da Adobe. “Este é apenas o início da criação de aplicações Adobe inovadoras que aproveitam a poderosa infra-estrutura tecnológica da SAP para oferecer aos seus clientes uma magnífica experiência de aplicação empresarial.”

Cisco

A Cisco, líder de mercado em networking, alinha com a ESA através da sua visão de Rede Inteligente de Informação (Intelligent Information Network – IIN), que fornece um valor acrescentado ao optimizar aplicações de negócio e processos de TI. Por exemplo, através do poder combinado da ESA e da Cisco IIN, os clientes podem construir uma instalação escalável e disponível através das capacidades de alerta SAP na rede, assegurando as comunicações entre aplicações de forma transparente na rede e providenciando este suporte ao longo de vários protocolos de aplicação. A Cisco tenciona também trabalhar com a SAP para de igual forma integrar as capacidades do SAP® Business One, como parte da sua rede da próxima geração, para simplificar a implementação de software e hardware.
“Os clientes das grandes empresas, bem como os pequenos e médios negócios vão poder tirar vantagem da visibilidade do negócio em tempo real, maior segurança da aplicação, inovação no processo de negócio e integridade transaccional como resultado da apertada integração entre a rede de aplicações Cisco e a ESA”, disse Taf Anthias, director geral e vice-presidente da Unidade de Negócio AON da Cisco.

Computer Associates

Com base na sua parceria estratégica com a SAP, a CA vai distribuir uma grande variedade de soluções que irá melhorar, por parte das empresas, a adopção do ESA para implementar, segurar e gerir os seus ambientes informáticos de negócio, enquanto paralelamente reduzem o TCO. A CA vai potenciar o seu software de Gestão de TI empresarial (Enterprise IT Management – EIM), assegurando que o mesmo é “Enterprise Services-Ready, ou seja, está em conformidade com os Serviços Empresariais, para suportar mais de 27.000 clientes SAP. A CA tenciona também desenvolver aplicações compostas baseadas na plataforma SAP NetWeaver. “Ao mesmo tempo que a ESA simplifica a complexidade associada ao desenvolvimento e a modificações que estão sempre a decorrer ao nível de processos de fluxo de trabalho cada vez mais confusos e ao nível das dependências de dados, o EIM da CA simplifica a complexidade associada à gestão de ambientes de serviços na sua principal infra-estrutura de TI”, disse Rob Levy, vice-presidente sénior e estratega tecnológico chefe da CA. “Juntos, a ESA e a EIM permitem aos clientes evoluir, de forma agressiva, os sistemas da sua empresa em busca de vantagem competitiva – enquanto lhes dá total controlo sob o desempenho, segurança e custos operativos.”

EMC Corporation

A EMC Corporation, líder mundial em armazenamento e gestão de dados, e a SAP anunciaram a expansão da sua aliança para ajudar as empresas a implementar uma boa estratégia de gestão do ciclo de vida da informação (ILM). A EMC e a SAP vão distribuir uma oferta de serviços, com a marca “Enterprise Services-Ready”, que vai ajudar os clientes SAP a gerir melhor a informação corporativa com o mínimo de riscos operacionais e com o máximo de benefícios de negócio.
“Com a ESA, a SAP está a construir uma arquitectura “pluggable” que vai permitir uma maior integração entre o ambiente de aplicações da SAP e as capacidades da infra-estrutura ILM da EMC”, disse Howard Elias, vice presidente executivo da EMC de Marketing Coporativo e Office of Technology. “Esta aliança alargada vai traduzir-se num valor maior para os nossos milhares de clientes, disponibilizando-lhes maior flexibilidade e menor tempo de implementação, enquanto reduz os custos totais de gestão”.

Intel

A Intel está a colaborar com a SAP para desenvolver a Arquitectura de Serviços Empresariais (ESA). Conforme a ESA, um dos elementos chave do mapa tecnológico é o maior desempenho. A Intel tem tecnologia inovadora agrupada internamente na forma como as empresas estão a implementar a arquitectura orientada para os serviços, que pode ajudar os clientes a lidar com os grandes desafios de mudança para estes ambientes.
“A SAP e a Intel têm uma boa base de clientes e partilham um forte foco em compreender e ir ao encontro das necessidades dos clientes empresariais”, disse Renee James, vice presidente e director geral do Grupo de Software e Soluções da Intel. “Estamos a trabalhar em conjunto nas áreas de virtualização, gestão, business intelligence e RFID para levar o próximo nível de serviços empresariais aos clientes ao longo de um leque de plataformas Intel do Itanium® 2 ao Xeon de 64-bits e à Tecnologia Móvel CentrinoTM

Macromedia

A SAP está a utilizar o Macromedia Flex para dar às organizações a capacidade de criar ricos e eficazes interfaces de utilizador para as soluções SAP NetWeaver. Ao potenciar a ESA, o Macromedia Flex pode ajudar a aumentar a adopção e utilização das soluções SAP, tornando os dados mais acessíveis, fáceis de compreender e úteis para os utilizadores finais.
“Os serviços empresariais criam um novo nível de agilidade no acesso aos dados empresariais”, disse David Mendels, Director-Geral da Macromedia. ” A Macromedia e a SAP estão a trabalhar juntas para melhorar radicalmente a experiência do utilizador ao combinar os interfaces intuitivos e produtivos do Macromedia Flex com a flexibilidade e natureza contínua dos serviços empresariais.”

