SAP cresce 18% em receitas de software em 2005

January 25, 2006 by SAP News 0

As receitas totais aumentaram 13% em 2005; Os resultados operacionais cresceram 16% em 2005 SAP ganhou 7 pontos percentuais da quota de mercado mundial e 10% da quota de mercado nos EUA, comparando com os seus principais concorrentes, em 2005

LisboaA SAP AG, o fornecedor líder de soluções de software empresarial, hoje anunciou os seus resultados financeiros preliminares para o Quarto Trimestre de 2005 e para o Ano de 2005, com o período em análise a terminar a 31 de Dezembro do mesmo ano.

Destaques do Ano de 2005

Receitas

  • As receitas de Software foram de €2.78 mil milhões em 2005 (2004: €2.36 mil milhões), representando um aumento de 18% comparado com o mesmo período em 2004. Estes fortes resultados conduziram a SAP para um crescimento entre os 12% – 14%. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software cresceram 15%.
  • As receitas Totais para 2005 foram de €8.51 mil milhões (2004: €7.51 mil milhões), o que representou um aumento de 13% comparando com 2004. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas Totais cresceram 12%.
  • As receitas de Software nos Estados Unidos da América aumentaram 31% para €820 milhões em 2005 (2004: €625 milhões). A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software nos Estados Unidos aumentaram 28%.
  • As receitas de Software na região EMEA cresceram 8% para €1.39 mil milhões em 2005 (2004: €1.29 mil milhões). A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software na região EMEA aumentaram 7% comparando com 2004. As receitas de Software na Alemanha foram as mesmas de um ano para o outro.
  • As receitas de Software na região APA (Ásia e Pacífico) aumentaram 25% para €363 milhões (2004: €289 milhões) em 2005. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software na região APA aumentaram 22%. As receitas de Software no Japão aumentaram 6% em 2005 para €122 milhões. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software no Japão foram 8% mais elevadas.

Quota de Mercado das empresas do mesmo sector

  • O forte crescimento contínuo nas receitas de Software em 2005 permitiram à SAP conquistar uma significativa quota de mercado ao nível mundial e nos EUA, em comparação com as empresas concorrentes2,3. Numa base de análise referente a quatro trimestres, a quota de mercado mundial da empresa face à concorrência (compreendendo as 4 empresas mencionadas na nota 2), baseada nas receitas de Software, foi de 62% no final de 2005. Isto representa um ganho de 2% em comparação com o terceiro trimestre de 2005 e 7% quando comparado com o quarto trimestre de 2004. Nos EUA, numa base de análise referente a quatro trimestres, a quota de mercado mundial da empresa face à concorrência3, baseada nas receitas de Software, foi de 47% no final de 2005. Isto representou um ganho de três pontos percentuais em comparação com o terceiro trimestre de 2005 e dez pontos percentuais, quando comparado com o quarto trimestre de 2004.2, por todo o mundo e nos EUA. Com base em quatro trimestres consecutivos, a quota mundial da empresa face aos seus concorrentes2, com base nas receitas de software, foi de 60% no final do terceiro trimestre de 2005, em comparação com 58% no final do segundo trimestre de 2005 e com 55% no final do terceiro trimestre de 2004. Nos EUA, com base em quatro trimestres consecutivos, a quota de mercado, contra os seus concorrentes3, com base nas receitas de software, foi de 44% até ao final do terceiro trimestre de 2005, comparado com 41% até ao final do segundo trimestre de 2005 e 36% no final do terceiro trimestre de 2004.

