“O retorno do CIO” na liderança da Transformação Digital

Faz alguns anos que o papel do CIO nas empresas mudou radicalmente. Embora ainda seja importante que os sistemas funcionem bem, esse não é seu objetivo principal. Neste momento, os CIOs na América Latina – bem como no Brasil – têm três tópicos prioritários no topo de suas agendas: impulsionar os negócios digitais; implementar tecnologias que acelerem mudanças na organização e inovação da empresa.

Os CIOs devem ser líderes da mudança e, neste blog, a IDC oferece um guia simples para iniciar essa conversa dentro da empresa.

Por: Jerónimo Piña, Gerente de Pesquisa de Software e Nuvem para IDC Latinoamérica
Luciano Ramos, Gerente de Pesquisa de Software e Serviços de TI para IDC Brasil

No começo deste século, o conceito de Transformação Digital (DX) estava em desenvolvimento no mercado. Hoje é uma realidade que não se pode parar em todas as organizações, como um dos principais instrumentos que ajudam as empresas a se integrarem na nova economia de mercado.

Trata-se de estratégias que poucos executivos, como os líderes de tecnologia da informação (Chief Information Officer ou CIO), podem entender e potencializar, por possuírem as capacidades e habilidades para promover a implementação dos projetos em todos os processos de negócios, na cadeia de suprimentos e no relacionamento com os clientes.

De acordo com diferentes pesquisas da IDC em DX, os CIO na América Latina – bem como no Brasil – têm três questões-chave no topo de suas agendas para trabalhar nos próximos anos: impulsionar os negócios digitais, implementar as tecnologias que aceleram as mudanças na organização e apoiar o desenvolvimento das capacidades de inovação da empresa.

Durante 2018, 75% dos CIO promoverão propostas relacionadas a: Fusão da Experiência, para entrelaçar as experiências físicas e digitais dos clientes com a organização; Monetização de Dados, ou seja, aproveitar as informações geradas pela organização para estabelecer novos fluxos e gerar receitas digitais; e desenvolver projetos de Negócios Digitais em Escala, que permitam a entrega de serviços adicionais personalizados aos consumidores – como a integração da conexão de dados em automóveis para aproveitar os dados de sistemas inteligentes integrados ao carro.

Essas iniciativas precisam ser apoiadas pelas Tecnologias de Informação com sistemas de nuvem, mobilidade, inteligência artificial e outras soluções inovadoras que a IDC identifica como aceleradoras de inovação. Sem esquecer a necessidade de atualizar e reforçar o backoffice, de forma a suportar as soluções e poder explorar os dados para a geração das novas linhas de negócio.

É aí onde o ERP inteligente (i-ERP) na nuvem se posiciona como uma das alternativas mais adequadas para acelerar mudanças na infraestrutura tecnológica, por ter maior inteligência na gestão de processos, e elementos de Machine Learning para antecipar as possíveis mudanças exigidas pelas empresas e facilitar o gerenciamento de tecnologia.

A IDC projeta para 2019 que 60% dos CIO irão completar a modernização de sua infraestrutura e aplicações usando a nuvem, dispositivos móveis, Inteligência Artificial e desenvolvimento de software, entre outros recursos, preparando sua plataforma para a transformação digital do negócio. E isso acontecerá, em especial, nas empresas brasileiras de médio porte, das quais 14% começam a automatizar diferentes funções da empresa ainda de forma não-coordenada, e 41% estão em uma fase inicial na coordenação e automação de diferentes atividades dentro das áreas operacionais. E ainda há muito trabalho por fazer.

Os CIO devem abandonar a imagem de gerentes focados na tecnologia para se tornarem líderes da mudança, aprendendo mais sobre os detalhes e processos de negócios, e sobre a situação da indústria e do mercado, para ajudar as organizações a quebrar os mitos da DX – como aquele que diz que essas iniciativas são projetos apenas para grandes empresas ou áreas de marketing – e oferecer opções de crescimento para a empresa.

Faça perguntas como:

  • Qual é a fase ou grau de digitalização em sua indústria?
  • Onde seu modelo de negócios é mais vulnerável?
  • Quão rápido as mudanças ocorrem e quão grandes elas são?
  • A quantas mudanças sua empresa precisa para sobreviver?

A partir desse diagnóstico, os CIO, juntamente com o proprietário ou diretor geral da organização e gerentes de área, poderão estabelecer um plano para a execução das soluções que são necessárias e colocadas à frente das inovações.

Transformação Digital significa novas maneiras de fazer negócios com competências digitais, onde os diretores de TI são chamados a assumir um papel de liderança e definir um plano estratégico que impulsione as novas capacidades, desenvolvimento e oportunidades das empresas dentro da competência da economia digital.

Em nossa próxima colaboração, abordaremos a questão de como os CFO podem aproveitar as soluções i-ERP na nuvem.

Artigo original: https://www.sap.com/brazil/documents/2018/05/926728d2-067d-0010-87a3-c30de2ffd8ff.html

Conheça mais sobre as soluções SAP para PMES.

Acesse as redes sociais da SAP: Facebook Twitter LinkedIn Instagram / Whatsapp

© 2018 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.