Mercury

A Mercury está a fazer uma parceria com a SAP para disponibilizar qualidade, desempenho e soluções de gestão para a implementação da ESA. Especificamente, as soluções de optimização da tecnologia empresarial da Mercury vão ajudar a standardizar o processo de qualidade dos serviços empresariais para reduzir o risco da implementação da aplicação e permitir uma migração estável de processos de negócios personalizados.
“A Mercury está satisfeita por trabalhar com a SAP para ajudar os nossos clientes comuns a distribuir e gerir com sucesso as suas iniciativas ESA”, disse Zohar Gilad, vice presidente sénior de Estratégia da Mercury “À medida que a força dos Web Services e a SOA aumentam, a Mercury compromete-se em providenciar boas práticas, software e serviços para ajudar os clientes SAP a optimizar o valor dos seus Web Services e componentes de aplicações de negócio”.

Microsoft

A SAP e a Microsoft estão a desenvolver conjuntamente um novo produto com o nome de código “Mendocino””, que vai ajudar as empresas a ganhar vantagem competitiva ao revolucionar a forma como as pessoas que trabalham a informação acedem, analisam e utilizam os dados empresariais e os processos de negócio para tomar melhores decisões. O “Mendocino” vai impulsionar os serviços empresariais para unir a funcionalidade de processo SAP seleccionada directamente às aplicações do Microsoft® Office, que centenas de milhões de pessoas utilizam todos os dias. A solução vai impulsionar todas as capacidades da Arquitectura de Serviços Empresariais, do SAP NetWeaver, Microsoft.Net, o Sistema Microsoft Office e Microsoft SQL Server.
“A construção do “Mendocino” assenta no nosso compromisso para com os Web Services, como a fundação para a próxima geração de software empresarial”, disse Lewis Levin, vice presidente corporativo das Aplicações Empresariais Microsoft Office. “O “Mendocino” tira vantagem da abertura da Arquitectura de Serviços Empresariais e do potencial dos Web Services do Microsoft.Net, para de igual forma distribuir informação empresarial e processos de negócio ao ambiente Microsoft Office, utilizado diariamente por milhões de information workers”.

Symantec

A Symantec, líder global em segurança de informação, está a analisar oportunidades de desenvolvimento com a SAP para providenciar capacidades de segurança específicas para a aplicação que suporta processos de negócio ao longo da empresa. Oferecendo a protecção de ameaças da Symantec e tecnologias de conformidade com a ESA vai ajudar a garantir a segurança e a disponibilidade das aplicações SAP dentro do ambiente de aplicações da empresa.
“A Symantec está empenhada em providenciar aos seus clientes soluções que protejam as aplicações empresariais em diversos ambientes”, disse Niall Wall, vice-presidente, Desenvolvimento de Negócio e Alianças da Symantec. ” A Symantec vai trabalhar com a SAP para identificar oportunidades de distribuição de aplicações específicas para soluções de segurança e disponibilidade para os clientes comuns.”

VERITAS

A VERITAS vai potenciar a ESA para providenciar soluções de disponibilidade das aplicações para os clientes SAP. A VERITAS oferece software de alta disponibilidade para proteger as aplicações e dados SAP de falhas de hardware e de software, e permitir aos clientes actualizar as implementações SAP sem colocar os sistemas offline. Com a ESA os clientes podem utilizar as soluções VERITAS para movimentar aplicações SAP inteiras ao longo de sistemas ou clusters de servidor para ajudar a assegurar um processamento contínuo e uma gestão da carga de trabalho optimizada. A VERITAS tenciona trabalhar com a SAP para dar aos clientes grande visibilidade empresarial e controlo da utilização do servidor de armazenamento, desempenho e custos para que os clientes que implementem a ESA possam mais facilmente alinhar as TI com as exigências de negócio.

“Hoje, a VERITAS suporta as soluções SAP e está também a trabalhar para permitir a Arquitectura de Serviços Empresariais”, disse Sanjay Poonen, vice-presidente de Alianças Estratégicas da VERITAS Software. “Através dos produtos de software VERITAS para alta disponibilidade, os nossos clientes comuns beneficiam da redução de tempo morto da aplicação e gestão simplificada de sistemas através de maior automação. Além disso, o software VERITAS para protecção de dados e gestão do desempenho ajuda os clientes SAP a suportar a continuidade do negócio e optimizar o desempenho da aplicação de ERP para ir ao encontro das necessidades de negócio em mudança”.

Tags: