Dia da Mulher: Documentário “Como Ela Faz?” discute desigualdade de gênero no trabalho

Cristina Palmaka é uma das personagens do documentário que narra um dia na vida profissional e pessoal de doze mulheres brasileiras

Março de 2021 – Premiado no Hollywood Womens’s Film Festival em 2020, a versão curta-metragem do documentário “Como Ela Faz?”, promove reflexões sobre o tema da equidade de gênero no Brasil. Com 85 minutos de duração, ele estreou no dia 4 de março, no Cine Petra Belas Artes. Dia 7 de março ele será exibido na TV Cultura, às 23h. O canal GNT exibe o documentário no dia 8, Dia Internacional da Mulher, a meia-noite. A produção é de Sylvio Rocha da Tocha Filmes e a direção de Tatiana Villela.

Gravado enquanto Cristina Palmaka ainda ocupava a presidência da SAP Brasil, a executiva, que hoje lidera a operação América Latina e Caribe, compartilha sua história de vida e carreira juntamente com outras 11 mulheres. Entre elas a filósofa Djamila Ribeiro, a jogadora Cristiane Rozeira, a diarista Carla Dias, a deputada Tabata Amaral Maite Schneider fundadora da transemprego.

Como Ela Faz?”, acompanha um dia na vida de 12 mulheres e revela o significado amplo e complexo da palavra trabalho em suas vidas. Trabalho que vai muito além do profissional, abarcando a mãe, a esposa, a cuidadora, a provedora, a sonhadora.

  

Exibições:

Dia 7 de março, às 23h, na Tv Cultura

Dia 8 de março, meia noite, no canal GNT

Link para o trailer – https://vimeo.com/387412258

 

“Acho que a diversidade é um eterno aprendizado… e a responsabilidade das empresas é gigante. Elas têm que ser as protagonistas dessa mudança” – Cristina Palmaka

 

Minha mãe fala: “filha, acho que se você fosse homem você estava rica”. Eu disse: “mãe, eu tenho certeza disso!”

Cristiane Rozeira, Jogadora de futebol

 

Ilustrado a partir de imagens e testemunhos pessoais, mulheres das mais diferentes profissões revelam as adversidades vividas por elas em suas jornadas diárias em busca de maiores oportunidades no mundo do trabalho. Os depoimentos são entremeados por declarações de especialistas, também mulheres, costurando um grande painel sobre a desigualdade de oportunidades em que nossa sociedade está inserida.

 

Personagens

Cristina Palmaka | Presidente da SAP Brasil

Adriana Barbosa | Fundadora Preta Hub

Carla Dias | Diarista

Cida Silva | Agricultora

Cristiane Rozeira | Jogadora de Futebol

Djamila Ribeiro | Mestre em Filosofia Política

Nina Silva | CEO D’Black Bank

Duilia de Mello | Astrofísica

Gina Vieira Ponte | Professora

Kamila Dias | Parteira

Maite Schneider | Fundadora Transemprego

Tabata Amaral | Deputada Federal

 

Especialistas

Sheila de Carvalho | Advogada Ativista

Preta Rara | Influencer Digital

Regina Madalozzo | Economista

Ana Fontes | Rede Mulher Empreendedora

Amelinha Teles | Militante Direitos Humanos

Margareth Goldenberg | Movimento Mulher 360

Jaqueline Conceição | Pedagoga e Mestre em Educação

Rosane Borges | Jornalista

Vera Iaconelli | Psicanalista

Adriana de Carvalho | Onu Mulheres

 

Eu me criei neste lugar de mulher na cozinha… lugar de mulher é onde ela quiser.”

Cida Silva, Agricultora

 

Cida, Adriana, Cris, Maitê, Kamila, Djamila, Duília, Tábata, Gabriela, Carla, Jéssica, Gina, Nina. Histórias de mulheres que lidam, cotidianamente, com a desigualdade de gênero no mercado de trabalho. Sejam elas astrônomas, jogadoras profissionais de futebol, filósofas, enfermeiras, professoras, diaristas empreendedoras ou executivas os desafios são constantes.

O documentário mostra o fosso que separa homens e mulheres, também mulheres brancas e mulheres negras, em termos de acesso à educação, salário, cuidados com a casa e os filhos, ascensão na carreira, entre outros, são gigantes. E, um dia tem apenas 24 horas.

 

“Pensar o lugar de fala é sobretudo pensar quais foram estas construções sócias que criaram estes lugares sociais e que fazem com que a gente até hoje acredite que uma mulher como eu não possa fazer filosofia.”

Djamila Ribeiro, Filósofa

 

A partir de “Como Ela Faz?”, a Tocha Filmes, de Sylvio Rocha, está produzindo uma série documental em 5 episódios para a TV Cultura. A direção também está nas mãos de Tatiana Villela.

 

“O feminismo que eu entendo é aquele que tem uma luta por todas as minorias, por todas as pessoas que estão excluídas do tecido social. Seja por gênero, seja por raça, orientação sexual, classe social. ”

Vera Iaconelli, Psicanalista

 

Como ela Faz?

Produção: Sylvio Rocha

Direção: Tatiana Villela

Estreia: dia 4 de março no Cine Petra Belas Artes

Duração: 85 min

Exibições na TV

Dia 7 de março, às 23h, TV Cultura

Dia 8 de março: GNT e Globoplay