Soccer team in a huddle

O que é SAP S/4HANA? 13 perguntas respondidas

5 de Maio de 2015 Por Andreas Schmitz 25

Qual é o roteiro do SAP S/4HANA? Quanto ele custa? Que módulos serão oferecidos em seguida?

Uwe Grigoleit, diretor geral de Business Development Suite do SAP HANA e aplicativos SAP HANA, responde às perguntas mais urgentes sobre a próxima geração de business suite.

  1. Qual é o valor comercial do SAP S/4HANA para os clientes? Qual é o tempo de recuperação? E quem provavelmente mais se beneficiaria?

Formulado nativamente para a plataforma SAP HANA, o SAP S/4HANA é uma geração inteiramente nova do SAP Business Suite, caracterizado por simplificações, eficiência extraordinariamente maior e recursos atraentes, como opções de planejamento e simulação em várias transações convencionais.

O SAP S/4HANA indica um distanciamento do sistema transacional, que simplesmete registra dados, para dar aos usuários suporte ativo a decisões em tempo real, com base em dados de fontes internas e externas.

Estamos atualmente desenvolvendo uma calculadora de valor comercial do SAP S/4HANA, que fará o detalhamento para quantificar os benefícios no nível de soluções individuais. No SAP Business Suite on SAP HANA, os clientes já têm a opção de calcular justificativas de negócio habilitada por otimizações e economias de TCO. Esses cálculos são igualmente válidos para o SAP S/4HANA. Mas as simplificações criadas pelo SAP S/4HANA trazem outros benefícios também – que a calculadora de valor comercial levará em conta – por exemplo, uso de novas interfaces do usuário, volume reduzido de dados, maior flexibilidade e maior produtividade. Os departamentos financeiros, por exemplo, lucrarão com serviços compartilhados mais eficazes e fechamentos financeiros mais rápidos.

  1. Quanto tempo leva a implementação do SAP S/4HANA?

Obviamente é muito difícil generalizar, mas temos valores empíricos confiáveis para seguir: 75% dos clientes que migraram o SAP Business Suite on HANA existente como a primeira etapa importante para passar para o SAP S/4HANA concluíram em seis meses. É um resultado muito bom de migração para uma nova plataforma.

Algumas grandes empresas estão optando por projetos novos, por considerarem as inovações tecnológicas uma oportunidade de reconstruir completamente do zero suas estruturas de ERP. Reconstruir projetos a partir dos existentes também é uma opção: Nessa abordagem, o cliente deixa sua estrutura de TI intacta, mas adota a nova tecnologia para enriquecê-la e aprimorá-la. Construir e reconstruir projetos naturalmente levam mais tempo, às vezes até vários anos. E a migração para o SAP S/4HANA é apenas uma parte desse projeto.

  1. A SAP oferece programas que simplificam a migração para o SAP S/4HANA?

Sim, e atribuímos grande importância ao fornecimento de suporte abrangente para nossos clientes nesse sentido. Especificamente, oferecemos soluções de Implantação rápida da SAP que permitem uma rápida migração para a plataforma SAP HANA e, portanto, também para o SAP Simple Finance. Esses pacotes de implementação predefinidos são entregues pela SAP ou pelos parceiros e, em alguns casos, até permitem implementações com preço fixo.

  1. Qual é o grau de experiência dos possíveis parceiros de integração?

Nossos parceiros de integração trabalham com as soluções de implantação rápida até certo ponto. E nossos parceiros de serviços já possuem vasta experiência em implementação do SAP Business Suite on SAP HANA para nossos clientes. Na realidade, mais de 60% das implementações são feitas pelos parceiros e parceiros de integração, não pela SAP. Operamos com programas de implementação para informar e instruir nossos parceiros sobre todas as nossas novas soluções. Nossa GPO (Global Partner Organization, Organização global de parceiros) mantém “sessões de capacitação” regulares para que os parceiros conheçam as novas tecnologias e que explicam detalhadamente a eles sobre como o SAP S/4HANA impactará seu trabalho.

  1. Quais capacitações são necessárias?

Na maioria dos casos, é o parceiro de implementação que trata do projeto, por isso, os clientes não precisam realmente se aprofundar nos detalhes. No entanto, há mais informações disponíveis na SCN, SAP Community Network. Parceiros e clientes podem consultá-la.

  1. É possível migrar personalizações específicas da empresa?

Em princípio, sim. Quando desenvolvemos soluções, tomamos cuidado especial para garantir que elas sejam compatíveis com versões anteriores. Em outras palavras, o cliente pode manter as personalizações e continuar a usá-las após a migração. Entretando, isso nem sempre se aplica a modificações. Faça uma analogia com uma casa e imagine que o cliente não só adicionou uma varanda, mas também modificou a construção. Nesse caso, a função da casa pode ser afetada, enquanto as “varandas” ficarão bem.

  1. Quais são os requisitos para migrar para o SAP S/4HANA?

O caminho inicial é migrar para o SAP Business Suite on SAP HANA e, em seguida, implementar pacotes que contenham as simplificações. Atualmente, eles são fornecidos na forma de SAP Simple Finance, embora o SAP Simple Logistics esteja programado para ser lançado em breve e mais simplificações sejam fornecidas em 2015.

