Soccer team in a huddle

Sanitas Troesch: adeus a 100 agregados

30 de Setembro de 2015 Por Andreas Schmitz 4

O Proof of Concept para o SAP BW powered by SAP HANA em um sistema de teste obteve sucesso. A primeira etapa importante para estabelecer o SAP HANA na empresa foi concluída.

Se um gerente de filial da Sanitas Troesch, varejista e atacadista suíça do setor de metais de cozinha e banheiro, quiser consultar a evolução de receita de um determinado cliente junto com alguns detalhes importantes, será preciso muita paciência. O sistema requer cerca de vinte minutos para determinar, junto com o faturamento total do cliente, quem é o representante de vendas responsável pelo cliente, qual o faturamento gerado por ele nos últimos meses e qual a situação das ordens em aberto. Em comparação, em um sistema de teste de Business Warehouse baseado em SAP HANA instalado paralelamente ao sistema de produção, as informações apareceram na tela dentro de 34 segundos.

Se um gerente de produto quiser saber a receita de um misturador de alta qualidade, uma banheira Alterna ou uma cozinha Svizra obtida no último ano fiscal em comparação com o ano anterior, a obtenção da informação levará hoje vários minutos. Com o sistema de teste SAP HANA, o resultado aparece em quatro segundos. Da mesma forma, ele filtra num piscar de olhos todas as ofertas que excederam 50.000 francos suíços, 75 vezes mais rápido do que antes.

“Balão de ensaio para outros projetos SAP HANA” (Markus Riess, CFO da Sanitas Troesch)

“Os colaboradores não precisarão mais esperar tanto tempo pelos resultados”, comenta Mirko Wagenhäuser, que acompanha os testes no SAP HANA como “gerente de projeto do SAP BW” para a FIS, empresa parceira da SAP. No entanto, ninguém ainda quantificou o ganho de eficiência obtido no cenário SAP HANA. Uma coisa ficou clara: a primeira etapa importante para estabelecer a plataforma SAP HANA na empresa foi concluída. Mesmo antes do lançamento do Proof of Concept (PoC), Markus Riess, CFO da Sanitas Troesch, descreveu o projeto como “balão de ensaio para outros projetos SAP HANA”. “O SAP ERP ou o SAP HANA certamente fariam sentido agora, em conexão com a solução empresarial FIS WWS”, concorda Wagenhäuser, estrategista da FIS. Nesse contexto, poderiam ser apontadas algumas alterações de processos.

Em primeiro lugar, a empresa de médio porte sediada em Zurique, com cerca de 970 colaboradores e faturamento de 576 milhões de francos suíços (554 milhões de euros) precisa se livrar de cerca de 100 agregados atuais no SAP BW, responsáveis pelo longo tempo de carga noturna. Apesar disso, os agregados têm como efeito a aceleração e são um bom meio técnico para poder gerar relatórios de maneira relativamente rápida em um banco de dados convencional. “Mas, devido ao elevado número de demandas de relatórios de muitas páginas, ocorreram problemas de carga, já que os dados precisam ser acionados nos agregados”, explica Wagenhäuser, da FIS. “A noite já havia ficado curta demais para transferir toda a atividade diária aos sistemas operacionais”, constata Daniel Schubert, Controller da Sanitas Troesch.

Isso porque os mais de 300 milhões de registros não paravam de crescer. Novas ordens e ofertas, ordens e ofertas em aberto, ofertas recusadas: cada alteração produz um novo registro. E o sistema precisa estar atualizado todas as manhãs. Com base nos testes de carga no sistema de teste, a FIS presume que a execução será concluída em quatro horas. “Uma estrutura mais plana e menos atualizações de dados contribuem também para um tempo de carga menor”, explica o consultor Wagenhäuser. “Uma melhor compactação economiza espaço e o desempenho de leitura é elevado com a orientação por coluna.”

SAP BW em HANA na Sanitas Troesch: Proof of Concept e migração em poucos meses

A FIS, empresa parceira da SAP, precisou de poucas semanas para o Proof of Concept (PoC) do SAP BW em SAP HANA para a Sanitas Troesch, desde o planejamento detalhado até a entrega de um sistema BW em SAP HANA operado em paralelo com um conjunto de dados produtivos com informações próprias. Para executar o PoC, a FIS-ASP, subsidiária de serviço da FIS, disponibilizou um servidor SAP HANA apropriado. Aos departamentos da Sanitas Troesch foi concedido um período de teste efetivo de cinco semanas da cópia do sistema.

Agora, o passo seguinte é iminente, a migração do SAP BW para SAP HANA: “Este é um esforço comparável com uma atualização de BW, juntamente com algumas tarefas de organização e tarefas prévias e posteriores”, esclarece Wagenhäuser, da FIS. Dentro de duas semanas ocorrerá a conversão produtiva.

Então, o que Schubert, o “power user”, vivenciou no ambiente de testes (relatórios mais rápidos e desempenho melhor), será a realidade da empresa. Isso trará mais algumas responsabilidades a Schubert: ele já é responsável pela continuação do desenvolvimento dos relatórios. E, com as novas oportunidades, cresce o desejo dos departamentos por análises mais amplas e sofisticadas e, por exemplo, dashboards, que possivelmente poderão ser obtidos no futuro com o SAP Design Studio.

Outras informações:

Saiba mais sobre o SAP HANA nos nossos frequentes seminários na web, na página de informações da SAP, ou na página de tópicos do SAP News Center.

Encontre mais informações sobre o desenvolvimento e a importância da tecnologia in-memory no livro: “The In-Memory Revolution” de Hasso Plattner e Bernd Leukert.

Deixe uma resposta