Dark stores: o novo desafio logístico da economia digital

Por: Gabriel Medeiros

As compras por meio de e-commerces ou marketplaces já vinham crescendo nos últimos anos, mas passaram por um crescimento exponencial desde o início da pandemia. As lojas físicas perderam relevância para o consumidor, e essa tendência parece ter vindo para ficar: a SAP estima que, até o final deste ano, 85% das relações entre clientes e suas marcas favoritas acontecerão por meio de canais virtuais. Além disso, cresce a preferência dos consumidores por comprar bens de primeira necessidade, como alimentos ou medicamentos, através de aplicativos de fornecedores de última milha.

Um dos fenômenos associados ao e-commerce é o imediatismo: o consumidor quer receber suas compras no mesmo dia ou, no máximo, até o dia seguinte. Neste contexto, empresas de setores como varejo ou bens de consumo começaram a recorrer a um novo conceito de excelência logística: as dark stores (ou “lojas escuras” em português). São espaços de armazenamento localizados em centros urbanos ou arredores que não são abertos ao público, mas que permitem uma entrega muito mais rápida ao cliente.

Por trás dessa estrutura, a automação desempenha um papel fundamental. Seu funcionamento deve ser perfeitamente alinhado para atender ao principal ativo do negócio: o vínculo de confiança entre cliente e vendedor, o que favorecerá as vendas futuras. Um atraso na entrega pode significar o fim de um relacionamento. Por isso, há muitos aspectos que devem ser levados em consideração para que a dark store desenvolva sua função com sucesso. Dentro das mesmas instalações é necessário contar com um sistema de embalagem inteligente, capaz de embalar produtos de diferentes dimensões e pesos de forma ágil, segura e eficiente, pois o consumidor digital também é muito exigente no recebimento de seus produtos em perfeitas condições.

Mas, ao mesmo tempo, é preciso haver coordenação absoluta com o centro de distribuição: o abastecimento das dark stores deve ser feito de forma precisa, com base em previsões inteligentes que contemplem os saltos de escala que a demanda pode ter no universo do e-commerce e garantam que todos os produtos solicitados estejam disponíveis para chegar em tempo hábil à casa do consumidor. Para tanto, estão disponíveis soluções como SAP Extended Warehouse Management (SAP EWM), que permite gerenciar operações de alto volume em armazéns e centros de distribuição, ou SAP Transportation Management (SAP TM), que permite otimizar a gestão de transportes para reduzir custos e garantir entregas. Soluções verticais como SAP Retail, por sua vez, fornecem todas as ferramentas necessárias para projeção, estoque, gerenciamento de armazém, logística, gerenciamento de transporte e rastreamento para avançar em direção a uma estratégia de cadeia de suprimentos digital.

A oportunidade está ao alcance das mãos: as dark stores são uma estratégia fundamental para reduzir custos operacionais, acelerar prazos de entrega, otimizar o giro de estoque e gerar uma excelente experiência do cliente, entre outros benefícios. E ao contrário do que seu nome sugere, têm potencial de trazer muita luz aos negócios.

Acompanhe mais novidades nos canais de comunicação da SAP:  Facebook Twitter LinkedIn Instagram / WhatsApp / Youtube

© 2020 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.