Como o varejo está driblando o impacto do Coronavírus

Por: SAP Brasil

Com a atividade comercial interrompida em todo o mundo, o setor varejista trabalha para conter impactos e busca alternativas para continuar vendendo durante a quarentena

O fechamento temporário de lojas para conter a disseminação do Coronavírus colocou alguns desafios para os empresários do setor varejista: como continuar vendendo com as portas fechadas? Como manter os colaboradores trabalhando sem comprometer sua saúde? Quais mudanças nos hábitos de consumo devem ser observadas?

Fortalecimento do mercado digital e das estratégias omnichannel

Com o fechamento das lojas físicas para conter o avanço do Coronavírus, as empresas de varejo podem encontrar meios para continuar suas vendas optando pelo atendimento e comércio através de canais digitais.

Essa mudança e adaptação leva em consideração a visão do cliente sobre o momento que ele está vivendo e suas preferências de consumo, para então determinar as estratégias de vendas adotadas neste período. Isso poderá ajudar no gerenciamento das mercadorias, na escolha de quais fornecedores e parceiros você precisará manter e na estruturação do atendimento ao cliente.

Prioridades no consumo

O relatório “Impacto nos Hábitos de Compra e Consumo”, desenvolvido pela Opinion Box, mostra que alguns segmentos de produtos lideram as preferências de compra do consumidor desde o início da quarentena, entre eles produtos de limpeza para casa (45%), produtos de higiene pessoal (43%), frutas, verduras e legumes (24%), além de comidas prontas e alimentos congelados (23%).

O setor de saúde também ganhou um importante estímulo às atividades que não estão ligadas ao tratamento do Coronavírus, com a liberação das consultas online durante a pandemia, o que contribui com a continuidade de tratamentos sob orientação médica. Um levantamento realizado pelo jornal O Estado de São Paulo, mostra que a demanda pelo teleatendimento aumentou 7 vezes em 15 dias.

Posicionamento das marcas

Mantendo um posicionamento coerente e empático, as marcas devem mostrar que seguem seus propósitos, pensando não só na sua saúde financeira, mas também no bem-estar de seus funcionários e no respeito ao consumidor, ajudando a conscientizar a população sobre a importância da prevenção à COVID-19.

Uma pesquisa encomendada pelo portal Meio & Mensagem sobre a percepção das pessoas em relação à atitude das marcas em momentos de crise mostra que 50,7% dos entrevistados acredita nesse papel colaborativo das marcas. A participação ativa das marcas na ações para conter o avanço da doença também vista como positiva por 30,3% dos entrevistados, que acreditam que elas devem realizar doações e ajudar o sistema de saúde.

Valorização do comércio local

Fortalecer o comércio local nunca foi tão importante, especialmente em regiões mais pobres da cidade, é fundamental para ajudar a continuar movimentando a economia da região e manter o sustento de diversas famílias.

Muitos empreendedores têm utilizado grupos em redes sociais para divulgar produtos e continuar vendendo através de serviços de entrega em casa. Além disso, estão vendendo vouchers para gerar capital neste momento e oferecer o serviço quando o isolamento social acabar.

Supply Chain sente o impacto

O fechamento de fronteiras comerciais interrompeu o fluxo no setor de Supply Chain, especialmente para empresas que recebiam produtos da China. Para continuar trabalhando e manter uma cadeia de suprimentos ativa, é possível utilizar ferramentas online gratuitas que ajudam a encontrar fornecedores disponíveis e minimizar atrasos nas remessas, mantendo a entrega de materiais e produtos. Além de manter a atividade nas empresas.

Considere o investimento no e-commerce para manter as vendas de produtos e aproveite esse momento, em que as demandas de trabalho estão menores, para desenvolver um planejamento estruturado para os próximos dias. Ele ajudará você a listar o que é essencial para manter sua empresa funcionando e contribuirá para que você desenvolva saídas para o futuro.

Acompanhe informações sobre os impactos da COVID-19 em diversos setores econômicos nas redes sociais da SAP: Facebook Twitter LinkedIn Instagram / WhatsApp / Youtube

© 2020 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.