Soccer team in a huddle

Design Thinking: seis princípios para trabalhar de maneira exitosa

8 de Junho de 2012 Por SAP Blogs 2

Quando algum dos projetos de IT de uma empresa falham, uma consequência habitual é de que a área comercial responsabilize o setor de IT. Assim, este culpará a empresa fornecedora do software, que responsabilizará o desenvolvedor. Após a etapa de culpas, todos voltam a seu trabalho sem fazer uma única análise sobre os métodos e processos errôneos que os levou ao erro e assim o processo se repete.

Este cenário comum é o que sugere este artigo do blog Cloud Computing que propõe a aplicação do princípio do pensamento de estratégia para escapar deste círculo vicioso. E ainda que não haja uma definição específica, o “design thinking” envolve um conjunto de valores que aplicam, de forma simultânea, técnicas do pensamento analítico e criativo, com o propósito de solucionar um problema específico. A seguir, os seis princípios do pensamento de estratégia que propõe o artigo para trabalhar melhor:

 

1)     Ter uma equipe multi-disciplinar responsável: ninguém em um grupo de trabalho busca falhar de forma deliberada, por isso quando se deixa a responsabilidade do êxito ou o fracasso do projeto em toda a equipe de forma coletiva, estarão mais motivados para pensar e atuar de maneira diferente.

2)     Desde o princípio, se prepare para falhar: um bom exercício consiste em imaginar que o projeto fracassa, colocando sobre a mesa, todas as situações que poderiam não dar certo para que isso aconteça. Isso dá a equipe uma oportunidade para avaliar melhor os riscos e prevenir as possíveis falhas.

3)     Combinar uma visão global com as tarefas pontuais: em muitos projetos, os participantes se concentram em suas tarefas individuais e ficam desconectados da visão global. O pensamento de estratégia busca conectar os integrantes de uma equipe com esta visão global, sem perder o foco das tarefas específicas.

4)     Errar e acertar, depois errar outra vez: o pensamento de estratégia contradiz outras metodologias que estão focadas apenas no êxito. Em outras palabras, o fracasso não é necesariamente uma má ideia, já que permite aprender com os erros e melhorar os processos.

5)     Criar protótipos tangíveis: outra característica do pensamento de estratégia que consiste em realizar protótipos dos projetos para poder aprender com eles, em oposição a uma documentação estruturada. Este protótipos podem ser tão simples como um rascunho de papel ou uma versão quase terminada de uma interface. Os protótipos ajudam os integrantes da equipe a dividir uma visão geral do projeto.

6)     Aceitar a ambiguidade: um dos problemas dos métodos tradicionais de Project Management, é que obrigam as pessoas a dedicar mais tempo na execução de uma solução que na definição do problema. O pensamento de estratégia motiva as pessoas a se manterem no problema o máximo que podem.

 

Tags: , , , , , ,

Deixe uma resposta