SAP Anuncia Resultados do Primeiro Trimestre de 2012

April 26, 2012 by SAP News 0

Nono trimestre consecutivo com crescimento de dois dígitos em receitas não-IFRS de software e de serviços relacionados com software;

Receitas não-IFRS de software e de serviços relacionados com software do primeiro trimestre de 2012 aumentaram 12% para 2,63 mil milhões de Euros (10% a câmbio constante);

Receitas de software no primeiro trimestre de 2012 aumentaram 4% para 637 milhões de Euros (1% a câmbio constante);

Lucros operacionais não-IFRS do primeiro trimestre aumentaram 7% para 834 milhões de Euros (3% a câmbio constante);
Ganhos por Acção não-IFRS aumentaram 11% para 0,49 Euros;

Cash Flow Disponível aumentou 35% para 2 mil milhões de Euros;

Forte crescimento nas áreas chave de inovação: SAP HANA e Mobilidade atingem os 49 milhões de Euros, dinamização do negócio da Cloud com um crescimento de 69% do novo negócio da SuccessFactors.

LisboaA SAP AG (NYSE: SAP) anuncia os seus resultados financeiros para o primeiro trimestre de 2012 finalizado a 31 de Março.

“Registámos o nono trimestre consecutivo com um crescimento de dois dígitos nas receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software, com uma forte contribuição da SuccessFactors para o nosso negócio da cloud”, disse Werner Brandt, CFO da SAP. “O cash flow disponível foi muito elevado no primeiro trimestre, aumentando 35% para 2 mil milhões de Euros. Isto permitiu que voltássemos à liquidez líquida positiva mais rápido do que esperávamos”.

“Observámos uma forte dinâmica na nossa importantíssima plataforma in-memory SAP HANA, nas nossas soluções de cloud, de mobilidade, de gestão analítica e nas nossas aplicações tradicionais”, afirma Bill McDermott e Jim Hagemann Snabe, Co-CEOs da SAP. “Os clientes estão a aceitar a elevada rapidez de inovação da SAP e a capacidade de orquestrar soluções em todo o nosso portfolio. A SAP continua a ajudar as empresas a gerirem os seus negócios como nunca – ajudando a resolver desafios de negócio fundamentais, com uma experiência e oferta sem precedentes no mercado. Estamos confiantes de que vamos cumprir as nossas previsões para o segundo trimestre e para todo o ano”.

Destaques do Primeiro Trimestre de 2012

First Quarter 20121)

IFRS

Non-IFRS2)

€ million, unless otherwise stated

Q1 2012

Q1 2011

%
change

Q1 2012

Q1 2011

%
change

% change
const. curr.3)

Software

637

615

4

637

615

4

1

Support

1,953

1,708

14

1,954

1,725

13

11

Cloud subscriptions and support

29

4

625

35

4

775

725

Software and software-related service revenue

2,619

2,327

13

2,626

2,344

12

10

Total revenue

3,350

3,024

11

3,357

3,041

10

8

Total operating expenses

−2,719

−2,427

12

−2,523

−2,262

12

10

– thereof TomorrowNow litigation

7

−2

<-100

0

0

0

Operating profit

631

597

6

834

779

7

3

Operating margin (%)

18.8

19.7

−0.9pp

24.8

25.6

−0.8pp

−1.1pp

Profit after tax

444

403

10

583

528

10

Basic earnings per share (€)

0.37

0.34

9

0.49

0.44

11

Number of employees (FTE)

59,420

53,872

10

N/A

N/A

N/A

N/A

1) All figures are preliminary and unaudited.

2) Adjustments in the revenue line items are for the revenue that would have been recognized had the acquired entities remained stand-alone entities but that SAP is not permitted to recognize as revenue under IFRS as a result of business combination accounting rules. Adjustments in the operating expense line items are for acquisition-related charges, share-based compensation expenses, restructuring and discontinued activities.
3) Constant currency revenue and operating profit figures are calculated by translating revenue and operating profit of the current period using the average exchange rates from the previous year’s respective period instead of the current period. Constant currency period-over-period changes are calculated by comparing the current year’s non-IFRS constant currency numbers with the non-IFRS numbers of the previous year’s respective period.

