Soccer team in a huddle

Tendências de consumo dos Millennials estão transformando o varejo físico

1 de Fevereiro de 2017 Por Ivy Leça 120

Sabemos que a tecnologia está mudando a forma como nos comportamos e, especialmente, a forma como consumimos. Os Millennials são nativos digitais: cresceram na era da informação mobile e dos feedbacks quase instantâneos. Todas as peculiaridades comportamentais dessa geração estão criando novos desafios para os varejistas. Lojas físicas, shopping centers e centros comerciais precisam entender as tendências de consumo dessa geração para saber como agir agora e no futuro.

Entretenimento

A maioria dos Millennials prefere gastar com experiências imersivas e eventos multissensoriais do que com produtos. Esse desejo está ligado ao sentimento de gratificação instantânea e muitas vezes ao status social que o entretenimento proporciona.

Ao mesmo tempo que os Millennials querem vivenciar experiências e compartilhá-las nas redes, eles também são atraídos pelo entretenimento digital, que proporciona, além de diversão, comodidade, conforto e segurança.

Por isso, é importante entender as necessidades desse público para ir além do entretenimento tradicional, redesenhando os espaços de eventos e centros de entretenimento, como cinemas e parques, e integrando o real e o virtual.

Alimentação

Segundo uma pesquisa realizada pela Visa Performance, os Millennials brasileiros concentram suas compras em roupas e restaurantes. Novamente a experiência de comer e beber em locais diferentes ou naquele bar preferido são o tipo de consumo preferido dessa geração.

Com os aplicativos de delivery ganhando mercado, os restaurantes físicos precisam inovar para atrair seus clientes. Se um restaurante oferece um ambiente envolvente, com mais opções experienciais, como shows de música ao vivo, apresentações de preparo dos pratos ou mesmo experiências que convidam o visitante a preparar parte da própria refeição, certamente ele será mais atrativo para os Millennials do que pedir uma pizza pelo smartphone. Entretenimento é a palavra-chave.

Varejo

O varejo digital pode oferecer inúmeros benefícios para o consumidor, mas existem experiências que só o comércio físico pode proporcionar, e é nisso que os varejistas precisam pensar.  No e-commerce a oferta de produtos é quase infinita, e se pensarmos que a loja digital não tem um “limite” de estoque fica bem difícil para uma loja física competir. No entanto, essa avalanche de opções pode ser confusa para o consumidor, por isso muitas lojas estão oferecendo o serviço de curadoria. Um especialista que presta o serviço de consultor e auxilia o cliente a escolher qual o melhor modelo de roupa para uma festa ou qual o tipo ideal de azulejo para a sua cozinha.

Outro exemplo de como os varejistas estão proporcionando experiências atraentes para os seus clientes são as lojas de produtos esportivos que, além de um instrutor especializado em tênis de corrida e um nutricionista para indicar os melhores produtos para complementar os treinos, também oferecem um estúdio fitness para que o consumidor possa experimentar o produto.

Comodidade

Muitos consumidores desistem de ir ao shopping só de pensar no desafio que terão que enfrentar para encontrar uma vaga no estacionamento. A grande vantagem do varejo digital sobre o físico está na comodidade. Por isso as lojas físicas precisam tornar a visita do cliente a mais agradável possível, oferecendo conveniência e segurança. O espaço comercial deve ser acessível, limpo e agradável, deve oferecer segurança, vagas de estacionamento, iluminação adequada. Se for bem planejado e utilizado, o espaço físico é o grande diferencial frente ao varejo on-line; caso contrário, será sua maior desvantagem.

Essas são algumas das tendências que estão moldando os hábitos de consumo dos Millennials e vão definir o futuro do varejo físico. Pronto para começar as mudanças?

Tags: , ,

Deixe uma resposta