SAP posicionada como Líder para aplicações de gestão de desempenho empresarial

March 18, 2010 by SAP News 0

Avaliação baseou-se na visão abrangente e na capacidade de execução em torno das soluções da empresa

LisboaA SAP (NYSE: SAP) anuncia que foi posicionada no quadrante dos Líderes, no relatório “Quadrante Mágico para Aplicações de Gestão de Desempenho Empresarial (Corporate Performance Management – CPM)”¹ do Gartner Inc.

Segundo o Gartner, “o desempenho dos líderes destaca-se no segmento de mercado relativo às aplicações de CPM. Conseguem proporcionar amplitude e profundidade nas funcionalidades de CPM, bem como fornecer implementações empresariais que apoiam uma estratégia ampla de CPM. Os líderes articulam, com êxito, propostas de negócio que encontram aceitação junto dos compradores, apoiadas pela viabilidade e capacidade operacional para proporcionar um serviço global.”

As soluções SAP® BusinessObjects™ enterprise performance management (EPM) oferecem às empresas níveis superiores de alinhamento estratégico, tornando o desempenho mais previsível e ajudando-as a tomar decisões mais confiantes. Optimizado tanto para ambientes SAP como não SAP e para inúmeras áreas de negócio – incluindo finanças, cadeia de abastecimento e procurement – o portfolio inclui soluções para gestão de estratégia, planeamento, orçamentação e previsão, consolidação financeira e gestão de custos e rentabilidade. Recentemente, o portfolio foi reforçado com o anúncio da nova aplicação SAP® BusinessObjects™ Sustainability Performance Management. As soluções estão também integradas nas soluções SAP BusinessObjects business intelligence (BI) e SAP BusinessObjects governance, risk, and compliance (GRC), de modo a permitir às empresas diminuírem o fosso entre estratégia e execução.

“Acreditamos que a nossa posição no quadrante Líderes do Quadrante Mágico do Gartner para CPM sublinha a força da nossa visão e a amplitude do nosso portfolio,” afirmou Stephanie Buscemi, vice-presidente de Marketing, Enterprise Performance Management and Governance, Risk, and Compliance da SAP AG. “Mantivemos o nosso forte ímpeto à medida que angariamos novos clientes e aumentamos a pegada dos nossos produtos na nossa própria base de utilizadores. A mais recente edição das nossas suites continua a provar a execução do nosso roadmap e diferencia-nos ainda mais em relação aos nossos concorrentes. Com a integração entre EPM e GRC, proporcionámos uma estrutura única que cria uma visibilidade transversal a toda empresa, permitindo que as organizações assegurem, de forma pró-activa, a gestão do risco e uma informação de confiança.”

A SAP oferece um conjunto de soluções de EPM vasto e profundo, abrangendo as seguintes áreas: gestão de estratégia, planeamento, orçamentação e previsão, gestão de custos e rentabilidade, consolidação financeira, XBRL, reconciliação entre empresas associadas, gestão de desempenho de gastos, gestão do desempenho da cadeia de abastecimento e gestão do desempenho de sustentabilidade.

Mais informação sobre as soluções SAP BusinessObjects EPM está disponível em www.sap.com/epm.

Sobre o Quadrante Mágico
O Quadrante Mágico está protegido por direitos de autor, registados em 2010 pelo Gartner, Inc. e poderá ser reutilizado mediante autorização. O Quadrante Mágico é uma representação gráfica do mercado num período de tempo específico. O mesmo ilustra a análise do Gartner sobre como determinados vendedores se apresentam nesse mercado de acordo com os critérios do Gartner. O Gartner não patrocina qualquer vendedor, produto ou serviço representado no Quadrante Mágico, e não recomenda aos utilizadores de tecnologia que optem apenas por vendedores posicionados no quadrante dos Líderes. O Quadrante Mágico visa ser uma ferramenta de pesquisa e não um guia específico de acção. A Gartner não é responsável por quaisquer garantias, explícitas ou implícitas, no que diz respeito a esta pesquisa, incluindo quaisquer garantias de mercantibilidade ou adequação a um objectivo em particular.

¹ Gartner “Magic Quadrant for Corporate Performance Management (CPM) Suites”, Neil Chandler, Nigel Rayner, John E. Van Decker, Jan. 25, 2010

Tags: