Os maiores mitos por trás do e-commerce B2B

Estudo feito pela McKinsey & Company revelou que a vanguarda para o crescimento escalável e bem sucedido das vendas B2B é digital.

As vendas online cresceram consideravelmente nos últimos meses. Dados do índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust/Movimento Compre & Confie, mostram que a alta foi de 48,41% na comparação entre 2020 e 2021. Essa estatística revela um novo hábito de consumo, impulsionado em grande parte pelo período de recessão durante a pandemia.

Essa tendência também se estendeu ao mundo corporativo. Líderes empresariais passaram a estar mais abertos ao comércio eletrônico e encontraram fornecedores de diferentes setores mais ágeis e preparados para atender a alta demanda. Com o aquecimento dessa modalidade, alguns mitos referentes ao tema e-commerce foram desmistificados. Confira os insights fornecidos pela recente pesquisa da McKinsey & Company:

Mito 1: A maioria das empresas B2B não oferece comércio eletrônico

Os dados do estudo mostram que 65% dessas organizações, nos mais diferentes setores da indústria, possuem uma estrutura de e-commerce, superando os 53% do início de 2021. Devido a crescente adoção de tecnologias e digitalização dos negócios, além da alta demanda por parte dos clientes, as companhias estão mais propensas a oferecer canais de comércio eletrônico como alternativa para os consumidores que preferem essa prática.

Mito 2: Compradores B2B preferem interações físicas

A pandemia mostrou que é possível fazer negócios de forma não presencial. Essa tendência se confirmou e, agora, muitas empresas preferem esse tipo de contato por ser mais ágil e prático, podendo ser feito de qualquer lugar. De acordo com a pesquisa, 50% das empresas B2B estão adotando a conversa online como um dos principais pilares para fechar negócios; essas organizações já consideram esse método um auxiliar crucial para a tomada de decisão do cliente e para interação entre comprador e vendedor.

Mito 3: Somente um e-commerce básico é suficiente

As empresas B2B estão investindo fortemente no comércio eletrônico, considerando-o como um canal de serviço completo, de acordo com a McKinsey & Company. 80% dos consultados disseram que mantêm seus canais de e-commerce no mesmo padrão ou superior aos concorrentes e que investem em ferramentas que forneçam os mesmos ou os melhores níveis de excelência em disponibilidade de produtos e serviços, valores, garantias de desempenho, entregas e recomendações personalizadas.

Mito 4: O e-commerce serve apenas para compras repetidas ou de baixo valor

Isso costumava acontecer anteriormente, porém, ao notarem o aprimoramento e o uso de tecnologias mais seguras, ágeis e facilitadoras, os compradores empresariais abandonaram toda e qualquer tipo de preocupação neste sentido. O estudo mostra que 35% das organizações estão dispostas a pagar US$ 500.000 ou mais em uma única transação em comércio eletrônico. Ainda de acordo com a pesquisa, 15% dos tomadores de decisão se sentem confortáveis em realizar compras online equivalentes a mais de US$ 1 milhão.

Mito 5: Marketplaces digitais são o próximo passo entre produtos essenciais

As empresas B2B entendem os marketplaces digitais como uma parte importante nos processos de compras; 60% dessas companhias se mostram abertas a comprar em marketplaces digitais, aproximadamente a mesma porcentagem das que compram em sites de marcas de fornecedores.

A nova tendência chegou para ficar! As empresas que desejam prosperar de forma sustentável e escalável devem investir na ampliação de capacidades e redefinição de suas abordagens, pensando em estratégias que otimizem a jornada do cliente e visem atender a alta demanda que está surgindo com as novas necessidades do cenário atual.

Sua empresa está preparada? Conheça as soluções da SAP com foco em e-commerce e descubra como elas podem ajudar.

Acompanhe mais novidades nos canais de comunicação da SAP:  Facebook Twitter LinkedIn Instagram / YouTube

© 2022 SAP SE. All rights reserved. SAP and other SAP products and services mentioned herein as well as their respective logos are trademarks or registered trademarks of SAP SE in Germany and other countries. Please see http://www.sap.com/corporate-en/legal/copyright/index.epx#trademark for additional trademark information and notices.