Soccer team in a huddle

Machine learning e a eficiência em Supply Chain

28 de Outubro de 2016 Por Ivy Leça 51

É cada vez mais desafiador para o setor de Supply Chain acompanhar a volatilidade do mercado e prever a demanda de suas cadeias de suprimentos e fornecimento.

As tecnologias atuais já auxiliam o setor nessa difícil tarefa: com a análise de dados o Supply Chain consegue criar cenários e desenvolver previsões. No entanto, como essas tecnologias utilizam um histórico de dados, a inclusão de informações totalmente novas no sistema dificulta a obtenção de análises mais precisas. Mas existe uma tecnologia que pode ajudar a preencher essa lacuna: machine learning.

O que é machine learning?

Machine learning, também conhecido como “aprendizagem automática” ou “aprendizado de máquina”, é um campo da Inteligência Artificial que utiliza algoritmos e métodos de análise de dados para automatizar o aprendizado das máquinas, permitindo que elas aperfeiçoem a execução de determinadas tarefas.

O grande diferencial do machine learning é o aprendizado interativo, que permite que os algoritmos sejam “alimentados” por novos dados e se adaptem de forma automática e independente, sem a necessidade de qualquer interação humana.

Além dessa automação, outro ponto importante é a fonte de aprendizado, que vai além do histórico da empresa. A tecnologia pode analisar mídias sociais, sites externos, informações de mercado, e analisar esses dados sem ter sido necessariamente programada para isso, criando um modelo dinâmico.

Como machine learning pode ser aplicado no Supply Chain?

Com machine learning o setor de Supply Chain pode assumir diversas variáveis e criar modelos de alta precisão, ajudando na previsão de demanda e no planejamento de aquisições.

Com dados mais precisos, é possível manter um nível de segurança de estoque mais próximo do necessário, sem prejudicar os processos ou aumentar os gastos para manter um estoque alto. A tecnologia também ajuda a empresa a adaptar-se ao mercado com antecedência. Com uma visão mais ampla, muito além dos relatórios internos, os gestores podem calcular melhor suas previsões de vendas.

Para se beneficiar das vantagens oferecidas pelo uso de machine learning, as empresas não precisam mudar completamente seus sistemas que já funcionam bem. A tecnologia pode entrar para somar, cobrindo lacunas dos sistemas legados, ampliando seu desempenho.

Machine learning não é apenas mais uma ferramenta para ajudar o setor de Supply Chain; essa tecnologia representa as grandes mudanças que precisam, estão e continuarão acontecendo na indústria. Saiba mais sobre como machine learning está transformando a Indústria 4.0.

Tags: , , ,

Deixe uma resposta