Rede Energia investe 40 milhões de reais em projeto SAP

31 de Maio de 2011 Por SAP Notícias Brasil 0

Resultados levaram a redução em 50% no tempo para fechamento contábil mensal, redução de 75% na velocidade de tomada de decisões pela direção, redução de estoque e ganho de competitividade

São Paulo, Brasil  — Proteção da fauna e flora do Pantanal, fomento de Direitos Humanos, redução de gás carbônico na atmosfera e inclusão elétrica. Estes são apenas alguns dos projetos na agenda da Rede Energia. A organização, que fatura mais de 8 bilhões de reais por ano, é composta por 9 distribuidoras, uma geradora e uma comercializadora de energia elétrica. Para continuar crescendo e investindo no País, em 2008, a empresa lançou o projeto estratégico Evoluir, cujo objetivo é fomentar uma revolução para atingir excelência em gestão. A implantação de um sistema ERP que revisasse processos e integrasse todas as concessionárias da Rede Energia estava na agenda do Evoluir.

A escolha da Rede Energia pela SAP foi feita para atender à demanda de negócios da empresa. A integração total dos processos e, principalmente, o conhecimento que a SAP tem do segmento de energia foram fundamentais na decisão. “Alguns módulos só a SAP tinha, pois ela atua nas principais empresas de distribuição de energia no Brasil e no exterior”, explica Antonio Vanderlei Soares, Diretor de Processos, Qualidade e Tecnologia da Informação da Rede Energia. Mesmo ainda em fase de implantação, as melhorias já são percebidas por todas as áreas: “a empresa ganhou em integração, controle de processos e acesso às informações em tempo real”, afirma.

O projeto total, que conta com investimento de 40 milhões de reais entre software, hardware e consultoria, teve início em julho de 2009. Cerca de 100 pessoas, entre gestores de projetos e profissionais das áreas usuárias, participam da implementação. A primeira fase de implantação foi realizada nas empresas Cemat, Celtins e na sede, em São Paulo, onde fica a central de serviços compartilhados. A entrada do sistema foi em janeiro, sem nenhum impacto na produção.

Em agosto entram no SAP a Caiuá, Vale Paranapanema, Nacional, Bragantina e Força e Luz do Oeste. Em outubro será a vez da Celpa, no Pará. E, por fim, em janeiro de 2012, entra a Enersul, adquirida pela Rede Energia em 2008 e a única de todas as afiliadas que já utiliza soluções SAP.

O fechamento do projeto será a atualização do sistema da Enersul e integração total entre as 11 empresas que fazem parte da holding Rede Energia,em janeiro de 2012.

De acordo com Vanderlei, o apoio total da Presidente da empresa, Carmem Campos Pereira, foi fundamental.  Ela se envolveu pessoalmente no projeto e deixou clara, para todos os colaboradores, a importância da integração trazida pelo ERP SAP. A comunicação interna também teve papel-chave na gestão de mudança e cultura da empresa (leia quadro abaixo).

Durante o processo, um dos pontos fortes foi a maturidade de dois módulos específicos para o setor:  Suprimentos Financeiros e Administrativos; e Projetos – Obras e Manutenção. Estes dois módulos estavam bem evoluídos, já implementados em outras empresas do setor. Foi bom contar com a experiência da SAP nesta área”, diz Vanderlei.

Mesmo com o projeto ainda em fase de roll out, a empresa já comemora resultados.  A automatização de todas as informações fez com que todos os níveis de gestão tenham acesso a dados do sistema em tempo real. O fechamento contábil é um exemplo: passou a ser fechado em dois dias, contra nove dias antes da implementação do sistema SAP.

A informação centralizada trouxe ganhos enormes para empresa. Hoje, as diversas áreas da diretoria podem tomar uma decisão estratégica em tempo real. Antes, uma informação levava de 3 a 4 dias para chegar, com consistência, até a sala de diretoria. Outra grande mudança ocorreu na área de Compras Corporativas, em que foi feita a automatização de planejamento de materiais. Com isto, a redução de estoque foi considerável, além de ter sido possível fazer uma revisão da cadeia de suprimentos.

A área de Engenharia também comemorou a chegada do sistema. Durante a implantação e acertos dos módulos, uma novidade para os profissionais da área, a revisão de processos foi feita com grande empenho. Isto porque perceberam que nesta ferramenta teriam muito maior controle das atividades, com cronograma de obras e custos prévios.

O retorno financeiro sobre o investimento está previsto para ocorrer dois anos depois de terminado o roll out, quando também será implantado um módulo de BPS, que consolida as informações contábeis. Os ganhos em integração, controle de processos e informações em tempo real atendem ao objetivo do Evoluir — excelência em gestão empresarial. Com processos mais estruturados, o Grupo Rede Energia poderá manter o foco na distribuição de energia e, não menos importante, olhar para os mais distantes pontos do Brasil e investir em regiões menos favorecidas do País. (leia quadro abaixo)

Distribuição de Energia com Responsabilidade Socioambiental

O Grupo Rede Energia é uma das maiores distribuidoras do País, levando energia elétrica para 578 municípios brasileiros, em sete Estados. Pouco conhecida por muitos, trata-se de uma holding da qual fazem parte 9 distribuidoras (concessionárias): Caiuá, Celpa, Cemat, Celtins, Enersul, Nacional, Bragantina, Vale Paranapanema e Força e Luz do Oeste; uma geradora e uma comercializadora.

