Novo estudo sugere que os bancos de retalho não estão a corresponder às suas próprias expectativas

May 10, 2007 by SAP News 0

  • A maioria dos bancos assume estratégias de crescimento similares mas estão a ficar aquém das suas ambições focadas nos clientes;
  • 46% percepciona a sua infra-estrutura actual de TI como uma desvantagem estratégica;
  • Está iminente uma mudança para as plataformas standard e para as arquitecturas orientadas a serviços

LisboaQuase oito em cada dez dos bancos de retalho questionados prosseguem estratégias de crescimento similares, limitando a capacidade de se diferenciarem competitivamente uns dos outros, de acordo com um novo estudo global. Os bancos não estão a atingir os objectivos ambiciosos para um conhecimento profundo dos seus clientes e vêem uma mudança no sentido das plataformas standard e das arquitecturas orientadas a serviços como parte da solução, de acordo com o estudo “Global Retail Banking Benchmark”, conduzido pela European Financial Management & Marketing Association (EFMA) e pela SAP AG (NYSE: SAP).

O estudo feito a 366 bancários de 180 bancos de retalho em 44 países concluiu que um dos factores-chave para os bancos de retalho é ultrapassar a concorrência tanto ao nível de conhecimento de negócio como em agilidade, possível através de uma melhor aplicação de sistemas de TI mais flexíveis e escaláveis. As conclusões do inquérito anual foram apresentadas numa conferência da EFMA, que decorreu recentemente em Lisboa.

“Aconselha-se os bancos a analisar a razão porque não conseguiram satisfazer as suas próprias expectativas reveladas nos últimos estudos,” afirma Patrick Desmarès, Secretário-Geral da EFMA. “Com oito em cada dez bancos a seguir a mesma estratégia, conduzida pelo conhecimento dos clientes, a obtenção de vantagem competitiva é sinal de que os bancos são capazes de levar a cabo iniciativas de melhoria dos sistemas de informação dos seus clientes. Estes estudos anuais criam discussão e debate em todo o sector bancário e é fantástico constatar o impacto, destes estudos, a crescer todos os anos” disse ele.

Os resultados, no quarto ano deste estudo anual, revelam que os executivos bancários procuram usar o valor da recolha, análise e obtenção de dados relevantes sobre os clientes e segmentos de clientes. Contudo, comparando os resultados deste ano com os de anos anteriores, os bancos ainda estão muito longe daquilo que anteciparam:

  • Nos resultados do primeiro estudo, em 2003, 57% dos bancos de retalho esperava desempenhar uma análise regular e consistente dos dados de clientes em 2007, contudo apenas 20% o faz actualmente;
  • O estudo actual revelou que actualmente apenas 14% dos bancos declara estar a fazer uma utilização completa das estratégias de segmentação de clientes, um aumento relativamente aos 7% de 2004.

Para sustentar as iniciativas de inteligência do negócio, a maioria dos bancos questionados vai continuar a usar tanto sistemas desenvolvidos à medida, como sistemas de software standard, como revela o último estudo. No entanto, a proporção dos que usam principalmente software standard vai aumentar de 11% para 27% durante os próximos três anos. Os resultados do inquérito revelaram ainda que:

  • A percentagem de participantes que percepcionam a sua actual infra-estrutura de TI como uma desvantagem estratégica aumentou para 46% este ano, de 36% em 2004;
  • No primeiro ano do inquérito, quase todos os bancos esperavam ter alguma automação das ferramentas da linha da frente. No entanto, este ano o inquérito demonstrou que apenas 60% declararam ganhos em automação parcial. Os restantes declararam uma automação irregular ou mesmo nenhuma;
  • Quase 80% dos bancos verificam uma mudança na direcção das plataformas standard, impulsionada por desenvolvimentos baseados em arquitecturas orientadas a serviços.

A SAP tem colaborado com a EFMA em numerosos estudos sobre banca de retalho, tendo o primeiro estudo conjunto sido publicado em Março de 2003. Adicionalmente, com início em 2005, a EFMA e a SAP têm conduzido uma série de iniciativas na Europa, Médio Oriente e África de debate das temáticas emergentes que afectam clientes, canais, produtos e desempenho nos serviços financeiros de retalho.

Com mais de 600 clientes em 60 países, o portfolio SAP for Banking disponibiliza um conjunto integrado de ferramentas e procedimentos automáticos para gestão de todas as vertentes do ambiente bancário – desde processos bancários transaccionais de elevado volume a gestão do relacionamento com clientes ou contabilidade financeira, controlo de custos e análises de rentabilidade e risco.

Sobre o estudo
A metodologia utilizada neste estudo foi baseada na ‘The Global Retail Banking Tracker”, uma das melhores ferramentas baseadas em Internet. Para mais informação sobre o Estudo, intitulado “The Five Pillars of Excellence in Retail Banking 2007: A European Benchmark Review”, consultar: www.efma-sap.info/. Para mais informação sobre a EFMA, consultar: www.efma.com.

Nota aos editores

  • Para obtenção de uma cópia do estudo intitulado “The Five Pillars of Excellence in Retail Banking 2007: A European Benchmark Review,” por favor utilize os contactos abaixo referidos.
  • Para obter um vídeo grátis sobre a SAP, por favor registe-se em www.thenewsmarket.com/sap para ver e solicitar o vídeo. Pode receber um vídeo de difusão standard digital ou em fita a partir deste site. O registo e o vídeo são grátis para representantes dos meios de comunicação social.

Sobre a European Financial Management & Marketing Association
A European Financial Management & Marketing Association é uma associação sem fins lucrativos cujos membros são unicamente organizações de serviços bancários e financeiros da Europa. A EFMA procura promover a inovação nas comunidades bancária e financeira, encorajando o debate e a discussão num ambiente afastado das pressões da concorrência comercial. Através de reuniões e de uma troca aberta de informação, a EFMA facilita o diálogo e a colaboração entre os seus membros, criando um fórum para reconhecimento e estudo das melhores práticas.
A EFMA é financiada por quotas de associados e receitas de eventos e serviços. As quotas pagas pelos membros financiam vários serviços exclusivamente reservados para os seus membros. As receitas resultantes do suporte de actividades permite à associação reduzir essas quotas. Este acordo original mantém a neutralidade da EFMA, protegendo os programas e actividades das pressões comerciais e garantindo uma norma de qualidade do programa que é altamente valorizada pelos membros. A lealdade dos membros da EFMA, que representam mais de três quartos das maiores organizações bancárias da Europa, é testemunho da sua eficácia no desempenho desta missão. (Mais informação em http://www.efma.com/).

Tags: , , , , , ,