Conselho Executivo da SAP revela a visão da SAP para a próxima década e antevê o futuro do sector das TI

June 8, 2006 by SAP News 0

Kagermann, Apotheker e Agassi revelam o enfoque dos serviços e soluções da SAP na simplicidade, continuidade e abertura como factores-chave de diferenciação, que permitem uma transformação mais rápida, uma complexidade reduzida e uma maior criação de valor para os clientes.

LisboaNo decorrer do SAPHIRE’06, os membros do conselho executivo da SAP AG revelaram a estratégia de negócio da empresa para os próximos dez anos, tendo em conta o aumento global de dados e das necessidades de informação dos colaboradores de conhecimento e de informação (knowledge and information workers).

O CEO da SAP, Henning Kagermann, e os membros do conselho executivo Léo Apotheker e Shai Agassi revelaram como a SAP e o seu ecossistema estão a auxiliar os clientes em todo o mundo, ajudando-os a inovar nos seus processos de negócio nuclear, bem como na preparação da inovação do modelo de negócio. A diferenciação do core business possibilita às empresas oferecerem uma proposta de valor única para o mercado e impulsionarem o crescimento do negócio, independentemente do sector de actividade em que operam ou da dimensão que têm.

Henning Kagermann destacou o novo papel das Tecnologias de Informação (TI) no apoio ao crescimento, revelando um afastamento em relação ao posicionamento anteriormente dominante, que encarava as TI como ferramentas de redução de custos. Segundo Kagermann, com este novo papel as TI vão posicionar-se como acelerador da inovação no negócio e da excelência operacional.

Kagermann acredita que o software empresarial deve responder a três requisitos chave de negócio: a necessidade de automatizar processos para garantir maior velocidade e flexibilidade; a necessidade de permitir a colaboração integrando processos automatizados para lá das firewall dos clientes, parceiros e fornecedores; e a necessidade de aproveitar e “amplificar” o valor dos colaboradores de conhecimento.

“Numa nova era, em que as TI são críticas para executar iniciativas de crescimento, as empresas precisam de saber que o seu fornecedor de TI tem um roadmap claro com marcos específicos e tangíveis,” disse Henning Kagermann, acrescentando que “os fornecedores de software empresarial têm de fornecer um caminho evolutivo para a adopção de novas tecnologias, e não adoptarem uma postura ‘cortar e substituir’. E, mais importante, os clientes não procuram apenas um fornecedor, mas sim um parceiro estratégico que cumpra as suas promessas na satisfação atempada dos seus objectivos de transformação de negócio. A SAP é o único fornecedor de software empresarial que actualmente é capaz de fornecer uma estratégia evolutiva aos seus clientes.”

Já Léo Apotheker demonstrou as razões pelas quais as empresas precisam de adoptar urgentemente uma arquitectura orientada para os serviços empresariais (Enterprise SOA). A globalização dos mercados, a consolidação e a especialização das empresas nos vários sectores de actividade e o aumento da inovação nos modelos de negócio estão a obrigar as empresas a adaptar os seus modelos de negócio de uma forma rápida e flexível. As aplicações mySAP Business Suite da SAP, líderes de mercado, tais como mySAP ERP permitem aos clientes entrar na era do enterprise SOA, oferecendo a eficiência de uma arquitectura integrada ao mesmo tempo que permitem às empresas evoluir e alargar as suas soluções de forma flexível.

“O enterprise SOA é uma realidade e as empresas não podem continuar a dar-se ao luxo de se manterem à margem”, afirmou Léo Apotheker, presidente de Customer Solutions and Operations e membro do Conselho Executivo da SAP. “A diferença reside em possuir o ‘negócio mais bem gerido’ ou um negócio ‘gerido’. O mySAP ERP 2005 é a primeira suite de aplicações de negócio baseada em serviços empresariais. Esta aplicação oferece aplicações com flexibilidade de alargamento das funcionalidades específicas do sector de actividade ao ritmo do cliente.”

Shai Agassi, presidente do Product and Technology Group e membro do Conselho Executivo da SAP, evidenciou a actual evolução das TI, direccionada para a sua própria incorporação no negócio. Segundo Agassi, para os negócios se diferenciarem da concorrência, as empresas precisam de aproveitar as TI como uma arma competitiva primordial. Insistindo nesta ideia fundamental, Agassi explicou a forma como a SAP está a oferecer processos de negócio simplificados e demonstrou, in loco, uma nova e alternativa interface gráfica de utilizador (GUI) para o software SAP, que vai alargar a funcionalidade fundamental do negócio a uma gama ainda maior de utilizadores finais. A SAP está a reduzir a complexidade pela “facilitação” da integração de milhares de serviços empresariais, que são as peças-chave das futuras aplicações dos clientes. Agassi também explicou que uma das áreas críticas se prende com a garantia da conformidade do negócio. A SAP está a fornecer aplicações que podem ajudar os CEOs, CFOs e directores de risco num dos seus desafios mais importantes: managing governance, risco e conformidade.

“A SAP está a simplificar dramaticamente a capacidade, dos clientes e parceiros, de desenvolverem e implementarem um novo tipo de inovações que os ajudarão a estar um passo à frente da concorrência”, disse Agassi. “Com o lançamento da última versão do mySAP ERP, também oferecemos simplificação nas tarefas do utilizador e nos workflows incorporados nos processos de negócio. Para além disso, a SAP forneceu aos clientes um aumento de flexibilidade nas opções de implementação em torno da sua oferta de CRM, anunciando que a empresa vai migrar toda a sua oferta de CRM para um modelo híbrido em 2007. Os benefícios reais da enterprise SOA já não são promessas de futuro, já estão disponíveis hoje – apenas na SAP.”

Tags: , , , , , , ,