SAP lança solução para auxiliar empresas a gerenciarem suas iniciativas de sustentabilidade

A nova SAP Cloud for Sustainable Enterprises oferece ferramentas para otimizar a tomada de decisões e alavancar as estratégias ESG dos clientes

Como parte de seus esforços contínuos para fomentar e facilitar a adoção de políticas de governança ambiental e social (ESG) de seus clientes, a SAP anuncia o lançamento de uma nova ferramenta de gestão orientada a medir os resultados das iniciativas de sustentabilidade, gerenciar melhor as emissões de gases de efeito estufa de nível 3 e otimizar as estratégias adotadas pelas empresas. O SAP Cloud for Sustainable Enterprises, é uma solução que permite identificar, quantificar, analisar e atuar sobre os dados das operações de ponta a ponta, e assim administrar de forma abrangente o desempenho em sustentabilidade. A empresa também nomeou Pedro Pereira como novo diretor de Sustentabilidade da SAP para América Latina e Caribe. O executivo será responsável por ajudar os clientes da SAP a adotarem boas práticas e otimizar suas agendas ESG.

“Até muito pouco tempo atrás, as empresas tinham de escolher entre serem lucrativas ou sustentáveis. Com nosso novo portfólio de sustentabilidade, é possível ter o melhor dos dois mundos contando com uma solução na nuvem que integra dados e processos para gerenciar a pegada de carbono, reduzir desperdícios de material e caminhar em direção a uma sociedade mais justa e sustentável. Agora podemos ter lucro e preservar o planeta, ter produtividade sem deixar de pensar nas pessoas; ser inovador e garantir a preservação .Ter de escolher entre os dois mundos não é mais uma exigência”, afirma Pedro Pereira.

A SAP também anunciou que está acelerando seus planos para alcançar a meta de zero emissão líquida. A companhia revisou suas previsões originais de ser uma empresa net zero e adiantou a meta em 20 anos, de 2050 para 2030, em resposta à recente conferência climática COP26 e ao Pacto Climático de Glasgow, eventos em escala global que sinalizaram a países e empresas a necessidade de estabelecer objetivos mais ambiciosos em relação aos cuidados com o planeta.

“A emissão líquida zero é um dos pilares da abordagem abrangente da SAP para sustentabilidade, que cobre ações climáticas, economia circular, responsabilidade social, governança e apresentação holística de relatórios, com inúmeras áreas de interconexão. A SAP Brasil é um destaque pois foi a primeira subsidiária no mundo a lançar o seu relatório de ESG, em que compartilha com a sociedade a relevante participação da tecnologia como habilitadora de ações que favoreçam a criação e implementação de estratégias de sustentabilidade para os clientes”, destaca Luciana Coen, diretora de Comunicação Integrada e Responsabilidade Social da SAP Brasil.

O próximo marco será em 2023, ano para qual se almeja uma posição neutra em carbono para as operações da SAP, dois anos antes do planejado originalmente. O foco, no entanto, continuará sendo na cadeia de valor. Nesse sentido, a redução das emissões geradas pelos produtos vendidos pela SAP será a principal alavanca, seguida pela redução das emissões de bens e serviços adquiridos pela empresa. A SAP se concentrará em acelerar a transformação dos clientes, com a migração das soluções on-premise para a nuvem, em apelar aos principais fornecedores para que se comprometam com a meta de zero emissão líquida, em oferecer produtos e serviços neutros em carbono, usando os melhores datacenters com programação sustentável e cálculo da pegada de carbono para todas as soluções em nuvem da SAP e em elevar os investimentos diretos em energia renovável e fundos baseados na natureza.