Trabalhe com profissionais, mas enxergue seres humanos

26 de Agosto de 2014 Por SAP Blogs 0

Trabalhe com profissionais, mas enxergue pessoasUma das preocupações das pequenas empresas é perder seus talentos para as grandes empresas. Em vários mercados, fatores como visibilidade, rede de contatos e até o glamour aparecem como atrativos. E fica a pergunta: como a pequena empresa pode se prevenir? Vamos olhar alguns fatores do dia a dia e entender como eles podem ajudar a atrair e manter uma valiosa força de trabalho.

 1- Autonomia para tomar decisões

É mais fácil mudar a rota de um barco do que a de um transatlântico. Assim como mudanças são mais fáceis de se implementar em uma pequena empresa. Quanto maior a empresa, maior a necessidade de aprovar suas ideias e projetos com dezenas de diretores, além de ter que enfrentar estruturas organizacionais complexas e políticas internas.

Em uma pequena empresa, é possível dar autonomia para os colaboradores trabalharem as mudanças com agilidade. Além delas serem mais factíveis que nas grandes, seu colaborador vai se sentir valorizado e independente.

2 – Você é uma pessoa ou um número?

As grandes empresas são impessoais, trabalham muito com o cérebro e pouco com o coração. As pequenas empresas podem oferecer um ambiente mais agradável e feliz, onde colaboradores se sentem mais motivados. Lembre os colaboradores de que essa posição sobre o trabalho é muito importante. Dentre muitos fatores, trata-se do local que eles vão ficar pelo menos 1/3 do dia.

3 – Ofereça algum tipo de flexibilidade de horário e local

A rotina da maioria das grandes empresas está engessada no escritório. A pequena empresa pode usar isso a seu favor. Por exemplo, em determinado dia e horário da semana, seu colaborador pode trabalhar de casa. Assim ele vai ter mais qualidade de vida porque vai encaixar coisas diferentes em sua rotina corporativa. Podemos destacar:

–          Proximidade da família. Em um mercado de longas horas de trabalho, qualquer colaborador vai adorar a possibilidade de almoçar em casa com os filhos 1x por semana.

–          Focar no trabalho. Se uma funcionária for mãe, ela consegue fazer algo da casa em poucos minutos e, logo após, ter 100% de atenção no trabalho via computador ou notebook. Se estivesse no escritório, ela iria trabalhar o dia inteiro com uma pulga atrás da orelha. “Nossa, preciso ir logo para casa para resolver tal coisa”. Ou seja, ela vai produzir melhor.

–          Conforto e privacidade. Mais a vontade porque está em casa, o colaborador vai trabalhar mais leve, sem distração de outros colaboradores e sem pressa de ir embora para casa. Afinal, ele já está lá.

Mesmo que por pouco tempo, essa distância do colaborador também gera economia de energia, água, vale-transporte, entre outras razões para implementar a flexibilidade.

4 – Feedbacks constantes

As grandes empresas costumam trabalhar com tantos colaboradores que poucos são os fatores de avaliação de desempenho. Em uma pequena empresa, a avaliação é feita com mais proximidade, mais vezes e é possível ter acesso a todos os cargos. Ninguém é inacessível.

5 – Maior entendimento gera mais experiência e menos tempo perdido

Nas pequenas empresas, os profissionais desenvolvem diversas atividades ao invés de se prender a uma única função. Além de quebrar a rotina, essas possibilidades agregam experiência profissional. Dessa forma, o colaborador se torna mais flexível, entende melhor o contexto e, por consequência, oferece um trabalho mais assertivo porque já calcula melhor todo o processo e não perde tempo.

Pequena empresa, não tente competir com as grandes empresas com as mesmas vantagens que elas oferecem. Tenha atenção aos detalhes dos seus colaboradores. Com certeza você vai encontrar diferenciais que vão resultar em gratidão, fidelidade e, principalmente, felicidade.

A geração dos Millennials está trazendo novos desafios para as empresas. Você esta preparado?

Veja também os 4 passos para inovar em sua PME.

 

 

 

 

Tags: , , , ,

Deixe uma resposta