5 aprendizados que a pandemia deixou para o varejo

Todo desafio pode se tornar um aprendizado. Confira 5 principais lições para o varejo pós-pandemia.

Para atravessar o cenário turbulento que a pandemia causou, varejistas em todo o mundo tiveram que se reinventar. A demanda urgente por produtos essenciais e a queda brusca nos pedidos de outros segmentos, a necessidade de atender os pedidos com rapidez e reavaliar as estratégias de procurement, logística e de toda a cadeia de suprimentos e uma mudança geral no comportamento de compras devido ao distanciamento social foram apenas alguns dos desafios do varejo nesse período.

No entanto, todo desafio pode se tornar um aprendizado. Confira 5 principais lições para o varejo pós-pandemia:

Os consumidores estão mais poderosos

Com uma mudança total no comportamento de compra, tudo o que os varejistas achavam que sabiam sobre seus clientes teve de ser revisto.  Obter feedback sobre produtos, serviços e a experiência do cliente nunca foi tão importante para entender o momento e criar estratégias direcionadas.

Experiência do colaborador é essencial

Em janeiro de 2022, a Organização Mundial da Saúde (OMS) oficializou a Síndrome de Burnout como uma doença do trabalho, definida como “estresse crônico de trabalho que não foi administrado com sucesso”. Segundo a International Stress Management Association (ISMA-BR), o Brasil é o segundo país com o maior número de pessoas afetadas por essa condição no mundo. A tensão causada por um cenário pandêmico e todas as suas consequências como necessidade de se adequação ao trabalho remoto, equilíbrio entre vida pessoal e trabalho, desemprego, etc., esgotaram os trabalhadores e elevaram os pedidos de demissão em diversos países. Mais do que nunca, líderes do varejo precisaram desenvolver programas e iniciativas para garantir o bem-estar, a saúde mental e uma excelente experiência dos colaboradores.

Sempre invista em tecnologia

A infraestrutura tecnológica nunca fez tanta diferença como fez durante a pandemia. Com tecnologia, varejistas conseguiram mudar rapidamente seus modelos de negócios para atender os clientes com a velocidade e o conforto que precisavam, minimizando o impacto de lojas fechadas. O varejo foi, provavelmente, o setor que mais se beneficiou de recursos tecnológicos para driblar a pandemia. Do gerenciamento de estoque à gestão dos colaboradores, incluindo o e-commerce e soluções para acompanhar as entregas, as organizações foram capazes de se adaptar rapidamente às novas demandas.

No estoque, menos é mais

Da superabundância nos galpões em 2020 às cadeias de suprimentos restritas em 2021, os varejistas perceberam que a redução da variedade em seus estoques iria ajudar na margem de lucro e não necessariamente impediria os compradores de comprar.

O termo “cadeia de suprimentos” deve  desaparecer

O termo “cadeia” passa a ideia de que, se um elo for quebrado, todo o processo falhará. A pandemia nos ensinou que para sobreviver a cenários inesperados é preciso contar com uma rede com grande capacidade de colaboração e de flexibilizar e mudar rapidamente quando necessário. Cada vez mais, o varejo irá buscar por opções mais versáteis e escaláveis.

O futuro do varejo dependerá especialmente da sua capacidade de aproveitar essas importantes lições e usá-las como estratégias de avanço nos próximos anos.

Acompanhe mais novidades nos canais de comunicação da SAP:  Facebook Twitter LinkedIn Instagram / YouTube

© 2022 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.