64% das Unidades Hospitalares Portuguesas pretendem alterar os seus Sistemas de Informação

February 2, 2006 by SAP News 0

Administradores Hospitalares e Responsáveis de Sistemas de Informação de 114 Unidades de Saúde de todo o país consideram a instalação de um Sistema de Informação adequado um ponto-chave para melhorar a qualidade dos serviços prestados pela Unidade Hospitalar.

LisboaUm questionário sobre “O estado de evolução dos Sistemas de Informação para a Gestão de Unidades de Saúde em Portugal”, realizado pela SAP Portugal junto dos Administradores Hospitalares e Responsáveis de Sistemas de Informação de 114 Unidades de Saúde distribuídas pelo território nacional, conclui que as actuais exigências dos utentes e a necessidade de aumentar a eficiência dos serviços de Saúde impõem a implementação de novos programas de gestão nos Centros Hospitalares portugueses. Dotar as unidades de saúde de sistemas de gestão orientados para a satisfação dos utentes e para o planeamento dos recursos existentes é fundamental para a modernização e empresarialização Hospitalar.

Os resultados do estudo

Mais importante que as instalações, os equipamentos hospitalares e a logística, os Administradores Hospitalares e os Responsáveis de Sistemas de Informação inquiridos consideram que a aquisição de sistemas de informação adequados é o elemento-chave na melhoria da qualidade dos serviços prestados pela Unidade Hospitalar.

74% dos profissionais inquiridos consideram mesmo ser “muito importante” a instalação de um Sistema de Informação que interligue as diferentes áreas da Unidade Hospitalar. Apesar dos profissionais de saúde inquiridos se sentirem, em média, “satisfeitos” em relação aos sistemas existentes nas diversas áreas da Gestão Hospitalar, cerca de 26% e 23% dos inquiridos considera-se “pouco satisfeito ou insatisfeito”, com os sistemas existentes nas áreas de “Gestão Clínica” e “Gestão dos Pacientes”, respectivamente. Do mesmo modo, cerca de 36% considera-se “pouco satisfeito ou insatisfeito” quanto aos sistemas nas áreas de “Gestão de Aprovisionamento” e 33% considera-se “pouco satisfeito ou insatisfeito” em relação à área de “Gestão de Património”.

Assim se explica que 64% das Unidades Hospitalares estejam a considerar alterar os seus Sistemas de Gestão Operacional, sendo que 28% destas pensem em efectuar estas alterações no curto prazo e 36% no médio prazo. Quanto à administração das Unidades Hospitalares, 76% das administrações afirmam estar comprometidas com o projecto de alteração ou remodelação dos sistemas existentes, sendo que para a maioria dos hospitais (48%) será o Departamento de Informática a liderar este projecto.

“O objectivo do estudo visa perceber quais as principais lacunas nos Sistemas de Informação Hospitalar, bem como a opinião dos responsáveis em relação aos sistemas existentes”, afirma Rui Pereira da Silva, Responsável pela Unidade de Serviços Públicos da SAP Portugal. Acrescentando que “através da nossa oferta específica para o sector da saúde, com provas já dadas no estrangeiro, a SAP pretende ajudar na modernização destas unidades, proporcionando-lhes maior agilidade e autonomia, com vista ao alcance de maior qualidade nos serviços prestados, bem como na sua organização interna.”

Tags: , , , ,