Lucros

  • Os resultados operacionais para o ano de 2005 foram de €2.33 mil milhões (2004: €2.02 mil milhões), o que representa um aumento de 16% quando comparado com 2004. Os resultados operacionais pró-forma4 foram de €2.41 mil milhões (2004: €2.09 mil milhões) em 2005, o que representa um crescimento de 16% quando comparado com o mesmo período de 2004.
  • A margem operacional de 2005 foi de 27,4%, o que representa uma evolução de 0,50 pontos percentuais comparando com o ano de 2004. A margem operacional pró-forma4 para o ano de 2005 foi de 28,3%, o que representa uma evolução de 0.50 pontos percentuais comparando com 2004. Este foi o ponto alto da sua margem operacional pró-forma, registando um crescimento de cerca de 0,00-0,50 pontos percentuais.
  • Os resultados líquidos de 2005 foram de €1.50 mil milhões (2004: €1.31 mil milhões), ou de €4.83 por acção (2004: €4.22 por acção), o que representou um aumento de 14%, comparando com o ano de 2004. Os resultados líquidos pró-forma4 foram de €1.55 mil milhões (2004: €1.36 mil milhões), ou os ganhos pró-forma de €5,01 por acção4 (2003: €4.37 por acção), o que representou um crescimento de 14% quando comparado com 2004.

Cash Flow

  • O “cash flow” operacional para o ano que terminou a 31 de Dezembro de 2005 foi de €1.51 mil milhões (2004: €1.83 mil milhões). O “free cash flow4,6” para o ano de 2005 foi de €1.25 mil milhões (2004: €1.64 mil milhões), o que foi 15% como uma percentagem do total de receitas 2005 (200 4: 22%). A 31 de Dezembro de 2005, a SAP tinha €3.4 mil milhões de activos líquidos (31 de Dezembro de 2004: €3.2 mil milhões).

Programa para comprar de volta (Buy-Back) acções

  • Em 2005, a SAP comprou de volta 3.21 milhões de acções a um preço médio de €129.77 (num montante total de €417 milhões), em comparação com 2004 que comprou de volta 1.14 milhões de acções. No final de 2005, o stock de tesouraria manteve-se nas 6.68 milhões de acções. O programa actual de comprar de volta acções da SAP permite à empresa a compra de aproximadamente 30 milhões de acções. Tendo em conta o forte cash flow gerado pela empresa, a SAP prevê continuar a avaliar oportunidades de comprar de volta acções no futuro, com vista a aumentar a actividade “buy-back” em 2006.

“O ano de 2005 foi excelente para a SAP”, afirma Henning Kagermann, CEO da SAP. “Aumentámos os ganhos de quota de mercado e aumentámos a adopção da nossa Enterprise Services Architecture, à medida que disponibilizámos a primeira suite de software empresarial orientada a serviços. O mais notável foi que continuámos a demonstrar que o crescimento orgânico é um caminho muito eficiente para atingir o sucesso nesta área, e que isso beneficia os nossos clientes, parceiros e stakeholders”.

Mr. Kagermann continuou “Esperamos que 2006 seja um ano fora de série para a SAP, especialmente caracterizado por lançamentos de novos produtos. O nosso “pipeline” de produtos para 2006 é um dos mais fortes da nossa história. Os lançamentos de novos produtos irão apoiar o nosso mapa de orientação para a Enterprise Services Architecture, com especial ênfase na conquista do utilizador de negócio e estarão focalizados, mais do que nunca, no mercado de média dimensão. Estes produtos serão a base para a SAP aumentar o valor do seu actual mercado-alvo, dos actuais $30 mil milhões para $70 mil milhões, até 2010.”

Destaques do quarto trimestre de 2005

Receitas

  • As receitas de Software aumentaram 18% para €1.18 mil milhões (2004: €1.00 mil milhões) no quarto trimestre de 2005. A uma taxa constante de conversão de divisas1, as receitas de Software cresceram 12%.
  • As receitas totais do quarto trimestre de 2005 foram de €2.75 mil milhões (2004: €2.40 mil milhões), o que representa um aumento de 15% quando comparado ao quarto trimestre de 2004. A uma taxa constante de conversão de divisas1, o total de receitas cresceu 9%.

