SAP Brasil expande centro de inovação, pesquisa e desenvolvimento em São Leopoldo (RS)

Terceira ampliação do SAP Labs Latin América contou com investimento de R$ 120 milhões; unidade passa a integrar o HUB global de inovação da SAP

Após 15 anos de atividade, o SAP Labs Latin América, hub de inovação, pesquisa e desenvolvimento da SAP Brasil, teve a sua terceira fase de expansão concluída e inaugurada hoje (20) em São Leopoldo, região metropolitana de Porto Alegre (RS). Localizado dentro do campus da Unisinos, a nova unidade recebeu investimentos de R$120 milhões e abrigará uma força de trabalho de cerca de 850 colaboradores brasileiros e de outras 20 nacionalidades, dentro de um total de quase 2000 pessoas. A expansão também deve gerar mais de 200 empregos indiretos na região.

Eleita a melhor empresa de tecnologia para se trabalhar no Brasil pela Great Place to Work, o SAP Labs é um dos principais centros de tecnologia do Rio Grande do Sul. Com uma população jovem, diversa e global, o SAP Labs se destaca por uma alta taxa de contratação de estagiários e trainees – em média, 80% dos estudantes que estagiam no Labs são contratados. O SAP Labs também age como um centro de formação e excelência em tecnologia, formando uma nova geração de profissionais preparados para atender a altíssima demanda por profissionais especializados em TI no país.

A expansão também marca a nomeação do SAP Labs Latin America como um HUB global de inovação, pesquisa e desenvolvimento dentro da SAP. O SAP Labs Latin America passa a fazer parte de um seleto grupo de organizações da SAP que são responsáveis por desenvolver soluções de alto padrão que ajudam os clientes da SAP a endereçar os grandes desafios do mundo dos negócios atualmente, da gestão de programas de sustentabilidade a tecnologias de gestão em nuvem de alta capacidade.

Atualmente, o SAP Labs Latin America já são desenvolvidas tecnologias que ajudam as empresas na jornada ESG, controle e gerenciamento de consumo de energia, gestão de resíduos e políticas de responsabilidade de produtores. O SAP Intelligent Agriculture é uma das soluções que saíram do centro de inovação e que permite que as empresas do setor do agronegócio aumentem a sua eficiência de forma sustentável, digitalizando seus processos e serviços agrícolas por meio do uso de dados e machine learning.

“As empresas latino-americanas estão investindo cada vez mais na transformação digital, e prestando atenção especial para a sustentabilidade”, afirmou Dennison John, presidente do SAP Labs Latin América. “Com esta nova expansão de nossas operações, estamos em posição para liderar este processo e demonstrar ao mundo a criatividade e a capacidade de inovar da região, atuando juntamente com especialistas do mundo todo para criarmos tecnologias ágeis, poderosas e que tem a sustentabilidade como centro.”

Edificação sustentável

O novo edifício do complexo tem 14.000 m² de área construída e será o prédio com menor nível de emissão de CO2 por funcionário da companhia em todo o mundo, e referência em edificações verdes no Brasil, atendendo aos requisitos de certificação LEED Gold (Liderança em Projeto de Energia e Meio Ambiente, em inglês). Edifícios com esta certificação utilizam, em média 20% menos energia do que edifícios de mesmo porte.

A expansão do SAP Labs foi pensada para gerar o menor impacto ambiental possível: foram adotados conceitos como reutilização de água, consumo inteligente de energia e aproveitamento máximo da luz natural, uso de materiais de construção sustentáveis (estrutura metálica, vidro e madeira), destinação correta de resíduos e utilização de materiais de baixa degradação ambiental.

Os espaços internos foram desenhados para incentivar a colaboração e a troca de conhecimentos entre os colaboradores, características essenciais para que a inovação aconteça.  O conceito Flexwork – em que os colaboradores podem trabalhar em qualquer lugar do prédio ou de forma remota – foi implantado para atender aos pedidos por ainda mais flexibilidade no ambiente de trabalho.

O design do interior do prédio foi pensado para melhorar o bem-estar e a produtividade dos colaboradores, por isso, todos os postos de trabalho estão voltados para a área externa, o que garante acesso à ventilação natural e aproveitamento máximo da luz solar. Todas as janelas possuem uma película especial para reduzir o calor no interior do edifício durante o verão, e tecnologia que evita a incidência dos raios solares diretamente nas fachadas de vidro.