Do design à operação: rumo a uma cadeia de suprimentos ideal e sustentável

Por: Marcele Andrade, Center of Excellence Head na SAP Brasil
Eliseo Bouzan, Head de Digital Supply Chain na SAP Brasil

Primeiro foi o choque, o esforço para manter os negócios funcionando e a necessidade de sobrevivência. A pandemia teve grande impacto sobre as empresas, que precisaram de resiliência, uma vez que as cadeias de valor em todo o mundo enfrentavam uma ruptura sem precedentes: fronteiras fechadas, demanda voltada para o e-commerce – forçando as empresas que já vendiam virtualmente a repensar suas estratégias, e aquelas que ainda não vendiam online a ativar este canal com urgência – e novos desafios de distribuição. Nesse contexto, a SAP colocou à disposição do público em geral uma solução de planejamento da cadeia de suprimentos com um escopo objetivo e simples e com o compromisso de fornecer o suporte necessário para facilitar a adoção e implementação.

A importância da adoção logo ficou evidente: as plantas produtivas tiveram que lidar com a falta de pessoal em consequência dos contágios e das restrições sanitárias que foram implementadas pela maioria dos países, além de ausência de matéria-prima e dificuldade de transporte para chegar a lugares com quarentenas mais rígidas. O planejamento tornou-se um elemento essencial para obter visibilidade sobre a capacidade de produção, armazenamento e transporte, para entender quais fábricas poderiam operar e com que volume de produção, e para definir para onde os produtos poderiam ser enviados . Por outro lado, também foi importante o apoio para permitir a rastreabilidade ponta-a-ponta da execução logística: o percurso completo dos produtos desde a saída da fábrica até ao centro de distribuição ou loja.

Desta forma, foi possível diminuir os níveis de incerteza, permitir que as organizações se adaptassem às novas tendências de consumo e, talvez o mais importante, evitar faltas de estoque: mesmo com a velocidade em que as mudanças estavam ocorrendo, a ferramenta permitiu que muitas empresas latino-americanas entregassem o produto certo, no lugar certo e na hora certa.

Agora o choque passou e a oportunidade permanece para o futuro. Esses testes de “sobrevivência” aceleraram a visão estratégica sobre a Gestão da Cadeia de Suprimentos na região: os resultados alcançados serviram de estímulo para colocar novos projetos em discussão com uma perspectiva a longo prazo, não apenas no planejamento, mas também na execução logística e na digitalização eficaz das operações. De repente, empresas que historicamente utilizavam planilhas para o planejamento descobriram que faltavam a robustez e as informações necessárias para competir neste novo cenário, em que é necessário o máximo nível de análise e detalhamento possível: visualizar toda cadeia de suprimentos em tempo real, modificar os números de produção de acordo com as variações na demanda de forma preditiva, ou estabelecer estratégias de distribuição ideais são coisas que não podem ser expressas em simples colunas de números.

Também existe a possibilidade de caminharmos em direção a um propósito: a sustentabilidade. A otimização do transporte resulta em uma redução nas emissões de dióxido de carbono. Os desperdícios durante o processo de produção são minimizados: quantidades exatas dos materiais certos podem ser planejadas muito antes das máquinas serem ligadas. A conexão com a economia circular é simples e patente: a digitalização habilita redes de negócios que se multiplicam e produzem vantagens para todos os seus participantes. A manutenção preditiva e a verificação cruzada, entre outras ferramentas, são essenciais, principalmente nestes tempos, para cuidar da saúde dos colaboradores. Estes são apenas alguns exemplos – as possibilidades são ilimitadas.

Como implementar esses projetos minimizando riscos e maximizando resultados potenciais? A estratégia Design-to-Operate da SAP permeiam todos os processos na cadeia de suprimentos, digitalizando processos, otimizando operações, simplificando e habilitando novos negócios em nossos clientes.

Por muito tempo, houve uma espécie de dilema tácito entre as empresas que buscavam a máxima lucratividade possível e aquelas que cuidavam do meio ambiente e das comunidades em que atuavam. Hoje, felizmente e graças ao avanço da transformação digital, o mesmo investimento nos permite apontar em ambas as direções ao mesmo tempo.

Acompanhe mais novidades nos canais de comunicação da SAP:  Facebook Twitter LinkedIn Instagram / WhatsApp / Youtube

© 2020 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.