Como garantir o bem-estar e a saúde mental dos seus colaboradores no país mais ansioso do mundo?

Segundo dados de 2015 da Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão afeta 11,5 milhões de brasileiros, quase 6% da população.

O Brasil é o país mais ansioso do mundo, é o que diz um estudo feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com a pesquisa, além de termos o maior número de pessoas com transtorno de ansiedade no mundo (9,3%), somos o quinto país no ranking de casos de depressão (5,8%).

Ainda conforme a OMS, até 2020, a depressão será a enfermidade mais incapacitante em todo o mundo. Em 2016, no Brasil, cerca de 75,3 mil trabalhadores foram afastados pela previdência social em decorrência do transtorno. Segundo a organização, estima-se que, a cada ano, as consequências dos transtornos mentais geram uma perda econômica de US$ 1 trilhão para o mundo.

Investir no bem-estar dos funcionários nunca foi tão importante. É comprovado cientificamente que nós, seres humanos, estamos vivendo mais. Atualmente, mais de 900 milhões de pessoas estão ultrapassando os 60 anos. A tendência é que, com o aumento gradativo da expectativa de vida, tenhamos 2,1 bilhões de pessoas com mais de 60 anos até 2050, representando quase 22% da população mundial. Então, por que não garantirmos que essas pessoas envelheçam com mais saúde, física e mental?

Com o aumento no número de casos relacionados à transtornos mentais, é possível que todas as empresas do mercado possuam pelo menos um funcionário fazendo parte destas estatísticas, o que faz com que seja cada vez mais necessário o olhar das empresas para este aspecto.

O que as organizações podem fazer para contribuir ativamente para o bem-estar e saúde mental de seus colaboradores?

Reconhecer a importância do assunto é o primeiro passo

Hoje em dia, passamos mais tempo nos escritórios do que em nossas casas. Então, por que não tornar o ambiente mais agradável e saudável? As empresas devem colocar a saúde física e mental do colaborador no topo da lista de prioridades das políticas internas.

Projetos de integração

Iniciativas para o desenvolvimento de uma relação de confiança entre gestores e colaboradores pode ajudar a melhorar as relações de trabalho e tornar o ambiente mais interativo.

Condições de trabalho

Um ambiente limpo, organizado e adequado para o trabalho faz com que o colaborador se sinta acolhido e importante, além de contribuir para a saúde física de todos os envolvidos.

Pausas entre as atividades

Trabalhar ininterruptamente gera desgaste e estresse. Os gestores precisam estar cientes de que, vez ou outra, é preciso uma pausa entre as atividades para que o colaborador respire e volte aos seus trabalhos.

Investir em diversidade e inclusão

Estudos já comprovaram que a diversidade, além de alavancar os lucros das empresas, é responsável por manter as equipes motivadas e engajadas.

Visando conscientizar líderes e colaboradores, a SAP, em fevereiro deste ano, realizou um Workshop de RH voltado à saúde e bem-estar no ambiente de trabalho. Durante o evento, Cristina Palmaka, presidente da SAP Brasil, ressaltou a importância da tecnologia, mas também discorreu sobre seus riscos: “Temos que ser sábios em utilizar a tecnologia para facilitar a gestão de pessoas, porém não podemos nos tornar reféns. Nosso objetivo é proporcionar vidas melhores aos nossos clientes”.

Segundo Dan Chisholm, especialista em saúde mental da OMS, os principais fatores que contribuem para os transtornos mentais são: a situação econômica do país, os níveis de pobreza, a desigualdade, o desemprego e a recessão, além dos fatores ambientais, como o estilo de vida das grandes cidades. Drauzio Varella, convidado especial do evento, fez um comentário importantíssimo, convidando todos os participantes a refletirem: “A pressão cotidiana gera estresse. O estresse moderno é a meta que não depende de você; é o trânsito, é o celular que não para, é o e-mail que você não consegue dar conta. Se você não consegue ter 30 minutos para fazer atividade física, você está vivendo errado. O gestor de RH precisa se convencer de que não levar a saúde a sério é coisa do passado. Ele precisa dar o exemplo. A segunda maior despesa de uma empresa é o plano de saúde”.

A SAP já possui políticas internas nesse sentido. Tais políticas renderam ao SAP Labs o prêmio de melhor empresa de grande porte para se trabalhar no Rio Grande do Sul, em 2018. Lá, os funcionários participam das decisões e contam com flexibilidade para ajustar a carga horária ao seu estilo de vida. Até mesmo a iluminação das estações de trabalho passa pela aprovação dos colaboradores. Além disso, no processo de admissão, são ofertados diversos benefícios para que o colaborador escolha o que melhor se adequa à sua vida. Tais iniciativas, aliadas a um Plano de Melhoria de Performance, resulta em um baixo índice de demissões e contribui para um ambiente de trabalho mais saudável.

Abaixo outras iniciativas da SAP que busca incentivar o bem-estar:

Pride@SAP

Rede que busca garantir um ambiente de trabalho mais inclusivo para pessoas LGBTI+.

Black Employee Network

Promove o recrutamento, retenção, orientação e mobilidade de funcionários negros.

Business Women’s Network

Programa que visa acompanhar e potencializar a carreira das mulheres colaboradoras da SAP.

Cross-Generation

Ação que promove o intercâmbio de conhecimento entre funcionários de diferentes faixas etárias.

Quais iniciativas você implementa na sua empresa para contribuir com o bem-estar e saúde mental dos seus colaboradores? Compartilhe conosco em nossas redes sociais: Facebook / Twitter / LinkedIn / Instagram / WhatsApp

 

© 2019 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.