Lucros

  • Os resultados operacionais do quarto trimestre de 2005 foram de €980 milhões (2004: €833 milhões), o que representa um aumento de 18% quando comparado com o mesmo período do ano passado. Os resultados operacionais pró-forma4 foram de €1.01 mil milhões (2004: €851 milhões), o que representa um crescimento de 19% quando comparado o quarto trimestre de 2005.
  • A margem operacional do quarto trimestre de 2005 foi de 35.6%, o que representa uma evolução de 0.90 pontos percentuais em comparação com o mesmo período de 2004. A margem operacional pró-forma4 foi de 36,8%, o que representa um crescimento de 1.40 pontos percentuais quando comparado com o período homólogo.
  • Os resultados líquidos do quarto trimestre de 2005 foram de €629 milhões (2004: €542 milhões), ou de €2.00 por acção (2004: €1.74 por acção), o que representou um aumento de 14%, comparando com o quarto trimestre de 2004. Os resultados líquidos pró-forma4 foram de €642 milhões (2004: €554 milhões), ou €2.07 pró-forma por acção4 (2004: €1.78 por acção), o que representou um crescimento de 16% quando comparado ao mesmo período em 2004.

Perspectivas para 2005

A empresa disponibilizou as seguintes perspectivas para o ano de 2006.

  • Para garantir uma maior transparência, a SAP disponibiliza pela primeira vez uma previsão para as receitas de produto, o que abrange as receitas de software e as receitas de manutenção. A SAP espera um crescimento das receitas anuais de produto, em 2006, de cerca de 13%-15%, face a 2005. Esta taxa de crescimento é baseada nas previsões da empresa para crescer num intervalo de 15%-17% no que diz respeito às suas receitas de Software para 2006, quando comparado com o ano anterior.
  • A margem operacional pró-forma, que exclui custos relacionados com os programas de compensação accionista e com aquisições, espera-se que atinja entre 0.5 a 1.0 pontos percentuais acima do nível atingido em 2005.
  • Os ganhos por Acção pró-forma, excluindo os custos relacionados com os programas de compensação accionista e com aquisições, espera-se que se situem entre os €5.80 por acção e os €6.00 por acção.
  • Estas perspectivas são baseadas na taxa de conversão presumida entre o Dólar e o Euro de $1.23 para €1.00.

Business Review – Full-Year 2005
Full-Year 2005 key figures (in € millions, except headcount and earnings per share data- unaudited)




































































SAP Group 2005 2004 Change %Change
Software revenues 2,783 2,361 +422 +18%
Product revenues 5,958 5,184 +774 +15%
Total revenues 8,513 7,514 +999 +13%
Operating income 2,331 2,018 +313 +16%
Pro forma operating income* 2,410 2,086 +324 +16%
Income before taxes 2,317 2,073 +244 +12%
Net income 1,496 1,311 +185 +14%
Earnings per share 4.83 4.22 +0.61 +14%
Pro forma earnings per share** 5.01 4.37 +0.64 +14%
Headcount, in full-time equivalents (Dec. 31) 35,873 32,205 +3,668 +11%

*) excluding stock-based compensation and acquisition-related charges
**) excluding stock-based compensation, acquisition-related charges and impairment-related charges;

Full-Year 2005 Software Revenue by Region (in € millions, unaudited)

























































SAP Group Software Revenue 2005 Software Revenue 2004 Change %Change
Total 2,783 2,361 +422 +18%
– at constant currency rates       +15%
EMEA 1,393 1,292 +101 +8%
– at constant currency rates       +7%
Asia-Pacific 363 289 +74 +25%
– at constant currency rates       +22%
Americas 1,027 780 +247 +32%
– at constant currency rates       +27%

A região americana em 2005, os Estados Unidos continua a ser o maior responsável pelo crescimento da SAP. As receitas de software nos EUA aumentaram 31% (28% a uma taxa constante de conversão de divisas para os Estados Unidos) para 2005.

Na região EMEA, as receitas de software na Alemanha foram constantes, mas como esperado a Alemanha registou taxas de crescimento mais altas no segundo semestre quando comparado com o primeiro semestre do ano. Outros países da Região EMEA registaram também boas taxas de crescimento das receitas de software, como por exemplo a Rússia, França e Suiça.

Na região APA (Ásia Pacífico), registou-se uma forte performance por toda a região. O Japão revelou os primeiros sinais de recuperação em 2005, registando um crescimento de 6% (8% a uma taxa constante de conversão de divisas).

Informação Adicional

Tags: