SAP Brasil divulga Relatório de Sustentabilidade

Empresa disponibiliza panorama completo de sua operação, compartilha boas práticas e destaca papel importante como habilitador das iniciativas ESG a partir de suas soluções

Outubro de 2021 – A SAP Brasil apresenta o primeiro relatório de sustentabilidade com foco na operação local. O documento reforça compromisso da empresa com a Agenda ESG e demonstra iniciativas nos escritórios da empresa em São Paulo, Rio de Janeiro e do SAP Labs em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. O relatório relativo ao ano de 2020 também compartilha projetos da SAP com clientes, demonstrando o potencial habilitador da tecnologia nas demandas sociais, ambientais e de governança.

Os números da operação revelam o forte compromisso da empresa para tornar suas operações no Brasil mais sustentáveis, neutralizar emissões e reduzir a utilização de recursos. Entre as iniciativas, destaque para a eliminação de plástico de uso único, a redução do consumo de energia em 36% e de água em 40% e a neutralização de 467 toneladas de carbono com o plantio de 3.360 mudas de árvores entre outubro de 2019 e junho de 2021. A SAP Brasil vem explorando inovações – como iluminação com maior eficiência energética nos escritórios, sistemas eficientes de refrigeração em data centers e soluções alternativas de mobilidade.

Como empregadora, a empresa foi reconhecida na primeira posição no ranking elaborado pelo instituto TOP Employer Brasil e primeiro lugar no ranking Melhores Lugares para Trabalhar 2020, da Glassdoor, além de constar em quinto lugar no ranking 150 Melhores Empresas para Trabalhar no Brasil 2020, do GPTW, e 19º no ranking 150 Melhores para se Trabalhar, da revista Época Negócios.

O relatório cobre também as iniciativas de Diversidade, Equidade e Inclusão (DEI) da SAP Brasil. Apresenta o compromisso com atividades da Rede Brasil do Pacto Global, e um capítulo dedicado aos desafios da Covid-19 na operação mostra como a empresa contribuiu com a sociedade na pandemia. Com iniciativas de segurança alimentar realizadas com o apoio de grupos e organizações sociais a SAP Brasil viabilizou doações que contribuíram para garantir a segurança alimentar de comunidades. A empresa doou a mesma quantidade angariada pelas doações dos funcionários, dobrando o total arrecadado. Além disso, outras aproximações viabilizaram a doação de roupas, kits de higiene e marmitas para comunidades. Os investimentos nessas ações totalizavam, até o final do primeiro semestre, R$ 1.019 milhão – sendo que R$ 943 mil da própria empresa e R$ 76,2 mil de doações dos seus colaboradores.

Os demais capítulos são dedicados às práticas ESG, cobrindo avanços ambientais, sociais e de governança, além de um retrato da empresa como exemplo e como habilitadora de sustentabilidade, a partir de suas soluções. A SAP Brasil mapeou como suas soluções podem ser utilizadas para levantar, analisar e medir indicadores essenciais de desempenho econômico, ambiental e social propostos pelo Global Reporting Initiative (GRI) e descobriu que dispõe de 23 soluções capazes de medir 90 indicadores do GRI que contribuem para que seus clientes avancem em sua jornada de sustentabilidade.

Paulo Mendes, líder do Comitê de Sustentabilidade da SAP Brasil e vice-presidente global de finanças e Chief Controlling Officer (CCO) da área de Customer Success da SAP, explica que globalmente a SAP vê a sustentabilidade como condição essencial para suas operações e enfatiza que se trata de uma cultura que está no DNA da empresa. “Buscamos cada vez mais nos posicionar como exemplo de empresas comprometida com as boas práticas ambientais, sociais e de governança e a produção do primeiro relatório da SAP Brasil vem contribuir para que possamos compartilhar boas práticas, engajar nossos clientes e parceiros para que estejam conosco neste desafio e reforçar o poder habilitador da tecnologia para construção de um mundo mais sustentável”, completa.

Os sistemas da SAP podem ser utilizados para adicionar informações sobre todas as etapas de processos – dos administrativos aos operacionais –, de forma a contribuir para a adaptação das companhias a mudanças de regulamentação, consumo de energia, gestão de resíduos, políticas de responsabilidade de produtores, entre outros pontos cada vez mais urgentes em uma economia pautada pela sustentabilidade e em linha com padrões globais e melhores práticas. O relatório traz os projetos da SAP como habilitadora de sustentabilidade com as empresas Votorantim Cimentos, Box Print e Suzano.

Segundo Luciana Coen, diretora de comunicação e CSR da SAP Brasil e coordenadora do Comitê de Sustentabilidade da SAP, o compromisso com uma agenda estratégica é crucial para que toda a cadeia de valor e os stakeholders da organização possam convergir suas práticas de forma a contribuir com o desenvolvimento sustentável. Nesse sentido, a produção do relatório é um caminho para medir, avaliar e avançar na estratégia da empresa, alinhada aos compromissos assumidos globalmente pela SAP.

“As nossas iniciativas internas de economia de recursos, eliminação de plástico, campanhas de voluntariado, programas de bem-estar dos funcionários – dos quais destaco as atividades de Mental Health Matters -, somadas aos nossos esforços como empresa habilitadora de sustentabilidade, a partir de soluções que oferecemos ao mercado, contribuem decisivamente para preparar a sociedade a enfrentar de forma mais eficaz os desafios de hoje e de amanhã, aperfeiçoando a vida das pessoas e fazendo o mundo funcionar melhor”, resume Luciana.

O relatório completo está disponível no site da SAP Brasil – https://www.sap.com/brazil/about/company/purpose-and-sustainability.html?pdf-asset=fe34883f-ff7d-0010-bca6-c68f7e60039b&page=1