Dicas para começar a transformação da experiência do colaborador na sua empresa

As novas gerações chegam ao mercado de trabalho com o objetivo de viver boas experiências, desafiando as organizações a colocarem as pessoas no centro das estratégias

Segundo pesquisa da consultoria Mercer houve um aumento gradual do turnover voluntário nas empresas nos últimos 3 anos. Em 2016, o percentual de demissões solicitadas pelos profissionais variava entre 2% (executivos) e 5% (operacionais). Já em 2019, o número subiu para 4% e 9% respectivamente.

Atualmente, a força de trabalho vem buscando menos estabilidade e mais identificação com as empresas no momento de definir seu plano de carreira. Se por um lado essa tendência comportamental vem desenvolvendo equipes mais engajadas, também criou uma onda de colaboradores mais exigentes e colocou o termo “experiência do colaborador” em foco.

Existem diversos motivadores que aumentam o índice de rotatividade da equipe mas, geralmente, eles estão ligados à experiência do colaborador. O turnover de funcionários pode ser muito prejudicial para os negócios, pois sempre que uma pessoa sai ocorre uma desestruturação do setor, sendo preciso redefinir as tarefas da equipe, que fica sobrecarregada. A produtividade pode cair e é comum que o restante da equipe possa se sentir desmotivada. Se a empresa investiu no aperfeiçoamento daquele funcionário, esse investimento é perdido, isso sem falar nos custos de rescisão e de uma nova contratação.

Focar na experiência do colaborador é uma estratégia para reter talentos, reconhecendo aspectos determinantes para aumentar sua satisfação. É necessário promover qualidade de vida no ambiente profissional, isso pode colaborar para um aumento nos índices de produtividade.

Combinar dados de O-Data e X-Data é uma excelente estratégia para trabalhar a experiência do colaborador. Confira alguns passos que podem ajudar:

Invista na Gestão da Experiência Humana: experiências humanizadas podem ajudar a obter melhores resultados. Para isso, coloque as pessoas no centro das suas estratégias de negócio;

Mantenha as portas digitais abertas: aproveite a tecnologia para desenvolver uma comunicação transparente com seus colaboradores, considerando reivindicações e analisando pontos que podem contribuir para uma mudança positiva nos processos de trabalho;

Vida pessoal e rotina profissional devem ser considerados: saiba o que está acontecendo com seu colaborador, isso pode ajudar você a preencher as lacunas que faltam para melhorar a experiência dele;

Coloque o colaborador no centro das estratégias: redefina as tecnologias de RH, colocando o funcionário no centro das decisões do departamento.

Soluções como SAP SuccessFactors, a Human Experience Management (HXM) podem ajudar a reinventar a gestão do capital humano, diminuindo a rotatividade de profissionais e aumentando sua produtividade ao estabelecer novas formas de se relacionar com seus funcionários, focando realmente em suas necessidades.

Já se sabe que empresas focadas na experiência do colaborador possuem um índice de rotatividade 40% menor que a média do mercado, além de terem 12 vezes mais chances de serem defendidos publicamente quando agem com base nos feedbacks dos profissionais.

Saiba como sua empresa pode reinventar a experiência do colaborador. Siga a SAP nas redes sociais e descubra: Facebook Twitter LinkedIn Instagram / WhatsApp

© 2019 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.