Soccer team in a huddle

A jornada do cliente na nuvem

22 de Março de 2016 Por Ivy Leça 150

O poder do cliente sobre sua própria jornada de compra nunca foi tão grande. Agora o consumidor quer (e pode) cada vez mais personalizar e gerir sua experiência. Essa revolução se deve principalmente à independência conquistada pelo cliente com o uso de diversas tecnologias que permitem que ele pesquise melhores preços, compartilhe opiniões, encontre uma vasta lista de fornecedores e compare as melhores opções.

No entanto, muitos clientes nem imaginam que sua experiência de compra está sendo mais uma vez revolucionada, agora pela nuvem. A tecnologia de cloud computing criou um novo universo de oportunidades para que as marcas alcancem, engajem e fidelizem seus clientes. E isso é bom não apenas para as empresas, mas principalmente para os clientes, que terão uma jornada cada vez mais cheia de valor.

Para explorar todo o potencial da nuvem as marcas precisam mostrar aos clientes o valor que essa tecnologia pode entregar. Entre os principais pontos de valor que a nuvem pode proporcionar temos:

Segurança

O maior obstáculo para as empresas conseguirem dados de seus clientes é a falta de confiança do público na segurança. Por isso é muito importante que a empresa entenda esses sentimentos e não só esteja pronta para responder as dúvidas dos clientes, mas, mais do que isso, seja proativa na educação do seu público sobre a segurança da nuvem: quais os temores do cliente, como resolvê-los? Quais as políticas de segurança e monitoramento do sistema em nuvem? Ter transparência nesses pontos deixará o cliente tranquilo para compartilhar seus dados.

Integração

Outro grande desafio para as empresas na criação de uma estratégia de experiência é o número de colaboradores envolvidos nos processos de interação com o cliente. Ao digitalizar o processo de interação na nuvem, a empresa consegue integrar os centros de atendimento, facilitar o acesso à informação certa e ganhar velocidade com dados compartilhados e atualizados em tempo real.

Personalização

Qualquer informação sobre uma pessoa, como postagens nas redes sociais, análises de produtos e serviços, estatísticas de saúde, check-ins, entre outras coisas, podem ser utilizadas para a criação de uma estratégia mais personalizada. Reunidos e analisados, esses dados podem ajudar a prever o comportamento de compra e estabelecer preferências, tornando a experiência do cliente muito mais completa e personalizada.

Se agregar valor à jornada do cliente é a palavra de ordem para as marcas se destacarem em um mercado tão competitivo, a nuvem é o caminho para atingir esse objetivo.

Tags: , ,

Deixe uma resposta