SAP quer criar equilíbrio entre as receitas das PME e das empresas de maior dimensão

February 14, 2006 by SAP News 0

Em 2005, a empresa aumentou a sua quota em mais 6 mil novos clientes de PME, apenas através do seu canal de parceiros.
O programa SAP PartnerEdge utiliza um sistema único de Value Points, com o objectivo de reconhecer e premiar os parceiros com maior competência e melhor desempenho.

LisboaO SAP Partner RoadShow está hoje em Lisboa para revelar os detalhes da estratégia “go-to-market” da SAP para 2006 e próximos anos, divulgando a nova geração do seu modelo de parcerias, a recente expansão do ecossistema de parcerias ISVs, bem como o portfolio de produtos e mapa de evolução para as soluções SAP Business One, mySAP All-in-One e Enterprise Services Architecture (ESA), a arquitectura de software da SAP orientada a processos de negócios.

A SAP está actualmente a dirigir a sua liderança no sector de aplicações empresariais para o mercado das PME, o que implica, para além de um maior volume de negócio, alterações significativas à rede de parceiros tal como esta se apresentou até hoje. Simultaneamente, a aposta da SAP na ESA permitirá disponibilizar soluções que são especialmente adequadas às necessidades das PME. Esta é a oportunidade para a SAP actuar neste mercado, onde espera alterar o modo como as PME encaram o seu negócio, do mesmo modo que alterou no passado a perspectiva de grandes empresas em relação a soluções empresariais.

O ecossistema de Parcerias da SAP foi um dos temas abordados no evento, pelo director-geral da SAP Portugal, Joaquim Jesus Santos, afirmando que “A SAP sempre encarou o estabelecimento de parcerias como um factor crítico de sucesso. Com mais de 1.800 parceiros em todo o mundo, a SAP conta agora com os frutos destas alianças para alcançar o sucesso na sua nova aposta no mercado das PME”. Nesta sequência Joaquim Jesus Santos deu a conhecer as perspectivas para o futuro e os projectos mais aliciantes.

“O mercado das PME reveste-se de um enorme potencial para a SAP e respectivos parceiros: mundialmente existem mais de 80 milhões de organizações de pequena e média dimensão, que representam 51% do total de investimentos em tecnologias de informação”, afirma Cathy Daum, Vice-Presidente SME Channel da EMEA NEWS. “Considerando que, actualmente, 30% das receitas da nossa empresa são atribuídas ao segmento das PME, a SAP definiu como objectivo, para 2010, criar um equilíbrio entre as receitas no segmento das PME e nas empresas de maior dimensão, numa base de 45%:55% (PME:Grandes Empresas)”.

O segmento das PME encontra-se ainda muito fragmentado, no que diz respeito a soluções empresariais. Com 17 mil PME, em todo o mundo, a recorrerem actualmente a soluções SAP, no ano passado a empresa conseguiu aumentar a sua quota, neste segmento, em mais 6 mil empresas de pequena e média dimensão, apenas através do seu canal de parceiros.

O lançamento do SAP PartnerEdge, o programa de canal dirigido à rede global de parceiros, lançado mundialmente no ano passado, “faz parte da estratégia da SAP para ampliação das aplicações de software empresarial junto das pequenas e médias empresas e está desenhado para dar resposta à dinâmica do mercado e oferecer oportunidades iguais a parceiros de todos os tipos e dimensões”, afirmou Vítor Bezelga, Channel Manager da SAP Portugal no decorrer do evento. O SAP PartnerEdge utiliza um sistema único de Pontos de Valor (Value Points), de modo a reconhecer e premiar os parceiros com maior competência e melhor performance. Ao contrário de outros programas de canal, o Programa de Parceiros de Canal SAP PartnerEdge distingue os parceiros não só pelas vendas, mas também pela sua capacidade de desenvolver actividades de formação e de avaliação da satisfação de clientes.

O novo Programa de Parceiros de Canal SAP PartnerEdge, que disponibiliza uma maior infra-estrutura de suporte ao negócio, tem como objectivo proporcionar maior sucesso e maior rentabilidade aos revendedores, ISVs e outros parceiros que desenvolvem, comercializam e implementam soluções SAP, para um segmento de mercado em franco crescimento. Como parte deste programa, a SAP endereçou também um convite aos parceiros de vendedores concorrentes para adesão ao novo programa.

No decorrer do evento, a SAP revelou ainda as novas perspectivas para os fornecedores de software independentes (ISVs). “O modelo híbrido de vendas permite aos ISVs aumentarem as vendas e a satisfação dos clientes no mercado das médias empresas. No mercado das pequenas empresas o caminho da SAP faz-se através dos revendedores, com os ISVs a fornecerem soluções adicionais aos clientes SAP. A abordagem “go-to-market” da SAP constrói-se no princípio de que os parceiros estendem a sua cobertura e aumentam as suas oportunidades de negócio”, afirmou Andre Willems, Business Development Manager EMEA, SAP AG.

Na Mesa de Debate, subordinada ao tema “Os Múltiplos Caminhos que levam ao Sucesso Conjunto”, contou com a participação dos parceiros SAP: Adobe, Cisco, Intel e Siemens, que revelaram como beneficiaram da parceria com a SAP para atingir patamares de liderança em marketplaces globais. Na Mesa de Debate estiveram Carmen San Emeterio, Solutions Channel Manager da Adobe Systems Ibérica, António Feijão, Business Development Manager da Cisco, Luís Martins, Director da área Empresarial da Siemens, estando a moderação a cargo de Rui Almeida, Business Solutions & Alliances Manager da SAP Portugal.

O SAP Partner RoadShow, que envolveu a participação de vários responsáveis da SAP AG, SAP Portugal e os parceiros Adobe, Cisco, Intel e Siemens, dirigiu-se a distribuidores, fornecedores de software independentes (ISV´s), integradores de sistemas e parceiros de tecnologia, que disponibilizam, desenvolvem, vendem e implementam soluções SAP nesta região.

Tags: , , , ,