Receitas – Primeiro Trimestre 2012

  • As receitas IFRS de software alcançaram os 637 milhões de Euros (em 2011 foram 615 milhões de Euros), um aumento de 4% (1% a câmbio constante).
  • As receitas IFRS de software e serviços relacionados com software foram de 2,62 mil milhões de Euros (em 2011 foram de 2,33 mil milhões de euros), um aumento de 13%. As receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software atingiram os 2,63 mil milhões de euros (2,34 mil milhões de euros em 2011), um crescimento de 12% (10% a câmbio constante).
  • As receitas totais IFRS foram de 3,35 mil milhões de Euros (3,02 mil milhões em 2011), representando um aumento de 11%. As receitas totais não IFRS chegaram aos 3,36 mil milhões de Euros (3,04 mil milhões de Euros em 2011), um crescimento de 10% (8% a câmbios constantes).

As receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software, bem como as receitas totais para o primeiro trimestre de 2012 excluem um ajuste diferido de receitas de 7 milhões de euros provenientes de aquisições (em 2011 foram 17 milhões de Euros).

Lucros – Primeiro Trimestre 2012

  • Os lucros operacionais IFRS fixaram-se nos 631 milhões de Euros (2011 foram 597 milhões de Euros), um aumento de 6%. Os lucros operacionais não-IFRS foram de 834 milhões de Euros (2011: 779 milhões de Euros), um aumento de 7% (3% a câmbio constante).
  • A margem operacional IFRS foi de 18,8% (2011: 19,7%), o que representa um decréscimo de 0,9 pontos percentuais. A margem operacional não-IFRS foi de 24,8% (2011: 25,6%), ou 24,5% a uma taxa de câmbio constante, o que representa um decréscimo de 0,8 pontos percentuais (um decréscimo de 1,1 pontos percentuais a câmbio constante).
  • O lucro IFRS depois de impostos foi de 444 milhões de Euros (2011: 403 milhões de Euros), um aumento de 10%. O lucro não-IFRS depois de impostos foi de 583 milhões de Euros (2011: 528 milhões de Euros), um aumento de 10%. Os ganhos básicos por acção IFRS foram de 0,37 Euros (2011: 0,34 Euros), um aumento de 9%. Os ganhos básicos por acção não-IFRS foram de 0,49 Euros (2011: 0,44 Euros), um aumento de 11%.
  • As taxas de imposto efectivas IFRS e não-IFRS no primeiro trimestre de 2012 foram, respectivamente, de 26,9% (2011: 30,9%) e 28,1% (2011: 31,0%)

As receitas não-IFRS de software e de serviços relacionados com software e os lucros operacionais não-IFRS do primeiro trimestre de 2012 excluem um ajuste diferido de receitas no valor de 7 milhões de euros em aquisições (2011: 17 milhões de euros). Os lucros operacionais não-IFRS excluem adicionalmente 120 milhões de euros de encargos relacionados com aquisições, lucros com actividades descontinuadas totalizando 7 milhões de euros, despesas com compensações em acções de 83 milhões de euros e despesas de restruturação de 0 milhões de euros (2011: 112 milhões de euros, despesas de 2 milhões de euros, 52 milhões de euros e 0 milhões de euros). Os lucros operacionais não-IFRS depois de impostos e ganhos básicos por acção não-IFRS do primeiro trimestre de 2012 excluem um ajuste diferido de receitas de 5 milhões de euros procedente de aquisições, encargos relacionados com aquisições de 79 milhões de euros, lucros de actividade descontinuadas de 4 milhões de euros, despesas com compensações em acções de 59 milhões de euros e despesas de restruturação de 0 milhões de euros (2011: 11 milhões de euros, 76 milhões de euros, despesas de 1 milhão de euros, 37 milhões de euros e 0 milhões de euros) livres de impostos.