  1. O que é implementação “orientado ao sistema”?

Queremos simplificar radicalmente a implementação do SAP S/4HANA para que os clientes aproveitem o rápido êxito e recuperação do investimento. Isso é especialmente importante na nuvem, claro, na qual os clientes esperam implantar um sistema pré-configurado. Portanto, a SAP fornece “configuração orientada”. Isso significa que os clientes não mais definem parâmetros nas tabelas da maneira como faziam em sistemas ERP. A personalização não é mais uma tarefa manual. Ou seja, tudo o que os clientes precisarão fazer no futuro é responder a uma série de perguntas: O sistema fará sua própria configuração.

  1. O modelo de dados são realmente atualizados?

Hoje, exatamente como no passado, um documento financeiro convencional é armazenado em uma ou duas tabelas. Mas, no passado, os agregados e índices precisavam ser mapeados para várias exibições do documento. Na nova arquitetura, esses agregados e índices são obsoletos.

Nossa meta foi reduzir e simplificar as estruturas de dados subjacentes, porque um banco de dados in-memory funciona melhor com tabelas amplas. As tabelas que costumavam ser aninhadas agora são compactadas. As estruturas de dados essenciais que determinam como será o documento financeiro, de transação de material ou de gestão de estoque permanecem as mesmas. Por isso, deixamos o documento basicamente como está, o que facilita para o cliente migrar de um sistema ERP convencional para a nova tecnologia. Uma nova estrutura de dados deixaria o cliente sem opção, a não ser a de realizar uma migração completa. Em termos de esforço, isso pode ser comparado a uma implementação de novo sistema.

Do ponto de vista do cliente, o caminho que escolhemos é mais simples, porque só envolve uma atualização para um novo sistema. Em resumo: O modelo de dados “antigo” estava essencialmente OK. E podemos conseguir muito mais com um modelo de dados ligeiramente adaptado, por isso, não vemos nenhuma razão para impor aos clientes um processo confuso de mudança para um modelo de dados totalmente novo.

  1. O SAP Fiori foi bastante comentado, mas o SAP Screen Personas não aparece no contexto do SAP S/4HANA. Por quê?

O SAP Screen Personas não tem um papel dominante, porque no contexto do SAP S/4HANA, nos referimos a ele como uma tecnologia de transição que nos permite fazer com que o SAP GUI se pareça com o SAP Fiori em termos de layout e qualidades táteis. Os usuários não veem a diferença necessariamente.

Nossa direção estratégica está baseada no SAP Fiori, porque essa tecnologia nos permite não só alterar o layout, mas também mudar de um modelo operacional funcional ou transacional para um totalmente orientado a função. Levar todas as nossas transações para a nova tecnologia é obviamente uma tarefa importante para nós. Isso significa também esforço do cliente em treinamento de usuários na nova tecnologia, embora adiantemos que o esforço de treinamento para SAP Fiori será baixo. Esse é o motivo pelo qual estamos criando uma fase de transição.

  1. Quais aplicativos do SAP S/4HANA estão disponíveis neste momento? É somente o SAP Simple Finance? Qual é a diferença entre ofertas em nuvem e on-premise?

Se eu implementar o SAP S/4HANA on-premise, estarei tecnicamente implementando o SAP Business Suite on SAP HANA e a “inovação de troca” do SAP Simple Finance. Mas essa é apenas a primeira etapa.

A SAP continuará entregando inovações de troca adicionais que substituem o código do SAP Business Suite existente pelo novo código SAP S/4HANA. No momento, o cliente recebe o código da nova solução contábil. Pretendemos enviar o código do SAP Simple Logistics no final do ano, e novo código adicional nos anos subsequentes. No momento em que chegarmos ao final dessa jornada, teremos mudado, de maneira incremental, todo o sistema do cliente, sem sujeitá-lo ao transtorno de uma grande migração.

A situação será diferente se o cliente optar por implementar o SAP S/4HANA na nuvem. Nesse caso, o cliente obtém a solução inteira de uma só vez. Pretendemos lançar uma versão para nuvem pública no final do primeiro trimestre de 2015 e uma versão para nuvem gerenciada no segundo trimestre.

  1. Qual é o custo do SAP S/4HANA? Tem alguma taxa para clientes que já implementaram o SAP Business Suite?

O SAP S/4HANA é um produto novo, por isso não é gratuito para usuários do SAP Business Suite. No entanto, vamos oferecer uma promoção de licença até o final do terceiro trimestre deste ano. Os clientes que licenciaram a plataforma SAP HANNA para SAP Business Suite – que atualmente custa mais de 2.000 – estão qualificados a atualizar as licenças para o SAP S/4HANA sem custo adicional. Nós já assinamos os primeiros contratos com clientes, independentemente dos projetos-pilotos.

  1. Qual é o roteiro? Quais lançamentos vão surgir em seguida?

O SAP S/4HANA está disponível hoje para clientes on-premise. A oferta atual, SAP Simple Finance, proporciona ao cliente um sistema financeiro simplificado. O próximo grupo principal de simplificações que estamos tratando e pretendemos entregar é em logística. Isso inclui a simplificação na gestão e avaliação de estoque e também na gestão da cadeia de suprimentos, particularmente no planejamento de demanda. A logística envolve alguns dos processos de ERP mais complicados de todos, mas essa é uma área em que a exigência do cliente é maior. Um dos benefícios que eles buscam é maior produtividade.

Depois que entregarmos o SAP Simple Finance e o SAP Simple Logistics, teremos coberto grande parte das funções de um sistema ERP. Em outras palavras, vamos basicamente simplificar processos no núcleo. Pretendemos simplificar mais elementos, como o sistema de projeto, gestão da qualidade e funções de vendas e distribuição em 2016.

Tags: , , , , , , , , , , , , , ,

1 comment

Deixe uma resposta