Responsabilidade Social da SAP Brasil fecha 2018 com impacto positivo nas vidas de 43,5 mil pessoas

Programas têm foco no letramento digital e no empreendedorismo por meio da tecnologia

Com o propósito de fazer o mundo funcionar melhor e melhorar a vida das pessoas, a área de CSR (Responsabilidade Social Corporativa) da SAP Brasil apoiou em 2018 nove projetos em diversas regiões do País com foco no letramento digital de jovens e no empreendedorismo social por meio da tecnologia. Ao longo do ano, as iniciativas geraram um impacto positivo na vida de 43,5 mil pessoas.

Um dos programas mais relevantes é a parceria da companhia com a Fundação Amazonas Sustentável. Além do suporte financeiro, incentivo ao trabalho voluntário e da doação dos softwares Business One e Lumira, a SAP apoia o núcleo de empreendedorismo social da Fundação, que incentiva projetos de desenvolvimento sustentável para beneficiar as comunidades da bacia amazônica. Já são oito projetos implementados nesta linha.

Outra iniciativa é o apoio à ONG Laboratória, que tem foco no ensino de programação e formação em tecnologia para mulheres em situação de vulnerabilidade social. A metodologia de ensino é inovadora e visa formar programadoras front-end, com expertise para criar mais de 40 tipos de produtos web. A Laboratória já inseriu seus talentos em mais de 200 empresas na América Latina. Neste ano, a SAP contribuiu para a formação de 60 mulheres. O trabalho foi apresentado no palco principal do SAP Forum Brasil, em setembro.

“Na SAP acreditamos que podemos transformar a vida das pessoas e da sociedade incentivando a educação e o uso de novas tecnologias. Temos certeza de que o terceiro setor, empoderado pelas novas tecnologias, tem papel fundamental na transformação social”, afirma Luciana Coen, diretora de Comunicação Integrada e Responsabilidade Social Corporativa da SAP Brasil.

Conheça os principais programas de CSR da SAP Brasil:

1) Fundação Amazonas Sustentável – a SAP apoia o núcleo de empreendedorismo social da Fundação Amazonas Sustentável. São 8 projetos apoiados pela instituição que beneficiam comunidades na bacia amazônica. Além do suporte financeiro, a SAP apoia com trabalho voluntário e a doação do software de gestão Business One a uma Empresa de Base Comunitária (EBC) na comunidade de Bauana, a 800 km de Manaus, no Médio Juruá. Essa EBC faz a coleta, seleção e beneficiamento de sementes. Neste ano, a área de CSR da SAP, junto com um grupo de voluntários, promoveu um workshop de design e critical thinking com duração de três dias para basear novas iniciativas da Fundação.

2)  Galera Apptitude – projeto com foco em letramento digital, ensino de linguagem de programação (Scratch, Snap e App Inventor) e reforço escolar de jovens de 14 a 17 anos nas comunidades de Paraisópolis, Cidade Kemel e Heliópolis, em São Paulo. No total, o projeto atinge mais de 400 jovens do Ensino Médio dessas comunidades.

3) Laboratória – é um projeto de ensino de programação e formação em tecnologia para mulheres em situação de vulnerabilidade social. O projeto é reconhecido pelo uso de uma metodologia de ensino inovadora para formar programadoras front-end, com expertise para criar mais de 40 tipos de produtos web. A Laboratória já inseriu seus talentos em mais de 200 empresas na América Latina. Neste ano, a SAP apoiou a formação de 60 mulheres no Brasil.

4) Gerando Falcões – é uma ONG criada para tirar jovens da rua e dar formação em diversas frentes. A SAP promove cursos de programação na sede da organização, em Poá, para jovens de 17 a 20 anos.

5) Instituto Ayrton Senna – a SAP apoia o projeto Sala de Leitura, que monta bibliotecas em comunidades e escolas. Também apoia institucionalmente o IAS, que tem programas de formação de professores e educadores e atingem milhares de crianças no Brasil todo.

6) Projeto LiLo – a iniciativa do IPTI – Instituto de Pesquisa em Tecnologia e Inovação – apoiada pela SAP tem o foco de levar linguagem de programação e lógica para o ensino de escolas públicas de Sergipe.