Cash Flow – Primeiro Trimestre 2012

O Cash Flow Operacional foi de 2,07 mil milhões de Euros (2011: 1,59 mil milhões de Euros), representando um aumento de 30%. O cash flow disponível foi de 1,96 mil milhões de Euros (2011: 1,45 mil milhões de Euros), o que representou um aumento de 35%. O cash flow disponível foi 58% das receitas totais (48% em 2011). Em 31 de Março de 2012, a SAP tinha um total de liquidez de 5,18 mil milhões de Euros (em 31 de Dezembro de 2011: 5,60 mil milhões de Euros), o que inclui disponibilidades e equivalentes em caixa e investimentos a curto prazo. A liquidez líquida em 31 de Março de 2012 era de 845 milhões de euros, comparando com 1,64 mil milhões de euros a 31 de Dezembro de 2011. Este decréscimo na liquidez líquida deveu-se principalmente à aquisição da SuccessFactors e foi parcialmente compensado pelo aumento do cash flow operacional no primeiro trimestre de 2012.

Success Factors

Em 16 de Fevereiro de 2012, a SAP anunciou o fecho com êxito da sua oferta de aquisição para todas as acções emitidas e em circulação da SuccessFactors, Inc.

Numa base independente, a SuccessFactors teve um aumento de 69% na sua facturação de 12 meses em novos negócios no primeiro trimestre de 2012 (comparando com o seu primeiro trimestre de 2011). A combinação da SAP com a SuccessFactors está a permitir que a empresa acelere a sua estratégia para ser o fornecedor principal de Cloud. As soluções da SuccessFactors complementam perfeitamente as principais ofertas de HCM (Human Capital Management) da SAP, assim como as soluções da Cloud: SAP Business ByDesign para o conjunto do mercado da cloud e as ofertas Cloud de linhas de negócio da SAP para grandes empresas como SAP Sales on Demand.

Perspectivas de Negócio

A SAP reitera as seguintes previsões para o ano de 2012:

  • A empresa espera que em 2012 as receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software cresçam entre 10 e 12% a uma taxa de câmbio constante (em 2011: 11,35 mil milhões de Euros). Isto inclui uma contribuição até dois pontos percentuais provenientes do negócio da SuccessFactors.
  • A empresa espera que em 2012 o lucro operacional não-IFRS se situe entre os 5.05 mil milhões de Euros e os 5,25 mil milhões de Euros a uma taxa de câmbio constante (em 2011: 4,71 mil milhões de Euros). Prevê-se que os lucros operacionais não-IFRS para 2012, excluindo a SuccessFactors, sejam similares.
  • Em 2012, a empresa antevê uma taxa de imposto efectiva IFRS de 26,5% – 27,5% (2011: 27,9%) e não-IFRS de 27,0% – 28,0% (2011: 26,6%).

Para o segundo trimestre de 2012:

  • A SAP espera que as receitas de software cresçam entre os 15% e 20% a câmbio constante (2011: 838 milhões de Euros).
  • A empresa espera para o segundo trimestre de 2012 que as receitas não-IFRS de software e serviços relacionados com software cresçam entre 14% e 16% a câmbio constante (em 2011: 2,59 mil milhões de Euros).

Maiores Clientes Ganhos no Primeiro Trimestre de 2012

Na região EMEA – EADS N.V., GlaxoSmithKline Biologicals SA, Kenya Ports Authority, Prada S.p.A., RAK Ceramics, RAYNET SNC

Nas Américas – BJ’s Wholesale Club, Boston Scientific Corporation, Grupo Pão de Açúcar, Nutrisystem, Inc., Petroleos del Peru S.A.

Na Ásia-Pacífico-Japão Australia and New Zealand Banking Group Limited, China Shenhua Energy Co., Ltd., Hyosung Corporation, Syarikat Prasarana Negara Berhad

HANA Banco Compartamos, S.A., Integrated Utility Holding, Joeone Company Limited, United Breweries Ltd.

Cloud CEVA Logistics, LRS Lufthansa Revenue Services GmbH, Optimal, Rio Tinto, Sobeys, Stulz Air Technology Inc.

Tags: