A simplicidade é a última sofisticação (Crônicas desde o evento SAPPHIRE NOW)

3 de Junho de 2014 Por SAP Blogs 0

Por Paula Araneo, SAP América Latina e Caribe

“Em um mundo onde se fala mais de 6 mil idiomas, as possibilidades de que algo se perca durante a tradução são altíssimas. Cada idioma tem seu próprio modo de ver e analisar as coisas; a língua é o reflexo da cultura e, portanto, influencia o modo de se fazer negócio. ”

As palavras são de Tim Doner, que no segundo ano do ensino médio aprendeu sozinho a falar 20 idiomas e é considerado o poliglota mais jovem do mundo. Tim vive em Nova York, onde diversas línguas são faladas em cada esquina, e por isso é mais fácil encontrar nativos para praticar.

Por que esse jovem prodígio foi convidado para palestrar no SAPPHIRE NOW, a conferência anual de tecnologia e negócios da SAP que abriu suas portas hoje em Orlando, Flórida? A resposta é quase evidente: a SAP está trabalhando duro para se desassociar da complexidade e mostrar ser uma empresa mais ágil e de espírito jovem (mesmo com a experiência de 4 décadas, o que não é pouco para o mundo da tecnologia) para transmitir a mensagem de que é possível simplificar tudo para conseguir o que seja.

O CEO da SAP, Bill McDermott, disse claramente quando subiu ao palco: “O maior oponente dos negócios hoje em dia é a complexidade. Como pode ser mais fácil comprar um iPad online do que adquiri-lo na loja? ”.

A simplicidade é a última sofisticação, disse Leonardo Da Vinci. E McDermott concorda com esse artista genial. “O simples não é fácil de alcançar; de fato, em média as empresas usam 50 aplicações por cada milhão de dólares de receita gerada… E mais de 70% dessa soma é destinada a serviços e manutenção de hardware que não impactam o negócio”.

A cura para o mal da complexidade é, segundo o executivo, buscar simplificar tudo de forma constante. Isto se consegue com a nuvem, o cloud. E a SAP anunciou com muito orgulho seu firme propósito de se converter na companhia cloud potencializada por SAP HANA. “Nem todas as nuvens têm sido criadas igualmente, e a nuvem da SAP é única porque se apoia no formidável poder da plataforma SAP HANA, que permite reduzir a complexidade de uma maneira sem precedentes”.

McDermott disse que a nuvem da SAP, além de ser global, entende todos os idiomas, não importa se o cliente está no Brasil ou na China. E como dizia o jovem poliglota na abertura do SAPPHIRE, é necessário entender o forte componente cultural de uma língua para poder realmente conectar os negócios.

Como Nelson Mandela disse uma vez “Fale com um homem em um idioma que ele entenda e chegarás em sua mente. Fale em seu idioma e chegarás em seu coração”.

Tags: , ,

Deixe uma resposta