SAP apresenta plataforma de nova geração: SAP HANA 2

December 14, 2016 by SAP News 0

| SAP –

A nova geração de plataforma para a transformação digital ajuda os departamentos de Tecnologias de Informação a encontrar o equilíbrio entre agilidade e estabilidade

A SAP SE (NYSE: SAP) anunciou recentemente a SAP HANA® 2, a plataforma de nova geração da SAP HANA, que foi otimizada para práticas de inovação. A SAP HANA 2 compreende a ampliação da plataforma de computação em memória da SAP, de forma a fornecer uma nova base para a transformação digital. Adicionalmente, os novos micro serviços da SAP HANA estão disponíveis por subscrição através do SAP® Hybris® as a Service (informalmente referido como “YaaS”) para estimular a inovação dos programadores através da inclusão de mais e melhor informação em aplicações modernas.

“A SAP foi pioneira na computação em memória com o lançamento da SAP HANA em 2010 e desde então temos guiado a inovação numa plataforma de dados altamente estável para os nossos clientes,” afirmou Bernd Leukert, membro do conselho de administração, Produtos e Inovação, da SAP SE. “O lançamento da SAP HANA 2 é um marco no sector, já que representa a próxima geração da plataforma SAP HANA e que impulsionará os clientes para um futuro digital próspero e de sucesso.”

A SAP HANA 2 está disponível para o mercado, assim como a edição “Express” da SAP HANA 2, podendo já as organizações iniciarem novos projetos de desenvolvimento. Enquanto plataforma de inovação, a SAP HANA2 disponibilizará melhorias tecnológicas duas vezes por ano, que vêm apoiar o departamento de sistemas de informação de qualquer organização ao nível da sua agilidade.

Entre as melhorias e características da nova plataforma SAP HANA 2, que reforça a capacidade de transformação das tecnologias de informação (TI), estão:

  • Gestão de base de dados: as organizações de TI poderão assegurar a continuidade do negócio com alta disponibilidade, segurança, gestão da carga de trabalho e melhorias de administração. Por exemplo, a nova opção active/active read-enabled permite que as organizações de TI aproveitem os sistemas secundários – anteriormente usados somente para a replicação do sistema – para balancear cargas de trabalho intensivas de leitura, melhorando assim as operações.
  • Gestão de dados – Espera-se que as empresas aproveitem os dados, independentemente da localização destes, com melhorias no modelo empresarial, integração de dados, qualidade de dados e armazenamento hierárquico. Uma nova edição da aplicação SAP Enterprise Architecture Designer Web que funciona e é alimentada pela SAP HANA permite que as organizações de TI façam a gestão de arquiteturas complexas de informação e visualizem o potencial impacto de novas tecnologias antes destas serem implementadas.
  • Inteligência analítica – Os programadores estão a incorporar informação em aplicações com base em diversos motores de processamento analíticos (de texto, geo-espaciais, para gráficos e de fluxo contínuo. Por exemplo, novos algoritmos para classificação, associação, séries temporais e regressão foram acrescentados à biblioteca de análise preditiva, de forma a capacitar cientistas de dados a descobrirem novos padrões e a incorporarem técnicas de machine learning em aplicações de clientes.
  • Desenvolvimento de aplicações – Espera-se que os programadores construam e implementem aplicações de próxima geração com funções melhoradas para os servidores de aplicações, ferramentas e linguagens de desenvolvimento. Por exemplo, o suporte à sua própria linguagem (bring-your-own-language) fornece uma opção de uso de pacotes de terceiros que podem ser usados nos serviços aplicacionais da SAP HANA. Além disso, uma nova API permite que os informáticos extraiam texto e meta-dados de documentos gerando outra vez mais informação.

Novos micro serviços da SAP HANA na Cloud

Os utilizadores de micro serviços cloud apoiados pela plataforma SAP HANA podem aperfeiçoar as aplicações com uma visão analítica, utilizando APIs simples em qualquer linguagem ou plataforma de desenvolvimento.

Os novos serviços SAP HANA na cloud incluem:

  • Análise de Texto para extração de Entidades, Análise de Texto para extração de Factos e, ainda, Análise de Texto para Análise Linguística: Uso de características de processamento de dados textuais na cloud para melhoramento de aplicações com processamento de linguagem natural.
  • Serviço de Análise de Observação da Terra (beta): Em co-inovação com a European Space Agency (ESA) e baseado no Open Geospatial Consortium (OGC) padrão EO-WCS, este micro serviço acede aos dados de satélite da ESA e usa a SAP HANA, edição espacial, para executar o processamento espacial na cloud. O novo serviço, anunciado agora em conjunto com a Munich RE, fornece informações históricas sobre vegetação, água, solo e outros índices espectrais em tempo real.

“A SAP HANA 2 representa a contínua inovação tecnológica da SAP, desenhada para habilitar as organizações a abordarem os vários aspetos de rápida mudança no negócio digital,” declarou Carl Olofson, vice-presidente de pesquisa da IDC. “A SAP HANA 2 apresenta novas e aprimoradas funções que podem melhorar a gestão de dados e acelerar o desenvolvimento de aplicações para a transformação digital. Além disso, espera-se que os novos micro serviços da SAP HANA na cloud, acessíveis através do SAP Hybris as a Service, aumentem a inovação de aplicações orientadas pelo conhecimento que facultem mais vantagem competitiva aos clientes SAP “.

Tags: ,