As nove concessionárias são responsáveis por levar energia elétrica para 16,5 milhões de brasileiros, por meio de quatro milhões de postes e 15 mil quilômetros de linhas de transmissão. A empresa está presente em uma área de mais de 2,7 milhões de quilômetros quadrados, 34% do território nacional.

Abaixo, alguns dos projetos que fazem parte das ações de Responsabilidade Social do Grupo Rede Energia:

Distribuição de Geladeiras – Desde 2002, a Rede Energia investe no programa de substituição de geladeiras, visando à eficiência e bem-estar de milhares de famílias. Desde a sua criação, 22 mil casas já foram beneficiadas com este programa.

Redução de CO2 na atmosfera – A Rede Energia foi a primeira empresa do setor elétrico a mapear as emissões de gás carbônico provenientes da geração de energia. Por conta destes resultados, começaram a desativar usinas termelétricas que utilizam óleo diesel como combustível básico. Até 2014, a meta é reduzir 4,2 milhões de toneladas de gás carbônico na atmosfera.

Direitos Humanos – Apoio ao projeto “Inscrever Direitos Humanos na Estação Luz do Metrô”, organizado pela artista franco-belga Françoise Schein. São 30 azulejos, um para cada artigo dos Direitos Humanos, pintados por estudantes de uma escola pública em São Paulo. A obra está instalada no mezanino da Estação Luz do metrô da cidade.
Inclusão Elétrica – Desde que o governo federal lançou o programa Luz Para Todos (LPT), em 2004, a Rede Energia levou luz elétrica para mais de 450 mil casas localizadas em quilombos, aldeias indígenas, assentamentos e áreas rurais. Com isso, tirou da exclusão elétrica mais de 2,5 milhões de pessoas.

Proteção de Tuiuiús – Proteger os Tuiuiús, ave-símbolo do Pantanal, de acidentes com linhas de alta tensão é um dos projetos da Cemat, distribuidora da Rede Energia em Mato Grosso. Adequando a rede elétrica, a empresa conseguiu reduzir de 50 para nenhuma, o número de mortes anuais desta ave, que pode chegar a 1,60 metro de altura.

Agenda Criança Amazônia – A Celpa, distribuidora da Rede Energia no Pará, já arrecadou mais de R$ 3 milhões para o projeto Agenda Criança Amazônia, organizado pela ONU para garantir os direitos básicos das nove milhões de crianças e adolescentes que vivem na região.

Comunicação interna como apoio ao Projeto SAP

Desde que o projeto foi iniciado, em julho de 2008, o Diretor de Processos, Qualidade e Tecnologia da Informação Antonio Vanderlei Soares sabia que um dos desafios de um novo ERP é a gestão de mudança. “É uma questão cultural, é natural que as pessoas resistam às mudanças”, explica.
A solução para amenizar este desafio foi se aliar à Superintendência de Comunicação para produção de uma verdadeira enxurrada de boletins, mensagens, intranet e newspapers para que os colaboradores fossem se acostumando com os novos processos.

Foi criada, então, uma identidade visual para o programa, que foi utilizada para todo o Evoluir. Na intranet, começaram a ser divulgadas semanalmente, no mínimo, notícias sobre a SAP. Na revista mensal da empresa, Notícias em Rede, há um espaço reservado a mudanças de processos na empresa, na sua maioria promovidas ou consolidadas pelo SAP.

Outra idéia foi utilizar um boletim mensal em papel, que abria comunicação direta entre os 100 participantes do projeto e o restante dos colaboradores. Nele, usuários de diversas áreas e concessionárias podiam fazer perguntas aos gestores de projetos, que eram respondidas neste boletim, para toda a companhia.

Por outro lado, a diretoria tinha conversas semanais e mensais, formais e informais com o grupo do projeto SAP, de forma que o grupo se manteve unido e coeso. Assim está sendo feita a transformação na Rede Energia.

Sobre a SAP
Como líder do mercado de software aplicativo empresarial, a SAP (NYSE: SAP) ajuda empresas de todos os tamanhos e setores a funcionar melhor. Desde os desktops até os equipamento móveis, a companhia oferece às pessoas e organizações a capacidade de trabalhar junto com mais eficiência e de usar insight nos negócios com maior efetividade para se manterem à frente da concorrência. Os serviços e as aplicações da SAP dão a mais de 109 mil clientes condições para funcionar com rentabilidade, se adaptar constantemente e crescer com sustentabilidade. Para mais informações, acesse www.sap.com.

Informações para a imprensa
Grupo TV1 – Assessoria de Imprensa da SAP do Brasil
Carla Coelho, ccoelho@tv1rp.com.br, Tel. 11 3677-0354
Laura Gonçalves, lgoncalves@tv1rp.com.br, Tel. 3677-0353
Luciana Coen, lcoen@tv1rp.com.br, Tel. 11 3677-0354

SAP do Brasil
Cris Brito, cris.brito@sap.com, Tel. 11 5503-3138
Débora Strum, debora.strum@sap.com, Tel. 11 5503-2455

Baixar versão PDF

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta