Tendência e o futuro dos conteúdos midiáticos

Por: SAP Brasil

O setor da mídia deve ser impulsionado pelo mercado digital de informação, que cresceu com a pandemia da COVID-19 e está alterando modelos tradicionais de financiamento

Com a necessidade de isolamento social, o mercado digital ganhou mais espaço em todos os setores, se tornando essencial para manter o funcionamento de diferentes indústrias. Com isso, a mídia também ganhou mais relevância.

Informação confiável como desafio para os novos tempos

Parece contraditório que vivamos em um período em que o acesso à informação é tão fácil e rápido, mas que seja tão difícil confiar nos conteúdos compartilhados nas redes sociais ou até em sites com milhares de leitores. A credibilidade das informações é um diferencial que pode assegurar público e investimento.

Segundo a pesquisa Análise de Tendências de Tráfego e Consumo de Conteúdo na América Latina: “as visitas aos principais portais profissionais de notícia cresceram 46% contando com os mercados da Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México e Peru. No Brasil, este crescimento foi de 24%”. Os dados, colhidos entre o final de 2019 e março de 2020, mostram como o público opta por portais reconhecidos e com credibilidade para consumir conteúdo sobre saúde, notícias, política e negócios.

Mas qual o valor da informação?

A renda dos consumidores ainda é barreira para o acesso a diferentes tipos de informação, em multiplataformas.  Uma pesquisa desenvolvida para o Fórum Econômico Mundial pela Nielsen com executivos de publicidade, entretenimento, notícias e outros segmentos da indústria midiática sobre as estratégias para atrair consumidores e as implicações na sociedade aponta que metade dos consumidores está disposto a pagar por notícia e entretenimento. Mas pessoas de baixa renda estão menos propensas a pagar por informação, o que pode ajudar a aumentar as desigualdades.

Como reverter e valorizar conteúdo para todas as pessoas

A dificuldade de acesso à mídia paga pode hierarquizar o consumo de conteúdos e contribuir para aprofundar desigualdades no que diz respeito ao conhecimento e informação. Durante a pandemia, serviços de streaming e de imprensa tradicionais e segmentadas disponibilizaram seu conteúdo gratuito para o público. Ajudando a reforçar a disseminação de informações sobre prevenção à Covid-19.

As marcas também entenderam que, mais que vender, esse era um momento de produzir conteúdo informativo, que leve orientações seguras para seu público e o marketing estratégico atuou como mais uma ferramenta de mídia importante no processo de produção de informação.

É claro, é preciso receita para sobreviver, gerar emprego, investir em novos serviços, mas também é necessário redemocratizar o acesso, com uma produção de conteúdo que parta do investimento público em serviços não só de informação, mas de entretenimento no âmbito digital, onde o consumo aumentou consideravelmente nos últimos meses.

O futuro?

53% das pessoas no mundo estão dispostas a pagar por notícias e 70%, por entretenimento. As avaliações de consumo de mídia e a disposição do consumidor a pagar por diferentes tipos de segmentos relacionados pode ajudar a direcionar as estratégias que ajudarão a atrair anunciantes. A demanda pode ser determinante para o futuro da indústria da mídia.

Conhecer o consumidor para entender suas preferências de consumo, os tipos de informação que o agradam e pensar maneiras de atender a todos os públicos, dentro de suas possibilidades  socioeconômicas, ajuda a construir pontes entre uma indústria que deve se renovar e um público que está cada vez mais ávido por novidades nas mídias.

Acompanhe as redes sociais da SAP e confira os conteúdos que produzimos: Facebook Twitter LinkedIn Instagram / WhatsApp / Youtube

© 2020 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.