Blended Finance: conheça o modelo de financiamento híbrido

De acordo com o BNDES, o Blended Finance é uma ótima alternativa para empresas que desejam destinar recursos para a viabilização da Agenda 2030 da Organização das Nações Unidas (ONU).

O Blended Finance é um modelo estratégico que combina recursos financeiros de diferentes fontes: privadas, públicas e filantrópicas. O objetivo em comum desses capitais é estimular o investimento em projetos sustentáveis em países em desenvolvimento, proporcionando fundos de créditos a juros mais baixos que os do mercado para ajudar pequenos negócios.

Esse conceito está se popularizando no Brasil e já é considerado uma tendência em outros países. A OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), responsável por limitar os princípios do Blended Finance, listou cinco aspectos que podem ajudar a operacionalizar e utilizar o financiamento híbrido para gerar maior impacto:

  • Assistência técnica e financiamento em estágio inicial visando apoiar ideias e projetos inovadores.
  • Relatórios de impacto de qualidade, demonstrando a diferença entre os instrumentos de operação.
  • Fundos catalíticos agrupados com o intuito de obter os melhores acordos financeiros combinados e alcançar escala.
  • Apoio a relatórios de mercado para transparência e benchmarking como um bem público.
  • Chamadas competitivas para o aumento da relação custo-benefício.

Existe mais de uma maneira de estruturar um Blended Finance. Os investidores podem comprar cotas juniores com rendimento de 120% do CDI ao ano, o retorno é menor do que o de mercado, mas os blenders entendem que estão apoiando uma causa: um instrumento de mobilização do capital privado para negócios de impacto;  por este motivo, deixam um pouco de lado a rentabilidade do investimento e focam nos benefícios sociais. Até hoje foram arrecadados US$166 bilhões para o financiamento híbrido em países em desenvolvimento; a região que obteve maior investimento até o momento é a África subsaariana (47%), seguida da América Latina e Caribe (17%).

Para entrar em uma operação neste modelo, é preciso maturidade para entender que boa parte dos projetos, por serem de inovação e impacto, se desenrolam a longo prazo. O Blended Finance apresenta diversas vantagens, uma delas é que, com diferentes investidores e tecnologias inteligentes de controle, o risco pulveriza e as diferentes fontes potencializam os fluxos de capital. Além disso, o conceito gera maior impacto do que ações de filantropia isoladas, fazendo a diferença na vida de diversos empreendedores e colaboradores.

Acesse o site da SAP e conheça tecnologias voltadas para o setor financeiro que podem ajudar as companhias na organização de seus recursos.

Acompanhe mais novidades nos canais de comunicação da SAP:  Facebook Twitter LinkedIn Instagram / YouTube

© 2022 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.